«

»

fev 28 2012

Qualidades do Orixa Oxum

Qualidades de Oxun

Òsun, divindade feminina por excelência, é a filha predileta de Òsàlá e de Yemánjá. Alguns dão Òsun por fruto de uma relação ilícita de Yémánjá com Ifá, mas ela também aparece, como outras versões míticas, como mulher deste último; ela está relacionada como a dona do jogo divinatório.

Os mitos mostram-nos Òsun casada com Òsòsi e mãe de Logun Edé; às vezes ela cria Yasan, outras vezes, na qualidade de co-esposa de Òsòsi com Yasan, ela cria os filhos que esta última abandona. Òsun, mulher volúvel, engana Osòsi com Sàngó, razão pela qual, desgostoso, o deus da caça resolve ir viver sozinho na floresta. Ela seduz Omolu, deixando-o perdidamente apaixonado, e obtém dele que afaste a peste do reino de Sàngó. Mas Òsun é unanimemente considerada como a esposa de Sàngó que por ela apaixonou-se, o como rival de Yasan e de Obá com as quais disputa os favores, do senhor do trovão.
Òsun divindade das águas doces e do rio Òsun no país ijèsà, é ligada à família real de Osogbo. Foi trazida pelos escravos Ijès, e é considerada como Orisá dessa nação; òsun é a deusa dos rios, fontes e regatos, das águas que nascem da terra.

Não é uma divindade das águas salgadas, embora receba em dezembro um presente no mar, juntamente com Yémánjá. Òsun é essencialmente a divindade dás mulheres, e preside às funções fisiológicas femininas, à menstruação, à gravidez, ao parto. Pode castigar suas filhas provocando-lhes hemorragias, ou tirando-lhes a menstruação antes do tempo. Òsun “olo kiki” “(dona do ekódíde), transformou o sangue da governanta de Òsàlá em ekódíde, pena do papagaio da Costa cuja cor vermelha é associada ao sangue menstrual e que evoca a idéia do nascimento, da fecundidade e da riqueza.

Òsun, divindade da gestação e do nascimento desempenha, pois importante função nos ritos de iniciação. Ela orna as crianças, e foi ela quem criou os filhos do Yasan”.

“IYA MI TI TO SO OKU DE À IY É” – (ela transforma a morte em vida)
“ODI ONA KU ITA Ò RUN” – (ela fecha o caminho da morte)

Òsun também é uma mulher-menina que brinca de boneca. Sua relação com a maternidade exprime-se através de sua associação com o peixe, como no caso do Yémánjá; ela é representada sob a forma de uma sereia que é levada em procissão no dia do ipété, ou às vezes na forma de um peixe, símbolo da fecundidade e da fartura. Seu abèbé é geralmente enfeitado de um pequeno peixe ou de uma sereia. Generosa, nada recusa, e nunca se enfurece, o que pode acontecer com Yémánjá.

Fecundidade e fertilidade significam por extensão abundância e fartura, òsun é a divindade da riqueza. “A WURA OLU” (a dona do ouro) O pássaro de òsun, segundo me informaram, é o ADÀBÁ tipo de pombo de olhos vermelhos.

Por outro lado, òsun desempenha importante papel no jogo de búzios, pois ela é quem formula as perguntas às quais Esu responde.
Em outros terreiros pode ser assentada junto com Sàngó. Seu assento é uma sopeira de louça tampada com desenhos amarelados de tonalidade clara contendo seus otá, seixos redondos de cor também amarelada, e sua ferramenta, geralmente um pequeno abèbe de latão, imersos no mel. O peji é enfeitado de bonecas, de flores e frascos de perfume; òsun é representada sob a forma de uma sereia que sai em solene procissão numa charola, no dia do Ipétè de òsun.

O dia do òyè de òsun é sábado, dia das águas; oferecem-lhe nesta ocasião omolukum, ovos cozidos, arroz, o ègbo de milho de Òsàlá. Nos dias da obrigação, ela pode receber uma cabra de cor amarelada; os animais de dois pés que acompanham são geralmente pombas ou galinhas. Mas, òsun aprecia igualmente pato e conquém. Suas comidas secas são as já citadadas omolukum, ipété, adun, isu, feijão preto, milho com coco, èkó, alua.

O ovo, sobretudo é consagrado a òsun, pela cor amarelo dourado de sua gema e por representar a gestação. Òsun adora o mel, doce como ela. Òsun; como era de se prever, não suporta o carneiro, e os filhos de Òsun não podem por esta razão assistir ao sacrifício na festa de Sàngó. Quiabo e mamão são proibidos.

Divindade calma veste-se sempre de cores claras, de preferência amarelas que é a sua cor consagrada; porém, dependendo da qualidade, òsun guerreira pode vestir-se de cor de rosa, òsun velha de branco e azul claro; òsun Ijimu, por exemplo, usa uma saia azul claro, òja e adé cor de rosa. Òsun leva na mão direita seu leque ritual, o abèbé de latão ou qualquer outro metal dourado, com uma sereia, um peixe ou até mesmo uma pequena pomba no centro.

O número de òsun sendo dezesseis, o colar terá dezesseis fios, dezesseis firmas (ou duas, ou quatro) que podem ser de divindades com as quais ela tem afinidade, ou com as quais sua filha estiver relacionada: Òsòsi, Sàngó, Yémánjá, por exemplo. Òsun dança os ritmos ijesa, com passos miúdos, segurando graciosamente a saia.

O toque Ijèsà é ritmado como o balanço das águas tranqüilas, e muito apreciado pelos fiéis. Quando estão Presentes Òsòsi e Logun Edé acompanham òsun. ògún também dança com òsun os ritmos Ijèsà, assim como òsányín. No terreiro jeje do Bogun, òsun (ÍYÁLODE) dança o bravum como Naná. Ela se banha no rio, penteia seus cabelos, põe suas jóias, anéis e pulseiras. No dia do deká de uma filha de Yasan (Oya Bale) daquela casa, òsun manifestou-se para disputar Sàngó, empurrando-a e dançando, provocante, diante do deus do trovão.

Dizem que há dezesseis òsun; obtive dados sobre as seguintes:

– ÒSUN ABALU (Agba ilu) é uma velha òsun, a mais idosa de todas, e chefe das mulheres. Maternal avó amorosa é uma mulher que tem numerosos filhos e netos. Mas é bastante severa e autoritária. Usa azul claro. E abèbé

– ÒSUN IJIMU (ou Ajímu, ou Jimu) é outro tipo de Òsun velha. Veste-se de azul claro ou cor de rosa. Leva abèbé e seus colares são feitos de contas de cristal amarelo escuro. Representa um tipo semelhante a Abalu, mas talvez mais meiga.

– IYA OMI é a òsun saudada no siré, também idosa. É aquela que faz as perguntas a Esu no jogo divinatório de Ifá.

– ÒSUN ABOTO é uma òsun muito jovem e vaidosa, que usa colares de contas de louça amarelo claro.

– ÒSUN APARÁ seria a mais jovem das Òsun, e um tipo guerreiro que acompanha Ògún (ou Sàngó) vivendo com ele pelas estradas; dança com ele quando se manifestam, juntos numa festa; leva uma espada na m ão e pode vestir-se de cor de rosa.

– ÒSUN AJAGURA, outra òsun guerreira que leva espada, jovem, casada com Aganju, rival de Yasan. Representa um tipo semelhante a Apará; Apara parece, porém mais agressiva, e Ajugura mais orgulhosa.

– YEYE OKE é, provavelmente, a mesma que Yeye Loke, tipo muito guerreiro.

– YEYE PONDÁ (ou òsun Ipondá ) é também uma òsun Guerreira, casada com Òsòsi Iboalama, mãe de Logun Edé . Yeye Pondá é a verdadeira òsun ijesa que veio de Ijesa ou de Ipondá Vive no mato com o marido, leva uma espada e veste-se de amarelo ouro. E desconfiada, astuta, observadora, intuitiva.

– YEYE ODO é a òsun das fontes; talvez seja a mesma que íyá mi Odo ou Iya Nodo, um tipo Yemánjá.

– YEYE OGA é uma òsun velha e rabugenta.

– YEYE KARÉ é um tipo de òsun mais velha, autoritária é guerreira e agressiva.

– ÒSUN Ê WUJ Í é uma òsun maternal e generosa, saudada no pàdé.

– YEYE IPETU deve ser Oya Petu.

