Qualidades do Orixa Oxossi

Oxossi

Oxossi Akuereran ou Akúeran (Ode ókúeran): O caçador, aquele que mata animal (a caça). Tem fundamento com Oxumarê e Ossanhe. Muitas de suas comidas são oferecidas cruas. Ele é o dono da fartura. Ele mora nas profundezas das matas. Veste-se de azul claro e tiras vermelhas. Suas contas são azul claro. Seus bichos são: Pavão, papagaio e arara, tiram-se as penas e se solta o bicho.

Oxossi Arolé: Propicia a caça abundante. É invocado no Pade. É um dos mais belos tipos de Oxossi. Um verdadeiro rei de Ketu. As pessoas dele são muito antipáticas. Jovem e romântico, gosta de namorar, vive mirando-se nas águas, apreciando sua beleza. Come com Ogum e Oxum. Veste azul claro, aprecia a carne de veado e é ágil na arte de caçar.

Oxossi Dana Dana: Literalmente, o caçador acendeu o fogo; quando termina a sua caçada ele acende o fogo para cozinhá-la e preparar sua refeição.Tem fundamento com Exu, Ossanhe, Oxumarê e Oyá. É ele o Orixá que entra na mata da morte e sai sem temer Egun e a própria morte. Veste azul claro.

Oxossi Gongobila: É um Oxossi jovem. Tem fundamento com Oxalá e Oxum.

Oxossi Inle ou Erinle: É o filho querido de Oxaguiam e Yemanjá. Veste-se de branco em homenagem a seu pai. Usa chapéu com plumas brancas e azuis claro. É tão amado que Oxaguiam usa em suas contas um azul claro de seu filho. Come com seu pai e sua mãe (todos os bichos) e tem fundamento com Ogunjá. É muito confundido no Brasil. Seu assento é completamente diferente dos demais Oxossis, pois Erinle ou Inlpçe é um orixá do rio do mesmo nome, o rio Erinle que corta a região de Ilobu na Nigéria. Encontra-se seus mitos no odu Okaran-Ogbe e Odi-Obara. Sua esposa é Abatan pois é considerado médico e ela enfermeira, seu culto antecede o de Ossain, o pássaro os representam. Ibojuto é a sua própria reencarnação representado pelo bastão que vai em seu assentamento e tem a mesma importância do Ofa de Oxossi.Tem uma filha chamada Aguta que às vezes se apresenta como irmã ou como filha sendo sua mãe Ainan. Ode Otin se apresenta como seu filho, às vezes e ai é representado por uma enguia. Ainda temos Boiko como seu guardião, Asão seu amigo e Jobis seu ajudante. No Brasil o ligam a Oxum e a Yemanjá pois segundo sua lenda é pela  boca dela que ele fala, Erinle é um orixá andrógino e considerado o mais belo dos caçadores.

Oxossi Kare: É ligado as águas e a Oxum, porém os dois não se dão bem, pois, exercem as mesmas forças e funções. Come com Oxum e Oxalá. Usa azul e um Banté dourado. Gosta de pentear-se, de perfume e de acarajé. Bom caçador mora sempre perto das fontes. Há um Itan que diz que Yemanjá passeava pelas matas quando avistou de longe o pequeno Logun Edé . Ela ficou por horas admirando a beleza do pequenino. Foi até Orunmila, dizendo que queria ter um filho que fosse tão belo quanto ele. O sábio lhe disse que a criança era mágica e encantada, pois era fruto da união e do amor de seus pais. Da mesma forma Yemanjá estava enlouquecida querendo ter um filho com tal encanto. Orunmila lhe disse que ela deveria pegar um obi, passá-lo no ventre e logo após jogar nas águas. E assim a rainha do mar foi até as águas mais belas e límpidas, passou o obi em seu ventre, mais na hora de jogar na cachoeira, ela atirou errado e o obi caiu em cima de uma pedra, que o dividiu ao meio, caindo metade nas águas e a outra metade no mato. E passando– se 9 meses, Yemanjá deu a luz a um casal  de gêmeos, e deu- lhes o nome de Oxum Karê e Odé Karê, e ambos eram tão belos e encantados como Logun Edé. As crianças cresceram travessas, Oxum se vestia como Odé, e Odé como Oxum, e por isso ninguém nunca sabia quem era quem. Aprenderam a arte da caça, por isso ambos levam o ofá (arco e flecha). Em sua aldeia, quando estava na temporada de caça, Oxum Karê ao invés de ficar lá com as mulheres preparando a colheita e a lenha, ela ia para as longas caçadas com seu irmão e com os demais caçadores de sua aldeia. Odé ao invés de caçar apenas nas matas com os outros, passou a se embrenhar pelos rios e cachoeiras se tornando junto dela um ótimo pescador… Assim o desejo de Yemanjá se realizou, pois Orunmila lhe deu dois encantos caçadores das águas! Até hoje muitos acreditam que certa vez houve uma grande seca, acabando com os rios e animais, e por tamanha tristeza os Karê’s tornaram-se um só, juntando assim o obi novamente… Por isso os filhos de Karê são doces como Oxum e destemidos como Oxossi, por que são orixás individuais, mais quando necessário tornam– se uma só força, uma só magia, um só encanto!

