Nelson Souza (Tomeje)

Axé à todos. Sou o Tomeje. Iniciado em 27 de outubro de 1987 para o Orixa Ogun. Desde que conheci a religião dos Orixás eu sempre me preocupei em apreender qual a função da religião e da religiosidade na vida das pessoas. Eu quero entender como isso funciona. Como a religião e a religiosidade formam a fé de alguém. São muito anos de perguntas, muitos questionamentos pessoais e poucas respostas e creio que seguirei assim, aprendendo sempre. Agora, graças a essa nova tecnologia, tenho uma oportunidade de interagir e trocar experiencias e vivencias dentro da religião e assim aprender uns com os outros. Eu mais que vcs, com certeza, aprendo a cada pergunta. Eu tento compreender a nossa religião pensando sempre numa comunidade que se ajuda mutuamente. E não é diferente neste meio de comunicação, que assim como os livros, discos, cadernos, fitas, dvd's e outras ferramentas de divulgação de conhecimentos, este blog é somente mais uma forma de comunicação. Porém este nova possibilidade não deve ser pressuposto para descuidarmos do aprendizado com nossos mais velhos nas roças, no seu dia a dia. Ainda que por vezes seja difícil, eu aprendi que é na roça que se vive a realidade da religião. Meu trabalho aqui é muito mais do que só falar e responder questionamentos a cerca da religiosidade. Meu objetivo é promover a discussão de assuntos que nos afetam direta ou inderetamente, é lembra-los que somos parte do TODO, que somos uma só comunidade e que o indivíduo, apesar de dos seus anseios pessoais, está inserido numa família de axé e, neste contexto, quanto mais se pensa coletivamente, mais o individuo se fortalece. Candomblé só se faz no coletivo. Sejam todos muito bem vindo a este projeto e que nossos queridos Orixas nos encaminhem sempre no melhor destino. Axé, Tomeje.

Posts mais comentados

  1. Sou Filho de Orixa. Parte 2 — 393 comentários
  2. Abiku e Abiaxé: Final — 333 comentários
  3. Qualidades do Orixa Exú — 299 comentários
  4. Qualidades do Orixa Oxossi — 214 comentários
  5. Ebós. — 189 comentários

Publicações do autor

Exú venceu, mais uma vez!

Claro, não podia não falar, sobre a escola de samba campeã do RJ em 2022. Alô racistas de plantão……..chegou a hora, Exú se tornou campeão rs, se tornou ou sempre foi ? Então, vamos lá aos fatos, no último Carnaval o nosso estado movimentou 4 bilhões, e em torno de 08 bilhões no Brasil todo, …

Continue lendo

2022, um desfile dos deuses – obra do inconsciente ancestral)

Escrito de um padre e psicólogo preto, na “segunda-feira de cinzas”, às Escolas de Samba do Rio de Janeiro e São Paulo: por uma leitura religiosa e psicológica do Danado do Samba (2022, um desfile dos deuses – obra do inconsciente ancestral) Como sacerdote católico inclino minha alma preta à ancestralidade e divindades africanas e …

Continue lendo

O sacrificio animal.

O SACRIFÍCIO ANIMAL: “Com efeito, quase todas as coisas, segundo a Lei, se purificam com sangue e sem derramamento de sangue não há remissão.” (Hebreus 9:22) Certamente este tema é provocador da maior polêmica em torno do Candomblé e seus Ritos. Contudo, é bom destacar que o sacrifício animal não é invenção dos nativos africanos, …

Continue lendo

Samba contra o preconceito

O GLOBO – 21/04/2022 Por Márcio de Jagun Samba contra o preconceito No desfile deste ano, seis das 12 escolas de samba do Grupo Especial abordarão enredos ligados diretamente à negritude e à religiosidade afro. Algumas delas, como a Grande Rio, que falará de Exu — “Fala, Majeté! Sete chaves de Exu” —, já sofreram …

Continue lendo

São Gonçalo realiza tradicional procissão de São Jorge

São Gonçalo realiza tradicional procissão de São Jorge Publicado em:  18/04/2022 Celebração estava suspensa por causa da pandemia Com o intuito de resgatar uma tradicional celebração da cidade, a Secretaria de Turismo e Cultura de São Gonçalo está apoiando a realização da “Procissão de São Jorge”, que vai acontecer no próximo sábado (23), dia do …

Continue lendo

CURA (ÀBÀJÀ) – AS MARCAS RITUAIS

CURA (ÀBÀJÀ) – AS MARCAS RITUAIS Um dos principais marcos estéticos iorubas são as incisões no rosto, denominadas naquele idioma como àbàjà, àkọlà, ou ìkọlà. Cada etnia caracterizava-se por diferentes cortes no rosto de homens e mulheres. Esta prática, originalmente, tinha como objetivo a identificação dos grupos étnicos. Mas com o tempo, ganhou contornos de …

Continue lendo

Procissão de São Jorge, São Gonçalo, RJ. 23/04/22.

O Lorogun.

O LOROGUN: Lorogun, lórogún ou olorogum quer dizer “ritual de guerra”: oro (ritual) + ogun (guerra). É uma cerimônia que representa a ida dos Orixás para a guerra. O lorogun marca o fim do ano litúrgico e com isso, a paralisação anual das atividades nos terreiros de Candomblé. O lorogun é realizado no período da …

Continue lendo

EFE: O NEUTRALIZADOR DAS FEITICEIRAS

EFE: O NEUTRALIZADOR DAS FEITICEIRAS Segundo Verger, Efe é um ser vindo do além que consegue neutralizar o efeito dos trabalhos maléficos feitos pelas iyá mi oxorongá, as temidas mães feiticeiras. Efe não é propriamente cultuado como uma divindade. É um ser imaterial, uma espécie de semi-deus, dotado de alguns poderes que o fazem ser …

Continue lendo

O poder no Candomblé.

O Poder Ter poder, e ser de fato detentor de algum poder, são situações distintas em uma comunidade religiosa de Candomblé, isso no meu entendimento. Veja que sempre me refiro ao meu entendimento pessoal, porque o que escrevo é fruto da minha vivência religiosa. Caberia melhor dizer que é fruto da observação dos fatos e …

Continue lendo

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)