Sobre o autor

tomeje

Axé à todos. Sou o Tomeje. Iniciado em 27 de outubro de 1987 para o Orixa Ogun. Desde que conheci a religião dos Orixás eu sempre me preocupei em apreender qual a função da religião e da religiosidade na vida das pessoas. Eu quero entender como isso funciona. Como a religião e a religiosidade formam a fé de alguém. São muito anos de perguntas, muitos questionamentos pessoais e poucas respostas e creio que seguirei assim, aprendendo sempre.
Agora, graças a essa nova tecnologia, tenho uma oportunidade de interagir e trocar experiencias e vivencias dentro da religião e assim aprender uns com os outros. Eu mais que vcs, com certeza, aprendo a cada pergunta.
Eu tento compreender a nossa religião pensando sempre numa comunidade que se ajuda mutuamente. E não é diferente neste meio de comunicação, que assim como os livros, discos, cadernos, fitas, dvd's e outras ferramentas de divulgação de conhecimentos, este blog é somente mais uma forma de comunicação.
Porém este nova possibilidade não deve ser pressuposto para descuidarmos do aprendizado com nossos mais velhos nas roças, no seu dia a dia. Ainda que por vezes seja difícil, eu aprendi que é na roça que se vive a realidade da religião.
Meu trabalho aqui é muito mais do que só falar e responder questionamentos a cerca da religiosidade. Meu objetivo é promover a discussão de assuntos que nos afetam direta ou inderetamente, é lembra-los que somos parte do TODO, que somos uma só comunidade e que o indivíduo, apesar de dos seus anseios pessoais, está inserido numa família de axé e, neste contexto, quanto mais se pensa coletivamente, mais o individuo se fortalece.
Candomblé só se faz no coletivo.
Sejam todos muito bem vindo a este projeto e que nossos queridos Orixas nos encaminhem sempre no melhor destino. Axé, Tomeje.

87 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Joyce

    Olá Tomeje, dia desses estava conversando com uma irmã no meu barracão e ela estava contando como o ilá de Odé é bonito, e uma enorme curiosidade e dúvida surgiram, rs: Oxum e Yemanjá também têm os seus ilás? Ou só os santos que têm ligação com a caça e que são guerreiros é quem os têm? Sei que existem qualidades dessas yabás em que elas são guerreiras e/ou caçadoras, como a Oxum Karé, mas coloco a questão em relação às orixás sem especificação de qualidades. Me desculpe se a pergunta for óbvia, ainda estou aprendendo, comecei a frequentar a pouco tempo o Candomblé, sou abian, e até agora vi o ilá de Oyá, Odé e Oxaguian, que diga-se de passagem são lindíssimos e emocionantes.

    Abraços e axé!

    1. tomeje

      Joyce seja bem vinda. Dizem que o Ilá é o diminutivo de uma frase ou palavra que significa “grito de guerra”, portanto somente os guerreiros teriam ilá. Mas as coisas não são exatamente assim, hoje vemos ilás que são verdadeiras frases de tão grandes, mas isso é uma questão de cada Casa. Em outras Casas o orixá não dá ilá ou se dá é bem baixinho, um resquício do tempo emque o candomblé era perseguido e proibido e por conta disso os ilás foram “suavizados” e algumas Casas mantem assim até hoje. Mas de fato, vc tem razão, as Ayabá geralmente não tem ilá, no máximo elas tem um som bem baixinho e característico. Axé, boa pergunta. Tomeje.

  2. Jéssica

    Fui em alguns terreiros e lá foi dito que possuo mediunidade e precisava desenvolvê-la. Como na época não sabia do que se tratava deixei de lado, confesso que não tinha nenhum conhecimento sobre o camdomble e como meu coração pedia eu procurei essas casa. Com o tempo o vazio que sentia aumentou, me sentia perdida sem saber qual rumo tomar e o coração pedia para procurar uma casa novamente. Procurei um lugar e no jogo e foi dito que meus problemas era espiritual, que tenho mediunidade (clarividência) e que eu tenho de cuidar se não meus problemas poderiam agravar. Foi dito também que meu orixá pede feitura. Há minha dúvida é: nunca bolei no santo e nunca me sentir mal. Só sinto tremores quando converso com alguma entidade nas festas do terreiro. Conversando com a egbomi amiga da minha família que foi quem me levou no terreiro do pai de santo dela me disse que ele comentou com ela que eu ia virar bonito no santo, mas n mencionou quando. Então isso significa que eu sou rodante? Comecei a frequentar a casa como abian e fiz alguns ebos e estou juntando dinheiro para futuramente me iniciar.

    1. tomeje

      Jéssica seja bem vinda. Em geral as Casas de candomblé não se utilizam de clarividência, o método adotado pelo candomblé é o jogo de búzios, já que a clarividência é tido também como uma forma de “previsão” e/ou “oraculo” por alguns segmentos como Umbanda. Não que seja errado ou que não exista este tipo de mediunidade no candomblé, mas em geral não é estimulado este tipo de mediunidade porque ela é muito subjetiva e manipulável. Mas, repito, existe este tipo de mediunidade sim, principalmente no Kardecismo. Penso que espiritualidade é sempre uma boa coisa e que nunca atrapalha a vida de ninguém, ms se foi pedido que vc cuidasse deste aspecto da sua vida, é porque isso será bom para vc e vai te desenvolver como pessoa. Sobre o orixá pedir feitura, isso é o mesmo assunto da espiritualidade, Orixa jamais prejudica seu filho, pode até ser que o orixá dê um “puxão de orelha” no filhopara que o filho encontre o caminho que será melhro para ele, mas com certeza o orixá não o prejudicará. Eu sempre aconselho que as pessoas frequentem as Casas de Axé durante um bom tempo e que vá se adaptando a religião, aos irmãos, ao pai de santo e as regras da Casa de Axé, isso evita problemas no futuro, não se deixe influenciar por “obrigação de ser feita” ou “por problemas se não fizer a iniciação”, isso é só pressão, nada além disso. Sobre virar ou não vira de orixá, isso é o que menos interessa agora, afinal, vc pode ser ekedji, né? e ekedjis são tão importantes quanto os rodantes. Então eu acho que o caminho é ir com calma, bem devagar, observando cada passo sem pressa. Tem vários textos aqui no blog que podem te ajudar um pouco: “longo caminho do aprendizado”, “Iniciação”, “decepção”, “sou filho de orixá” e outros. Te recomendo que leia-os com atenção. Grande axé, Tomeje.

  3. joao arcanjo dossantos

    ola boa tarde quero sa ber sobre oxum YBOTO

    1. tomeje

      João Arcanjo, seja bem vindo. Meu irmão o que vc sabe sobre Oxum? Especificamente sobre esta energia chamada Oxum? Yá boto é uma das possibilidades de Oxum, umas das suas faces, um dos seus arquétipos, uma das formas como Oxum se apresenta, sedutora ou guerreia, jovem ou mais velha (experiente). Isso tudo que eu falei aqui é Yaboto e é Oxum. Vale para qualquer uma das tantas “qualidades” de Oxum. Portanto o que interessa mesmo é conhecer Oxum meu irmão, porque, com certeza, mesmo tendo o mesmo nome de diversas outras yabotos, kares, ajagunãs, yaodos, oparás etc etc, esta energia Yaboto que vc está procurando só vai existir em vc (se vc for dela), só será plena em vc e só vc a conhecerá a fundo. Mas se vc não conhecer Oxum, toda esta potencialidade será nada, pois vc não terá se conhecido enquanto omo oxum. Axé, Tomeje.

  4. Lael

    Tomeje, parabéns pelo site e obrigada por compartilhar seu conhecimento. A pouco mais de um ano joguei búzios pela primeira vez e o baba perguntou se eu já tinha feito santo, pois o orixá estava ‘estourando’ na minha cabeça. na ocasião, quando perguntei quais eram meus orixás (ainda não entendo muito como se relacionam ou se é do meu odu), ele disse que eu era de Oxum e me deu estes nomes: Oxum, Xangô, Iemanjá, Oxossi, Iansã e Obaluaê. O que isso quer dizer? Asè a todos

    1. tomeje

      Lael, seja bem vindo ao blog. Meu irmão, o jogo é bem claro quando se trata de alguém iniciado. Porém eu estou falando de alguém que seja, de fato, sacerdote e conhecedor de jogo. Meu irmão o meu conselho sincero é que vc esqueça este jogo e procure uma casa bem recomendada e séria. Não faz sentido te informar esta quantidade de orixas numa consulta, isso é coisa de quem nãos abe o que fala, sinto muito te falar isso, mas é o que penso. Procure outro jogo e outra casa de axé. Vamos conversando. Axé, Tomeje.