Oxossi Karo: Um dos caçadores que também moram as margens de um rio é irmão de Iguidinile.

Oxossi Koifé: Não se faz no Brasil e na África, pois, muitos de seus fundamentos estão extintos. Seus eleitos ficam um ano recolhidos, tomando todos os dias o banho das folhas. Veste vermelho, leva na mão uma espada e uma lança. Come com Ossanhe e vive muito escondido dentro das matas, sozinho. Suas contas são azuis claras, usa capangas e braceletes. Usa um capacete que lhe cobre todo o rosto. Assenta-se Koifé faz-se Ybo, Ynle ou Oxum Karê; trinta dias após, faz-se toda a matança.

Oxossi Mutalambo: Tem fundamento com Exu.

Oxossi Ofà: Não é qualidade, significa, “o arco e a flecha do caçador, sendo de Oxossi o seu principal apetrecho”.

Oxossi Olo: (Olo = Senhor, gun = guerra, Ede = um lugar na África). É filho de um outro caçador chamado Erinle tendo como mãe Oxum Iponda. O posto de asogun, a priori, surge desse mito que o liga a Ogum companheiro de seu pai.

Possui outros nomes como Omo Alade, ou seja, o príncipe coroado. Não há qualidades de Logun como acreditam alguns tais como locibain, aro aro, etc., são apenas nomes tirados de cânticos, aliás aro quer dizer tanta coisa menos nome de orixá. O nome Ibain é de um outro caçador homenageado nos cânticos de Ologun, esse caçador inclusive é o verdadeiro proprietário dos chifres tão importantes no culto. Oba L`Oge é um outro nome para esse orixá. É da região de Ijexá.

Oxossi Ologunede: O chefe de guerra de Ede, título ganho quando seu pai entregou-o aos cuidados de Ogum.

Oxossi Oseewe ou Ygbo: É o senhor da floresta, ligado as folhas e a Ossanhe, com quem vive nas matas. Veste azul claro e usa capacete quase tampando o seu rosto.

Oxossi Otókan Sósó: Não é qualidade, é um oríkì que significa o caçador que só tem uma flecha . Ele não precisa de mais nenhuma flecha porque jamais erra o alvo.

Título que Oxossi recebeu ao matar o pássaro de Ìyámi Eléye. Não fazendo parte do rol dos caçadores que possuíam várias flechas, Oxossi era aquele que só tinha uma flecha. Os demais erraram o alvo tantas vezes quantas flechas possuíam, mas, Oxossi com apenas uma flecha foi o único que acertou o pássaro de Ìyámi, ferindo-o com um tiro certeiro no peito. Por essa razão é que ele não recebe mel, pois o mel é um dos elementos fabricado pelas abelhas, que são tidas como animais pertencentes a Oxum, mas, também as Ìyámi Eléye. Então, é èèwò (proibição) para Oxossi . Por essa razão também, é que se dá para Oxossi o peito inteiro das aves, como reminiscência desse itan.

Oxossi Otyn: Guerreiro e muito parecido com seu irmão, vive na companhia dele, caçando e lutando. É muito manhoso e não tem caráter fácil. Muito valente este sempre pronto a sacar sua arma quando provocado. Não leva desaforos e castiga seus filhos quando desobedecido. Usa azul claro e o vermelho, conta azul, leva capangas, roupas de couro de leopardo e bode. Tem que se dar comida a Ogum.

