«

»

ago 26 2014

Museu Afro-Brasileiro realiza Agosto da Consciência

 

agosto 1

Museu Afro-Brasileiro realiza Agosto da Consciência

30/07/2014 – 11h11

 

Atividades são voltadas à luta cotidiana do povo negro

 

A primeira edição do Agosto da Consciência será realizada pelo Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia, durante o próximo mês, com o tema “Reconhecimento da Força Ancestral”. Será um mês inteiro voltado para atividades com essa temática, contando com debates e exposições durante o evento.

Como um evento que busca ampliar as ações afirmativas em torno da consciência negra, o Agosto da Consciência surge para fortalecer o espaço identitário e de diálogo entre várias camadas sociais e instituições a respeito da consciência negra, já que a luta do povo negro em busca da construção ao respeito é travada no cotidiano, em diversos contextos sociais. A Ancestralidade, tema escolhido nesta edição, tem uma importância vital para o povo negro, com suas contribuições, histórias e memórias.

O evento começará no dia 05 e vai até o dia 28/08, no MAFRO/UFBA, terá na programação a exposição “Arte e Estética no Afródomo”, mesa redonda com os temas diáspora, necropolítica e reparação, entre outras atividades.  Mais informações sobre a programação pelo telefone de contato: 3283 5540. 

 

 

Sobre o autor

tomeje

Axé à todos. Sou o Tomeje. Iniciado em 27 de outubro de 1987 para o Orixa Ogun. Desde que conheci a religião dos Orixás eu sempre me preocupei em apreender qual a função da religião e da religiosidade na vida das pessoas. Eu quero entender como isso funciona. Como a religião e a religiosidade formam a fé de alguém. São muito anos de perguntas, muitos questionamentos pessoais e poucas respostas e creio que seguirei assim, aprendendo sempre.
Agora, graças a essa nova tecnologia, tenho uma oportunidade de interagir e trocar experiencias e vivencias dentro da religião e assim aprender uns com os outros. Eu mais que vcs, com certeza, aprendo a cada pergunta.
Eu tento compreender a nossa religião pensando sempre numa comunidade que se ajuda mutuamente. E não é diferente neste meio de comunicação, que assim como os livros, discos, cadernos, fitas, dvd's e outras ferramentas de divulgação de conhecimentos, este blog é somente mais uma forma de comunicação.
Porém este nova possibilidade não deve ser pressuposto para descuidarmos do aprendizado com nossos mais velhos nas roças, no seu dia a dia. Ainda que por vezes seja difícil, eu aprendi que é na roça que se vive a realidade da religião.
Meu trabalho aqui é muito mais do que só falar e responder questionamentos a cerca da religiosidade. Meu objetivo é promover a discussão de assuntos que nos afetam direta ou inderetamente, é lembra-los que somos parte do TODO, que somos uma só comunidade e que o indivíduo, apesar de dos seus anseios pessoais, está inserido numa família de axé e, neste contexto, quanto mais se pensa coletivamente, mais o individuo se fortalece.
Candomblé só se faz no coletivo.
Sejam todos muito bem vindo a este projeto e que nossos queridos Orixas nos encaminhem sempre no melhor destino. Axé, Tomeje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>