  5. Ana

    Motumba baba tomege!quando eu era criança eu frenquentava um centro espírita que os meus pais cardecistas costumavam ir, eu nunca recebi nenhuma entidade mesmo sendo uma médium,eu parei de frenquentar o centro.Nunca mais frequentei um centro,dps de mts anos…. um dia eu fiquei doente e os médicos diziam q eu estava bem tive q ir pra outro estado pra ir fzr um jogo d búzios com o pai de santo q minha tia conheçia,eu joguei e dps tirei ébó dei um bori e nada de eu mehorar,nem me lembro direito o que aconteçeu ….os dias foi passando e eu fiquei sabendo q eu precisa fazer o santo q meu orixa pedia feitura não só a minha mas de meu irmão e minha tia.Nos fomos iniciados eu e meu irmão não rodamos de santo msm sendo rodante…. nos nao sabiamos nada sobre o candomblé e a urgençia da minha feitura não permitia esperar meu pai de santo disse q se eu não fizesse ia morrer.Depois que fiz o santo eu melhorei compri o resguardo msm nao entendo direito…fiz td cm um yao que eu nem sabia o que era isso,eu não podia ir sempre na roça e por isso a desculpa era que eu não frequentava por isso n aprendia,meu pai de santo dizia eu sou de oxum aboto meji com Yemonja até delogum tenho dela,só que antes d ser iniciada ele falo q respondia oxum e Yewa no jogo.depois ele me disse que Yewa esqueçe não existe no meu caminho e nem tem q assentar nem nada e que depois eu lembrava ele dele fzr minhas curas e as do meu irmão.nos fomos raspados e catulado,adoxados sem cura.minha tia n raspou nem fez cura msm sendo abiku,na minha obrigação de 1 ano descubri q meu iba Ori e meu iba de santo foi roubado faltava coisas e meu pai de santo n fez nada,uma egbomi disse q foi na limpeza sendo q o meu iba tava de dar pena e chorar ngm limpava quando eu estava na minha cidade axo q só foi dado osé quando eu dei ,nos resolvemos sair da casa e procurar outra roça.Eu encontrei outra roça e dessa vez séria estou aprendendo meus deveres de yao que ngm me ensinava nem irmão nem egbomi nem pai de santo, aos poucos fui gostando do ketu msm num sabendo quase nada o q eu não sabia to estudando e me adaptei a religião e aprendi a gostar,e eu não conheçia o candomblé nem sabia o q era orixa….nesse outro ilê eu fiz um jogo de búzios e o pai de santo disse que meu sou filha d e oxum não era aboto era outra oxum e que na verdade sou junto com yewa não tenho Yemanja,nem ele sabia que podia junto yewa e verdade ela pode mesmo vir como junto?Eu vou ter que assenta oxum que já foi assentada na outra casa e yewa que agora tá pedindo assentamento,eu tenho 2 anos de santo e minha mãe não veio diz n jogo que sou rodante,porém minha dúvida e que quem vira oxum ou yewa?e se yewa vir e n oxum Entao eu sou filha de Yewa não de oxum?e se terei 2 queles de oxum e yewa?é normal eu ser uma rodante e não ter virado de santo nenhum?será que e pq eu não era do candomblé aí e diferente de um abian que frequentava e por isso tá demorando de vir meu santo?o pai de santo diz que sim e normal não ter recebido mas porque? fico confusa com td isso favor se puder me responder eu agradeçeria muito tomege adoro seu Blog que me ensinou Tanto !continue assim asé

    1. Ana, seja muito bem-vinda. O pai Tomeje está super atarefado nos últimos dias, por isso que ele ainda não respondeu as suas perguntas. Mas fique tranquila que ainda nesta semana ele responderá, ok? Obrigada pela confiança depositada no blog. Axé! Cátia.

    2. tomeje

      Ana, boa noite, seja bem vinda e desculpe pela demora em responder. Mas vamos ao seu assunto. Logo em primeiro lugar eu te digo que ter sido ou frequentado o kardecismo não influencia em nada na sua condição de rodante, ok? A questão que vc colocou sobre o primeiro pai de santo me deixou muito triste em constatar a presença de pessoas com tamanha falta de respeito pelo orixa e pelo ser humano. Ana o que ele fez com vcs foi um pacotão, iniciou todos e teve um bom lucro, certo? Depois ainda colocou a culpa do seu desconhecimento da religião em vc? Isso não se faz, vc morava longe da roça e no meu entendimento não deveria ter sido iniciada lá, isso foi anti ético da parte dele. Não devemos nem mencionar o caso dos roubos, isso demonstra que a Casa era uma bagunça.
      Ana, não importa muito se seu junto é Yewá ou outro orixa, também não importa de que qualidade de Oxum vc é, isso é detalhe que não muda nada sua vida religiosa e será visto num bom jogo exclusivo para isso. Mas, me perdoe, eu acho que seu novo pai de santo deveria rever essa sua iniciação, que na minha opinião deve ter sido bem confusa e desastrada, e talvez fosse o caso de, agora, numa Casa onde vc está gostando e aprendendo, ser iniciada dentro dos padrões desta Casa.
      Me estranha um pouco vc não manifestar orixa durante todo este tempo, mas seu pai deve saber o que está fazendo e deve confiar no jogo dele, ok?
      Não se preocupe com isso de o primeiro ou segundo pegar ou deixar de pegar sua cabeça, se vc é rodante, uma hora vai acontecer, mas se vc é de Oxum, certamente será Oxum que vai vir.
      Leia os textos do blog ocandomble.wordpress e os daqui e vá com calma, um degrau por vez, o mundo da religião é enorme e deve ser saboreado devagar e ao longo de muitos anos de estudo e dedicação. Espero ter ajudado. Axé, Tomeje.

  6. Ana

    Muiito obrigada cátia por me alcamar minha ansiedade eu num tinha visto seu comentário antes e Obrigada baba tomeje por sua sabedoria,tudo o que vc disse realmente me ajudo,foi isso mesmo ele só me fez gastar dinheiro mas apesar de todo o sofrimento e humilhações que passei na roça eu tive graças a oxum e yewa a minha cura que por + que td que passei lá me deixou triste e eu só tento esqueçer td aquilo sei que foi mt desrespeito a religião ….e apesar de confusa não foi nada comparado a alegria da melhora da minha saúde,eu entendo td o que o senhor falo me deixa mt feliz e me alcamo saber disso que eu irei rodar por mais que demore a minha mãe irá vir um dia na seu momento ideal,eu queria agradeçer mais um vez por me responder mesmo atarefado babá tomeje sei que demorou mais enfim arrumou um tempinho pra me responder irei ler Blog que me indicou e continuar lendo no Blog Ori!

    1. Ana, ficamos muito felizes por ter te ajudado de alguma forma. Siga a religião na Casa onde você se encontra e seja feliz com sua mãe Oxum. Volte sempre que desejar. Axé! Cátia.

  7. Priscila

    Oi , então eu frequento casas de axé a mais de quinze anos, casas de diversas nações e em diferentes regiões do país. Há quatro anos atrás eu me recolhi em uma casa, não sentia orixá ainda mas no bolonã bolei num toque q alguns chamam de adarrum, não “apaguei” mas tbm não sei o explicar a sensação, o q lembro com lucidez foi a yalorixa me acordando e dizendo q ia me rodar de novo, a parti daí começou uma tortura por que Oxum não virava, no começo ainda sentia mas depois nada, fiquei recolhida ainda por vinte dias, fui muito maltratada pois os mais velhos da casa diziam q o orixa não vinha por culpa minha até q a obrigação foi suspensa! Na época me revoltei por ter gastado muito pra nada. Saí de lá e jurei não mais voltar, logo em seguida conhecir o q hoje é meu baba, um dia durante um ritual interno bolei, e bolei várias vezes depois, ano passado estava no terreiro quando eu comecei a sentir uma sensação estranha como se estivesse dentro da agua e me deitei na esteira, e não vi mais nada foi quando me acordei com meu pai q foi direto pro jogo, ele me disse q tinha virado no santo eu me assustei pq acreditava q abian não virava, ele me explicou q podia acontecer , conversou me explicou da consciencia durante o transe disse q no inicio é assim mesmo e q com o tempo e a iniciação pode mudar ou não! No jogo quem responde como dona é Oxum, e o caminho de Ijimu, e desde então ela vira, mas sempre em rituais internos ás vezes me apago outras não. Confio no meu pai, mas a duvida persiste pode minha mãe Oxum virar sem ser iniciada? Se não, pq isso acontece? Bjs

    1. tomeje

      Priscila seja bem vinda. Que bom receber seu comentário, com certeza ele vai servir para muitos outros leitores. Priscila podem haver diversos motivos pra alguém visitar ou frequentar Casas em diversas regiões do país, mas com toda certeza isso não ajuda a conhecer e aprender o que realmente importa na nossa religião que é a cultura e o modo de compreender a vida, que são bem diferentes em cada uma das diversas regiões e diversos segmentos religiosos tem da nossa religião. Que, por consequência, não acrescenta muito na nossa caminhada. Muitas vezes essas busca interfere negativamente no nosso aprendizado. Não estou afirmando que isso tenha ocorrido com vc, são apenas reflexões.
      Sobre a primeira vez que vc bolou. É normal que vc tenha alguma consciência sim, nada de mais. O anormal é ser “tortura” para que Orixa venha, isso é falta de respeito a vc, ao orixa e falta de conhecimento litúrgico da Yá. Mais terrível ainda é vc ter sido recolhida e sofre durante este tempo, sendo que ao meu ver, a culpa é da incompetência da Yá de lidar com orixa e com pessoas. Mas pelo seu relato, a competência dela em lidar com dinheiro é ótima, né?
      Deixo aqui meu agradecimento ao seu orixa por ter te guiado a este Sacerdote, sensível e conhecedor de orixa e de pessoas. Meu mojuba ele. Não em entenda como o dono da verdade que está alegre por alguém, nada disso, eu tenho visto tantos marmoteiros que fico realmente feliz quando vejo pessoas comprometidas com o orixa e com o filho.
      É normal orixa de abian vir sim, é exatamente este o motivo de ser abian, é verificar a condição da pessoa, se rodante ou ekedji ou ogã. Portanto não há nada de errado nisso. Sobre a questão de seu orixa vir nos oros internos, isso pode ser por puro respeito a Casa de Axé, afinal, não é comum que orixas dos filhos não iniciado se apresentem na sala, só isso.
      Priscila, fique tranquila e respeite seu Pai, seja fiel a ele e a sua Casa, tenha certeza que o seu achado é raro hoje em dia. Axé, espero ter ajudado. Tomeje.

  8. Melo

    Oi, boa noite
    Fui suspenso ogan de Oxumare, mas minha Ya diz que sou rodante disse e sou de Oxossi mas que o xango de meu bisavô tbm me quer. Fui em outro terreiro de um irmão la da roça pra confirmar… Deu Oxóssi com Iemanjá, aí procurei um outro para tirar a teima e deu Oxóssi, Xango e Oxaguian em “guerra”. A dúvida só aumentou e fui atrás de outro que disse que xango é minha herança e que sou de Ossae com Oxóssi e que meu orixá não aparece para qualquer um. Ainda fui em outros dois zeladores mas quando fiz essa pergunta todos o búzios cairam fechados. Outro disse que sou de Oxóssi com Oxaguian e Xango é minha herança, mas tbm quer minha cabeça… Outra disse que Xango, Oxaguian e Logun são meus orixás… E por último uma disse que sou de Oxaguian com Iemanjá.

    E aí o que acha? Considerado que todos eles são zeladores de respeito, alguns deles lideram casas famosas aqui na Bahia.

    1. tomeje

      Melo, seja bem vindo ao blog. Vamos por partes, ok? Suas primeiras informações me deixaram confuso. Vc foi suspenso Ogã do orixa de Oxumare ou vc foi confirmado filho de Oxumare e ogã de outro orixa? Outra confusão foi vc dizer que foi no terreiro de um irmão jogar, isso, no meu entendimento é errado, um filho da sua Yá deveria respeitar o jogo dela e não poderia jogar para vc de forma alguma, isso não pode acontecer de forma alguma,é desrespeito à mão da Yá.
      Meu irmão, quanto mais vc procurar mais confuso vc vai ficar. Mas por outro lado, se sua Yá disse que vc é rodante, porque até agora ela não fez os orôs necessários para o orixa chegar?
      Meu conselho é que vc procure uma orientação só, vá nas Casas onde vc se sentiu bem, veja como elas funcionam, veja se vc se sente numa família e depois escolha uma Casa e frequente esta única Casa de Axé. Se nesta Casa te disserem que vc é Papai Noel com Fada Sininho, é porque vc é deles e ponto final. Melo é claro que estou brincando quando citei papai noel e fada sininho, certo? Só para descontrair. Mas eu, em particular, digo muito que se meu Pai de Santo me disser que um dos meus filhos é de Papai Noel com Gnomo, eu vou respeitar e acatar, isso é questão de confiança e certeza de que meu Pai quer o meu melhor e o melhor para minha Casa de Axé e meus filhos. Aqui em Salvador e região tem diversas Casas muito boas, tradicionais e sérias. Visite estas Casas e vá se acomodando aos poucos, meu irmão. Não tenha pressa de saber orixa, se é rodante ou ogã, primeiro se ache numa boa família de axé. Grande abraço, axé e que Ogum te leve a bons caminhos. Tomeje.

  9. Priscila

    Muito obrigada pela atenção, pelos conselhos sábios, que continue sempre abençoado! Sim concordo plenamente em relação a minha ex yá, quando entrei na casa fiz por saber q vinha de uma familia tradicional e respeitada, infelizmente ela não correspondeu a isso. Quanto a conhecer muitos lugares isso se deu ao fato de eu me mudar muito e sim tbm concordo q isso confunde e na maioria das vezes atrapalha! Meu babá sim pessoa excepcional, ensina, ouve ,explica, ajuda, caridoso, e apesar dos vinte e poucos anos de iniciado tem a humildade de procurar os mais velhos quando tem duvidas! Mais uma vez obrigada!

    1. tomeje

      Priscila, axé e continue no seu caminho com este sacerdote, seja feliz com seu orixa. Tomeje.

  10. Maria

    Motumbá!

    Sei que estou em dívida com vocês, rs, mas pra variar tenho uma dúvida grande…
    Fui pesquisar no “pai google” sobre a importância dos igbas e acabei dando de cara com um blog sobre o candomblé que afirma que o igba ori não deveria nunca, sob hipótese nenhuma, ficar no ilê axé, mas sim deveria ficar com o seu dono. Procede essa informação?
    Se sim, por que? E se for real, eu deveria levar meu igba ori para casa?!
    Obrigada e axé

    1. Motumba axé. Continuamos esperando. Rsrs. Maria, em relação à sua dúvida, o que eu sei é que não existe uma verdade única para isso. Acredito que dependerá muito mais de como o sacerdote aprendeu e de como ele conduza a própria Casa. Além disso, igba ori também tem, para muitos, o significado de que ele seja a nossa própria cabeça, tanto que em algumas Casas não se faz igba ori.
      Se você deve ou não levar o seu igba ori para casa, eu penso que não, pois acredito que por ele ser um objeto sagrado, o melhor seja ele ficar onde estejam o seu bara e os seus Orixás, ou seja, dentro da sua Casa de axé. Espero ter ajudado. Axé! Cátia.

  11. Jo

    Boa noite!

    Sou abiã/abian em uma casa de nação angola e desejo saber qual a função do pai e mãe pequena? como eles são escolhidos e/ou determinados?

    Grata,

    Axé!

    1. tomeje

      Jo, seja muito bem-vinda. Antigamente, o processo de escolha de pai ou mãe pequena(o) era diferente, levava-se em consideração a relação de um dos egbomis com o Orixá do yawo, ou a afinidade com o yawo ou a possibilidade de ajudar financeiramente o yawo. Essa pessoa teria o privilégio de ser o(a) pai/mãe pequeno(a) desse yawo. Isso num tempo em que as iniciações não eram uma forma de sobrevivência dos sacerdotes. Hoje em dia, devido à escassez de tempo e o processo mercantilista da iniciação, em geral, um mais velho do barracão que tenha disponibilidade de tempo é designado para ser mãe/pai pequena(o) dos yawos. Acho que perdemos muito com isso, antes nós tínhamos mais cumplicidade e fraternidade nessas escolhas, hoje está muito mecânico, mesmo levando-se em consideração que nem todos tenham a disponibilidade de ficar tanto tempo no barracão. Espero ter ajudado. Axé, Tomeje.

  12. Jo

    Olorum modupé pelo esclarecimento.

  13. Bruno

    Tomeje, motumbá!!!

    Bem fui iniciado dia 13/06, ou seja , bem recentemente e não havia contato com o candomblé anteriormente… Sou filho de Oxum Iponda e tenho 3 duvidas, tenho ciência que são dúvidas óbvias mas gostaria de saná-las..
    1) Como eh o Ilá de oxum Ipondá? Seria um murmurinho baixo, normalmente?
    2) O gincá seria aquele com a mão d elado e tremida no ombro? Isso normalmente , não que seja regra…
    3) O erê pode ser menino mesmo sendo filho de Yabá…

    muito obrigado, sua bença

    1. tomeje

      Bruno, me perdoe, mas prefiro não interferir nisso nem dar opinião. Vc acabou de ser iniciado, está ainda e preceito, o ideal é que vc aprenda isso no seu Axé. Se vc se sente bem e confia na Casa, não busque informações fora dela, deixe que seu sacerdote te mostre os melhores caminhos para vc. Axé, Tomeje.

  14. Caio

    ola Pai Tomeje , quero esclarecer uma duvida , frequentei poucas festas e nao tenho muita ligacao com a religiao . sinto muitos arrepios ao ouvir alguma cançao pra Iansa ou ate mesmo seu grito , isso pode significar algo ?

    1. tomeje

      Caio seja bem vindo. A emoção que vc sente pode ser apenas uma “lembrança ancestral”, uma “simpatia” e nada mais. Porém……… quando sentimos um arrepio por alguém ou por alguma coisa, e se este arrepio é daqueles bons rsrsrsrsrs sem tom pejorativo ou sexual ok? É certo que queremos sentir isso novamente e ver no que dá, certo? Não quebre o encanto, frequente uma Casa de sua confiança, uma Casa séria e que seja familiar, vá calma meu irmão, deixe que Oyá/Iansan te surpreenda. Axé, Tomeje.

  15. Rafael

    Olá Tomeje. Como todo filho Oxossi, busco conhecimento, saber sobre tudo principalmente sobre os orixás. Porém, Oxum é dona do Ori. Lendo o livro “Oxum – A mãe da água doce (Luis Filipe de Lima)”, diz-se que a qualidade de Aboto: ‘esposa de Xangô, enredo com Iemanjá e recebe presentes no mar. Veste o branco com alguns detalhes em amarelo’.

    Você pode falar mais sobre essa qualidade, além do que está descrito aqui na página já. E sobre a qualidade de Oxossi Inle? Algumas literaturas dizem ser na verdade um orixá independente e não uma qualidade…

    Desde já muito obrigado, e que o Sr Ogum continue abençoando sua vida. Agradeço por compartilhar seus ensinamentos com todos nós. Axé.

    1. tomeje

      Rafael seja bem vindo ao blog e que meu Pai Ogum te de bons caminhos meu irmão. O aprendizado no candomblé é um caminho longo, as vezes tortuoso e outras vezes penoso. Te digo por experiência própria. E exatamente por saber disso que eu sempre respondo a esta questão da mesma maneira. O mais importante é vc conhecer Oxum e conhecer Oxossi, o que são estas energias, o que estas energias são para o mundo e para vc. Mas não é um mero conhecimento que te proponho, não basta responder que : Eles são tudo na minha vida, Oxossi é o caçador e Oxum é a dona do ouro, do amor. Isso todo mundo diz meu irmão. A minha proposta é um pouco mais complexa, é que VC se conheça e se enxergue a partir dos teus orixas. Sabendo isso, eu te garanto, vc vai descobrir tudo que vc precisa sobre Inle, Ibualamo, Okê, Aqueran etc etc e assim vale para Oxum, não apenas Abotô, mas todas as diversas faces de Oxum. Axé e vamos conversar mais? Tomeje

  16. Layane

    Olá Tomeje.Boa tarde , bom sou sou simpatizante do candomblé , de vez em quando vou de visita e acho uma religião mt linda , sou muito interessada e gosto de esclarecer minhas dúvidas , e tenho uma dúvida quanto ao Ilá dos orixás pois já vi muito Oyá dando seu Ilá , Oxóssi tbm , mais por exemplo alguns orixás nunca vi como Yemanjá , Oxum , Logun edé isso quer dizer que eles não tem seus Ilás ou tem alguma outra explicação para isso ?

    1. tomeje

      Layane, seja bem vinda. É muito bom ver pessoas interessadas na nossa religião que é de fato muito bonita e cheia de histórias interessantes. Te recomendo uma visita no site Casa de Oxumare, é muito interessante. Alguns orixas como Ogum e Oxossi tem um ilá mais alto e vigoroso, são caçadores/guereiros e precisam “mostrar” quem manda dando um ilá forte. Outros orixas como Yemonjá e Oxum tem apenas um som baixinho que identifica sua chegada. Mas com certeza todos tem um ilá sim. O ilá de Yemonjá por exemplo parece um daqueles sons de embalar bebê. Axé e volte sempre. Tomeje.

      1. Layane

        Muito Obrigada Msm Pela Explicação

  17. Thaís

    Olá,

    Vejo que as caracteristicas de Oxum Yeye Oke são sempre bem resumidas, gostaria de mais informações, você pode me orientar?

    1. tomeje

      Thaís, antes de conversar sobre a qualidade, podemos conversar sobre Oxum? Yeye Oke é um título que Oxum recebeu e a liga a Oxossi. Mas o que importa mesmo é que no fundo desta história temos Oxum a grande Mãe, a guerreira, a voluntariosa, a feminina, a meiga, a dissimulada, a que é linda etc etc etc. Vamos pensar em Oxum antes da qualidade? Axé, Tomeje

  18. Isaac

    Oi boa noite tomege,venho através desse blog pedir sua ajuda em nome de meu ori.sou do dia 24/08/1983 cujo a soma gera o 8,sou abia até o momento e era conhecido através das pessoas como de oya porém fui à jogos de búzios e há uma rivalidade imensa no ato do jogo pois ao mesmo tempo que oya alafia ser minha mãe oxum cruza o jogo e alafia ser minha mãe de ori,daí fiz um obi e houve um oro aje com um ose ofertando à oxalá,iemanjá e a oxum o babá disse vc é de oxum com oya mas é ijimu pois sua oxum come com omulu é um fuxico dela e sua oya também come com omulu ele lhe rege 2vezes,aí foi que confundiu tudo pois eu senti muita ira do babá sem nem entender porque e sumir que ele até hoje não sabe o porquê. Tive uma crise de estresses contínuos e os médicos já tinham me encaminhado à um psiquiatra mas eu não fui. Por minha conta própria tomei banhos de erva de oxalá e tudo voltou ao normal,e tenho que dar continuidade ao meu desenvolvimento mediúnico mas tenho medo de haver erros novamente. Afinal o que devo fazer? E qual das duas de fato é meu orixá oxum com oya ou oya com oxum, opara ou onira? No meu íntimo sinto ser opara diante dos caminhos que venho trilhando por minha conta própria. Me ajude em nome de orum e de ifa

    1. tomeje

      Isaac seja bem vindo ao blog. EU sempre sou muito comedido, sempre sou muito paciente e tento nunca magoar ou ofender ninguém, mas o seu relato me evidência um monte de erros, tanto dos tais pais como tambem erros de sua parte. Vamos começar pensando o seguinte: Se todas as pessoas nascidas no mesmo dia, mes e ano fossem do mesmo orixa, não haveria necessidade do jogo para definir o nosso orixa, certo? era só fazer uma tabelinha e pronto! Mas nós somos uma religião oracular e isso muda tudo. Para confirmar isso eu posso te indicar o meu próprio caso, eu nascci no mesmo dia, ano e mes da Manuela do blog ocandomble.wordpress. No entanto ela é de Nanã e eu de Ogun, isso te diz alguma coisa?
      Meu querido quem jogou e quem fez “”””oros””” para vc, não sabe o que faz e não é minimamente conhecedor da religião, te falou um monte de besteiras e agiu de forma leviana. Quanto aos seus erros. Vc nunca deve fazer nada por conta própria, isso é errado, nossa tradição é muito clara sobre isso, um mais novo deve sempre ter orientação do mais velho, sempre, não repita isso meu irmão, mesmo que seja um simples banho. Se preocupe em procurar uma Casa de candomblé que seja de fato de candomblé, que tenha referências verdadeiras, que o sacerdote seja uma pessoa confiável e responsável, que vc saiba onde quando e com quem ele se iniciou. E o principal, não fique ACHANDO nada sobre orixa e suas qualidades, isso não importa, vc é abian e issonão vai mudar nada na sua vida religiosa. O problema de ficar ACHANDO que vc é da qualidade tal, é que vc pode criar laços na sua cabeça e quando chegar na iniciação isso pode não se confirmar e vc sentira a mesma ira que sentiu antes e não vai aceitar o que for dito. Mas e aí vc vai fazer o que? Vai obrigar a religião a dizer que vc É da qualidade que vc ACHA CORRETA? só porque VC ACHA, por que VC ESTUDOU ou INTUIU? Não é assim meu irmão. Vá com calma e com paciência. Te recomendo ler aqui o texto “longo caminho do aprendizado” acho que vai te ajudar muito. Axé, espero ter ajudado e não ter ofendido. Tomeje.

  19. Tiego Gomes

    Caro tomeje, gostaria de saber se você tem conhecimento da qualidade de oxum “Mabe”. Dês de já obrigado.

    1. tomeje

      Tiego Gomes. Nada acontece por acaso meu irmão. Na semana passada estávamos falando sobre isso. É um tal de inventarem nomes e qualidades, que estamos ficando com medo de pensar onde isso vai chegar. Será que as pessoas que fazem isso não tem o menor respeito pela nossa religião e pela cabeça dos outros???? Irmão isso não existe, Oxum mabé é um trecho de uma cantiga e nunca uma qualidade de Orixa. Se alguém te falou isso, desconsidere, a pessoa não sabe o que está falando. Axé e felicidades. Tomeje

      1. Tiego Gomes

        Obrigado meu irmão pelos esclarecimentos, satisfeito.

  20. carol

    Boa tarde
    Tenho uma dúvida… Me iniciei e por motivos particulares acabei me desligando da casa onde estava… Ocorre que após dois anos ainda não encontrei um lugar para dar continuidade… Eu desejo saber como fica a energia do orixá… Digo assim, é possível por falta de culto um orixá deixar de existir ou enfraquecer? Não sei se me expressei corretamente… Me perdoem é que realmente estou perdida e com medo… Axe

    1. tomeje

      Carol, seja bem vinda. Poderíamos esclarecer isso de diversas formas. Uma delas seria pelo medo, tentando inventar fundamentos e te colocando medos. Eu prefiro a via do amor e do Orixa. Ser iniciada/o é a melhor oportunidade de se conhecer enquanto ser humano. Ser iniciado é entrar em contato com o seu eu divino é buscar a sua ancestralidade divina. Então, não cabe nesta relação de amor, a revolta, o medo e o castigo. Orixa nunca se enfraquecerá na sua cabeça e muito menos se afastará de vc. A menos que vc queira isso. Mas é claro que vc deve ter sempre bem claro que nossa religião é fundamentada na família e por este motivo, estar num terreiro/família de axé é fundamental para o seu aprendizado e conhecimento da religião, de vc e do seu orixa. Mas isso não pode ser uma imposição, vc tem que encontrar um lugar onde vcs se sintam bem, acolhidos e seguros. Procure uma Casa de tradição, faça um jogo, veja se vc está feliz na Casa e só depois disso recomece sua jornada. Seu orixa sabe das suas possibilidades sempre. Axé, Tomeje

  21. Ailton Brito

    Boa tarde.Tomoje, frequento (visitante) um xirê próximo a minha casa ha algum tempo.Eu gostaria de saber se pra ser considerado rodanta eu tenho que virar no santo assim que estou presente no barração.Conversei com o sacerdote da casa pra jogar os buzios pra mim, eu não sei meu orixá nem meu junto.Um yaô da casa me disse que provavelmente sou de oyá, Orixá feminino pode pegar ori de homem?.Um amigo meu disse que algumas yabas não pegam(Nanã, Obá; ewá).Nãna e oxumare não aceitam serem juntó isso é verdade?.Tenho medo de não ser aceito pelo orixa e não ser rodante.Um amigo meu deixou de ser rodante pra ser ogan.Ele nunca mais foi incorporado pelo logun ede dele.Obrigado.

    1. tomeje

      Ailton, seja bem vindo ao blog. Ser um Elegun (aquele que é “possuído” pelos Deuses) é uma condição igual àquelas pessoas que não manifestam Orixa, não há diferença diante dos olhos do Orixa, todos são filho Deles da mesma forma. Sobre o seu orixa. Eu descartaria o que o yawo te disse, o que vale é o jogo do sacerdote, só se guie pelo jogo, ok? Me preocupa isso que vc falou de alguém deixar de ser “rodante” para ser ogan. O que pode acontecer é alguém ficar durante um tempo na roda para ver se ele é ou não rodante e depois de comprovado que a pessoa não manifesta orixa, esta pessoa ser, então, confirmada como ogan ou ekedji, isso é válido e até bonito da parte do sacerdote que faz isso. Mas se a pessoa já manifesta ou manifestou orixa não há possibilidade de deixr de seer rodante e passar a ser ogan. Vá com calma meu irmão, não se afobe, não se precipite, tudo ao seu tempo. Mas se vc se sente confiante e seguro nesta casa, jogue e veja o que o jogo te orienta. Mas sempre com calma e tudo no seu tempo, ok? Axé, Tomeje

  22. Omon Ogun

    babá Nelson, houve uma situação no Axé de que faço parte, duas meninas tiveram um bolonan severo e não voltaram a si, estão recolhidas, mas o babá não quer fazer o santo de um adolescente que tem sérios problemas mentais, foge diariamente de casa, rouba, é bipolar e o orixá já cobrou feitura pra ontem. A feitura dessas meninas será custeada pelo ilê, o zelador falou que só iniciaria ele com a mãe, mas cobrou a feitura do filho e pagar a obrigação da mesma e essa injustiça no meu ponto de vista está me distanciando, estou desgostoso por que acho que o importante é aquilo que o orixá, seja ele qual for pede! peço sua opinião

    1. tomeje

      Omon Ogun seja bem vindo. Concordo com vc plenamente. Porém não vejo como totalmente errado a cobrança se ela for estritamente para cobrir as despesas com as pessoas recolhidas. Como vc disse que a comunidade vai arcar com as despesas, eu também não vejo motivo pra cobrar da família do recolhido. Foi issomesmo que eu entendi? Outro detalhe que me chamou atenção é que vc informou que as pessoas já estão recolhidas. Sendo assim, o babá não tem mais opção de escolher se faz ou não faz. Se não queria fazer porque tocou bolonan??????Axé, Tomeje.

  23. paulo

    Tomeje Motumba
    meu velho gostaria muito de saber,de um fundamento foi feito de oxalufa com ossay
    sendo que quando meu zelador era vivo minha vida foi ótima ai. foi dar minha obrigação em outra casa e o novo zelador falo para mim que oxalá estava certo mais não junto com ossay bom dem minha obrigação de 7 anos ai. meu velho tudo que eu tinha de bom na minha vida perdim tudo fiquem numa pior mesmo pois ele acendo ossay e meu primero zelador falo para mim que tudo que eu desse a oxalá tinha que dar a ossay pois ossay nem oxalá abria mão de minha cabeça

    1. tomeje

      Paulo seja bem vindo. Seu assunto é complicado meu irmão. E sendo precavido como sou, no lugar do sacerdote que fez sua obrigação, eu respeitaria a orientação e faria sim tudo como foi determinado e colocaria ossaim no lugar dele junto com Oxalá. Mas te afirmo que isso que vc está vivendo é muito mais fruto da SUA cabeça do que problemas com orixas. Nenhum orixa faria isso com um filho só pelo fato de não ter sido agradado ou desagradado. Mas é como diz os mais velhos. Quando a cabeça do filho não aceita, nem o próprio orixa pode ajudar. Por isso eu te falei que faria e aceitaria a determinação do antigo pai de santo. Não por acreditar que o orixa fosse te punir fazendo vc perder alguma coisa. Mas para acalmar a sua cabeça. Entende? Peça ao sacerdote pra dar comida a Ossaim e te dar um bori, tudo vai ficar melhor. Axé, Tomeje

  24. jan071421

    Babá Nelson conheço pessoas que oferecem egbô, água e obi para Oxalá em casa, isso realmente procede ou deve ser feito apenas no ilê axé? Se procede só aqueles que já passaram podem fazer ou Abiyans também podem?

    1. tomeje

      Jan, tudo é questão da necessidade. Se houver necessidade de fazer uma oferenda, faça em casa, na casa da vizinha, no mato. Não importa. Mas o ideal é que se faça no terreiro sob orientação de um mais velho, sempre. O problema de fazer em casa é que muitos se acostumam assim e acham que o orixa só come da mão dele ou só come quando ele sonha com o tal pedido. Resumo, a casa a religião acaba ficando sem função. Axé, Tomeje.

  25. Isaac

    Tenho fé primeiramente em Deus e nos orixás que o senhor vai responder com carinho minha pergunta tomege

    1. tomeje

      Olá Isaac, eu já te respondi meu irmão. Veja a minha resposta. Grande abraço, Tomeje

      Isaac seja bem vindo ao blog. EU sempre sou muito comedido, sempre sou muito paciente e tento nunca magoar ou ofender ninguém, mas o seu relato me evidência um monte de erros, tanto dos tais pais como tambem erros de sua parte. Vamos começar pensando o seguinte: Se todas as pessoas nascidas no mesmo dia, mes e ano fossem do mesmo orixa, não haveria necessidade do jogo para definir o nosso orixa, certo? era só fazer uma tabelinha e pronto! Mas nós somos uma religião oracular e isso muda tudo. Para confirmar isso eu posso te indicar o meu próprio caso, eu nascci no mesmo dia, ano e mes da Manuela do blog ocandomble.wordpress. No entanto ela é de Nanã e eu de Ogun, isso te diz alguma coisa?
      Meu querido quem jogou e quem fez “”””oros””” para vc, não sabe o que faz e não é minimamente conhecedor da religião, te falou um monte de besteiras e agiu de forma leviana. Quanto aos seus erros. Vc nunca deve fazer nada por conta própria, isso é errado, nossa tradição é muito clara sobre isso, um mais novo deve sempre ter orientação do mais velho, sempre, não repita isso meu irmão, mesmo que seja um simples banho. Se preocupe em procurar uma Casa de candomblé que seja de fato de candomblé, que tenha referências verdadeiras, que o sacerdote seja uma pessoa confiável e responsável, que vc saiba onde quando e com quem ele se iniciou. E o principal, não fique ACHANDO nada sobre orixa e suas qualidades, isso não importa, vc é abian e issonão vai mudar nada na sua vida religiosa. O problema de ficar ACHANDO que vc é da qualidade tal, é que vc pode criar laços na sua cabeça e quando chegar na iniciação isso pode não se confirmar e vc sentira a mesma ira que sentiu antes e não vai aceitar o que for dito. Mas e aí vc vai fazer o que? Vai obrigar a religião a dizer que vc É da qualidade que vc ACHA CORRETA? só porque VC ACHA, por que VC ESTUDOU ou INTUIU? Não é assim meu irmão. Vá com calma e com paciência. Te recomendo ler aqui o texto “longo caminho do aprendizado” acho que vai te ajudar muito. Axé, espero ter ajudado e não ter ofendido. Tomeje.

      Reje

  26. MARCIAm

    Gostaria de saber a qualidade da minha oxum sou de oxum com obaluae

    1. tomeje

      marciam seja muito bem vinda. Não há receita de bolo no candomblé. O simples fato de ser de Oxum com Obaluwaye não determina a qualidade de Oxum. Qualquer Oxum pode vir acompanhada de Obaluwaye ou com qualquer outro Orixa. Mas o que importa mesmo é vc conhecer Oxum ou qualidades??????? Acho que o importante é conhecer Oxum e deixar esse assunto de qualidade para o futuro. Axcé, Tomeje

  27. MARCIAm

    Obrigada pela orientação axé

    1. tomeje

      Marciam. Disponha. Tomeje

  28. Raquel

    Ola, muito bom site.
    Gostaria fe saber no ila e o grito de guerra de yponda?

    1. tomeje

      Raquel seja bem vinda. O gunjilá (Ilá) é o som que anuncia a presença do orixa. Este som pode ser alto ou baixo, rude ou carinhoso, pode até não haver som nenhum, isso depende do Asé. Hoje tenho visto, infelizmente, Casas ond eo orixa dá o nome, cpf, endereço, titulo de eleitor e etc rsrrsrs. O Ilá virou uma fantasia, uma brincadeira. Não há um som específico pra Oxum. Também não há um som definido pra cada qualidade de Oxum. O impportante é que antes de tudo se trata de Oxum, a deusa do amor e da fertilidade. O som característico de Oxum é um som parecido com um sussurro, um acalanto, um som bem calmo e sereno. Asé e vamos conversando. Tomeje

  29. Maria Fernanda

    Bom dia,

    Pai, por favor.. me ajude… Fui iniciada em 2013 numa casa de Ketu porém, por vários problemas, me desliguei da casa onde estava… Saí de lá sem saber qualidade de santo, sem saber reza de santo enfim… Agora estou conhecendo uma nova casa onde fui muito bem recebida, me sinto bem lá e me parece ser um bom lugar… Minha única dúvida é que nessa nova casa que é de Angola me informaram que sou de Oxum Aziri com Xango Ayra… estou insegura, não tenho como argumentar sobre nada pois nada conheço e de onde vim não me informaram qualidade de santo mas nunca ouvi falar de oxum aziri.. devo cultuar Oxum acima de tudo e esquecer esse detalhe de qualidade? Me ajudem por favor…

    1. tomeje

      Maria Fernanda seja bem vinda. Eu sou pela tradição. Sei que muitas angolas misturam seus inkises com orixas, é o caso das casas do tumbajunsara. Mas como eu disse, eu sou pela tradição. Para mim, Angola cultura APENAS INKISES, e só conheço o Candomblé do Bate Folha que realmente pode ser chamado de Angola. Existem diferenças grandes entre inkise e orixa, é como se estivéssemos falando da cultura brasileira e da chinesa, entende? São culturas muito diferentes, certo? O mesmo acontece com as “nações” cada uma deve ficar no seu canto e cuidando da sua cultura. NÃO EXSITE OXUN AZIRI. Oxun é um orixa (ketu) Aziri é um Vodun (Jeje) correspondente/similar a nossa Yemonjá, entende? Se a casa que vc frequenta fosse de fato angola eles teriam dito que vc é de Dandalunda com NZazi. Veja muito bem onde vc está indo, veja se apessoa realmente é iniciada, por quem foi iniciada, quando foi iniciada e qual a raiz esta casa pertence, ok? Asé, Tomeje.

  30. Cissa

    Motumba Colofe
    Oi boa
    Sou filha de Oxum meu caótico já veio a terra porem quando se toca para minha Orixá eu fico muito muito balançada e choro muito. Outro dia em um Rum de Yemanja fiquei igual não conseguia me conter de tanta emoção
    Porém minha orixá nunca veio a terra. Isso é normal?

    1. tomeje

      Cissa, antes de responder preciso saber o que é o “caótico”? Não sei o que é isso. Quanto ao restante, a emoção é normal e muito bem vinda no mundo religioso do candomblé. Asé, Tomeje

  31. Lauane

    Boa tarde tomeje. eu gostaria de tirar uma dúvida, sei que o Importante é falarmos sobre Oxum porque independente de qualidades orixá é o mesmo. mas eu gostaria de tirar uma dúvida sei que Oxum Opará é uma oxum guerreira, que leva uma espada. ( se estiver errada me corrija) mas então te perguntando o Ilá dessa Oxum seria diferente das outras, pois sei que o Ilá de Oxum é cantando e bem baixinho. Mas o Ilá dessas duas qualidades Ipondá e Opará? seriam diferentes. como um brado de guerra? ou é o mesmo ilá de todas?

    1. tomeje

      Lauane, seja bem vinda. É exatamente como vc falou logo no início, Oxum é uma só. Independente da qualidade, Oxum tem um ilá suave e tranquilo minha querida. Asé, Tomeje

      1. Lauane

        Tomeje muito obrigado por me responder. Sempre leio suas resposta nas publicações para pessoas e vejo que são mt bem explicadas. É pq hj em dia não sabemos mas oq confiar . Já vi Oxum gritar heeeey no Ilá e disseram que era por ser Opara. Porém smp ouvir falar que o Ilá de Oxum era de fato como vc me descreveu e muito bonito por sinal. Grata pela explicação 🙂

        1. tomeje

          Luane fico feliz por ajudar. Volte sempre e fique a vontade. Tomeje

  32. gisele

    bom dia,

    qual o significado de “bolar” de barriga pra cima ou pra baixo? podem me orientar?

    1. tomeje

      Gisele seja bem vinda ao blog. Não há nenhum significado além de que a pessoa é rodante. Asé, Tomeje

  33. Robredo

    Boa noite poderia confirma algo quais os orixás Oxum iponda tem entrado e Ogum pode ser adjunto ou junto dessa senhora

    1. tomeje

      Roberto seja bem vindo. Algumas explicações talvez te ajudem a compreender melhor a sua própria pergunta. Qualquer orixa pode acompanhar Oxum, seja qual for a qualidade. Não existe isso de que uma qualidade de Oxum tem o dever de vir acompanhada de uma certo orixa, ok???? Portanto Ipondá pode vir com Ogum sim. O problema é esta tal “qualidade de Ogum”. Xoroque é o nome de um Gú (nação Jeje) e este Gú é um guardião das Casas Jeje, ele não vira na cabeça de ninguém. Mas….. com estas misturas doidas Xoroque acabou sendo visto como uma “qualidade” de Ogun. Eu, pessoalmente não reconheço a existencia de Ogun Xoroque porque, pra mim Xoroue é Jeje. Mas se na sua Casa existe Ogun xoroque, nada impede que ele venha acompanhando a sua Oxum. Asé e felicidades. Tomeje.

  34. Robredo

    Sou feito de Oxum e Ogum xoroque isso procede não sei meu adjunto

  35. Robredo

    Muito obrigado babá Pelo esclarecimento pois sai do jeito fui para gege. No ketu fui iniciado de Oxum iponda com Ogum mejeje ai quando está qualidade assim chama-o Ogum xoroque confundindo minha cabeça muito obrigado babá

    1. tomeje

      Roberto, de forma alguma eu quero ser o correto ou aquele que “resgata” as tradições, mas….. Historicamente o Ketu e Jeje são como que “irmãos”. Suas terras faziam divisa, seus costumes são muito semelhantes e os Deuses também são muito semelhantes. Mas quem é de jeje mesmo sabe que xoroque não é feito na cabeça de ninguém. Xoroque é um vodun da família Gú que tem função muito específica, entende? Acho que tem algum equívoco aí. Asé e felicidades, Tomeje

  36. Robredo

    Sai do keto e fui para o gege ai me deram essa qualidade de Ogum mais fui iniciado de Oxum iponda com Ogum mejeje meu kalofe

  37. Rafaela

    Boa noite.
    Tenho uma dúvida que ainda não consegui sanar, vi seu blog por acaso e resolvi perguntar.
    Em um jogo, foi falado que sou de Oxum. Mas que minha Oxum come com Oyá. Não consegui identificar qual qualidade de Oxum seria. Sou muito leiga, estou procurando estudar e aprender.
    Obrigada!

    1. tomeje

      Rafaela seja bem vinda. Que bom que temos alguém que está interessada em estudar a nossa religião. O candomblé é uma das religiões mais belas e profundas que eu conheço Existe ema Oxum que tem ligação litúrgica com Oyá sim Se chama Oxum Opará. Mas assim como eu elogiei o candomblé por ter ser linda, eu também tenho grande resistência a quem informa qualidades de Orixa a leigos. Assunto de qualidade é para quem, efetivamente, se iniciou e está, de fato, dentro da religião. Não estou falando isso como agressão a quem jogou para vc, mas como repreensão a quem não conhece bem os critérios que devem seguidos antes de abrir um jogo.
      Não me entenda mau, ok?
      Meu conselho é que vc estude Oxum. Oxum por sí só já complexa o suficiente pra te dar material de estudo por 01 ano, te garanto. Então, estudo Oxum, fuja disso de qualidades, de quem come com quem, isso é desnecessário e pouco produtivo neste seu momento. Fixe seus estudos em Oxum e vc aprender muito mais que vc possa supor e muito mais que se vc ficar focada em “qualidades”.
      Grande axé, felicidades e que Oxum seja suave na sua vida. Baba Tomeje

  38. luara

    Tomeji Motumbá,
    o senhor falou sobre Oxum e suas qualidades… tenho dívidas em relação as ferramentas que essa santa carrega. Umas usam abebe e adaga, outras abebe e ofá… isso tem haver com a qualidade de cada uma ou não e se sim, no caso de Ijimiu qual seria suas ferramentas?

    1. tomeje

      Luara seja bem vinda. As ferramentas dos orixas é um capitulo a parte. Isso depende da qualidade sim, algumas carregam apenas o abebe, outras tem ofá e outras ainda tem a adaga, vc está certa. O problema é que nem todas as casas entendem desta forma. As vezes uma Oxum ou Yemonjá usa adaga, mas em certas Casas o orixa só recebe a adaga com no mínimo 01 ano de iniciada. Então não há uma regra clara mas vc no cado de Ijimú, em geral é só abebe mesmo. Seja feliz com este Oxum. Baba Tomeje

    2. Monize

      Só tem duas qualidades de oxum que carrega o ofá yeyeokê e Karê não tem outras

    3. Monize

      Só tem duas qualidades de oxum que carrega o ofá yeyeokê e Karê se eu tiver errada que me corrigem

  39. Monize

    Boa tarde Paí Tomeje bom fui iniciada no dia 31 de outubro de 2009 gostaria de saber uma coisa que eu não entendo meu babalórixa que me iniciou sempre me explicou tudo sobre minha Santa e os demais orixás eu aprendi e ouvia dizer meu babá que oxum yeyeokê não pega cabeça de homens e eu particularmente não aceito isso por que conheço há história de minha Santa e sei que ela não incorpora em homens o senhor poderia me tirar essa dúvida.

    1. tomeje

      Monize seja bem vinda ao blog. Eu conheço Orixas que não pegam cabeça de homens, mas qualidades de orixas que não pegam a cabeça de homens eu desconheço. Mas por que vc disse isso? Vc viu algum homem de Oxum Yeyeoke?
      As duas questões, para mim, estão ligadas muito mais ao Axé, a raíz da Casa onde um homem é iniciado do que propriamente uma questão de liturgias. Há Casas descendentes de um axé tradicional de Salvador, onde na matriz não se raspa homem, e nas descendentes os homens são raspados. Então é questão de Casa/Asé.
      A situação do Ofá, concordo contigo que poucas carregam ofá, mas, assim como a questão anterior vai haver divergências entre Casas e matrizes.
      Sinto não poder dar uma resposta que confirme ou não confirme a sua pergunta. Asé e felicidades. Baba Tomeje.

  40. Luana

    boa tarde … o fato de uma pessoa bolar significa que ela tenha que se iniciar na casa que bolou?

    1. tomeje

      Luana, de forma alguma. A única coisa que podemos afirmar é que pessoa manifesta Orixa e por isso a pessoa bolou, nada mais que isso. Nunca se inicie sem antes passar pelo menos um ano como abian. O período de abian é fundamental para que a pessoa conheça a Casa e o sacerdote. ok? Asé e felicidades, Baba Tomeje.

  41. Wesley

    Oi

  42. Wesley

    Motumbá a todos sou filho de ossain com Yemanjá más no momento estou afastado da religião porquê fui feito de ossain em uma casa más não sentir orixá ossain a única coisa que seti no roncô foi minhas pernas mechendo de um lado pro outro isso era de madrugada não sabia ser estava dormindo ou a cordado levantei da esteira com um susto tão grande que cramei o nome de Jesus pós fiquei muito a sustado depois disso não senti mas nada teve minha saída eu fui e saí a cordado depois disso sair do Barracão depois de um tempo entrei para outro barracão aí o pai de santo jogou pra mim falou que eu não era de ossain e mim raspou de novo de oyá bagan com Ogum depois disso sair e a ter hoje não voltei más

    1. tomeje

      Wesley seja bem vindo ao blog. É uma pena que vc esteja afastado da religião e muito ruim o que aconteceu contigo por que, para vc, fica a impressão de que a religião é uma bagunça, e a nossa religião é muito bonita e séria. Mas pelo visto vc não cumpriu com os requisitos mínimos antes de se iniciar. Vc conheci o suficiente da religião? Vc foi abian duarante pelo menos 01 ano? Vc confiava bastante no pai de santo? Vc passou pelas cerimônias de Bolonã?
      Me responda isso antes de conversarmos, por favor. Asé e felicidade e que vc esteja em paz com vc, por que Orixa está em paz contigo, mas precisa que vc se encontre para que depois vc se identifique e se encontre com o seu orixa. Te espero, Baba Tomeje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>