Oxossi Oregbeule: É um Irunmale, portanto acima do orixá foi um dos companheiros de Odudua em sua chegada na terra segundo sua mitologia.

Oxossi Táfà-táfà: O caçador arqueiro, aquele que exímio atirador de flechas, é predicado que se diz de Oxossi.

Oxossi Tókúeran: O caçador é quem mata a caça, diz-se da atuação do caçador.

Oxossi Ybualamo: É velho e caçador. Come nas águas mais profundas. Conta um mito que Ybualamo é o verdadeiro pai de Logunedé. Apaixonado por Oxum e vendo-a no fundo do rio, ele atirou-se nas águas mais profundas em busca do seu amor. Sua vestimenta é azul celeste, como suas contas. Come com Omolu Azoani. Usa um capacete feito de palha da costa e um saiote de palha da costa. Há um templo com esse nome na África fazendo alusão ao seu fundador. Aliás há vários templos mas todos são de um orixá.

Oxossi Wale: É velho e usa contas azuis escuro. É considerado como rei na África, pois, seu culto é ligado, diretamente, a pantera. É muito severo, austero, solteirão e não gosta das mulheres, pois, as acha chatas, falam demais, são vaidosas e fracas. Come com Exu e Ogum.

Oxossi Wawa: Vem da origem dos Orixás caçadores. Veste-se de azul e branco, usa arco e flecha e os chifres do touro selvagem. Come com Oxalá e Xangô pois, dizem que ele fez sua morada debaixo da gameleira. Está extinto, assenta-se ele e faz-se Airá ou Oxum Karê.

214 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Much appreciated for the information and share!

    1. Desculpe-me pela demora em responder. Com estamos em ainda em construção do blog, as vezes temos algumas falhas. Mas ficamos muito felizes com sua visita e desejamos sim partilhar conhecimento e experiencias na religião com nossos irmãos. Sinta-se a vontade para comentar no blog. Tenho certa dificuldade com o seu idioma, mas nada que uma boa ferramenta de tradução não ajude. Axé e Tomeje.

      1. I have eaxlcty what info I want. Check, please. Wait, it’s free? Awesome!

        1. Sim, nosso blog é totalmente gratis. Tomeje

    2. I’m scohekd that I found this info so easily.

      1. Arole, que Oxossi nos dê bons caminhos e fartura sempre. Tomeje

      • carlos augusto em 9 de outubro de 2014 às 18:05
      • Responder

      mtb boa noite
      eu queria saber mas sobre odé obérùja, seus itans e orikis sobre essa qualidade de ode a quizila dele e td que vcs tiverem sobre esse qualidade de obe

      1. Carlos Augusto, seja bem vindo. Carlos, vc é feito? Seu sacerdote foi quem te disse deste nome de Odé? O que vc sabe e conhece sobre Oxossi? Penso que antes de querer saber qualquer coisa sobre Oxossi ou ouro orixa, vc deve saber o que Ele representa na sua vida e da humanidade, isso é mais importante que tudo. Mas sobre o nome que vc citou. Eu nunca ouvi este nome associado a Oxossi, não consta de nenhuma lista de qualidades que eu conheça (isso não quer dizer que não exista). E o principio da sua busca, eu acho, deve se pautar por listas de qualidades de pessoas confiáveis como Pierre Verger, Reginaldo Prandi e outros. Nestas listas eu nunca vi. Tem ocorrido uma enorme confusão entre os religiosos, tem muita gente inventando nomes, ou recolhendo nomes de listas pouco confiáveis ou de listas de outros segmentos como por exemplo Ifá. Ifá é um outro culto, tem pouco a ver com as qualidades do candomble, e cultuam outras energias e outros caminhos. Ms tem gente que le estas lista e inventa de acrescentar as listas de qualidades de candomblé, entendeu? Veja bem direitinho quem te falou isso e veja se este nome realmente existe em alguma lista séria e de pessoas conceituadas, não entre nessa de que é uma qualidade rara e que poucos a conhecem, isso não é verdade. Espero ter ajudado. Tomeje.

  2. Simply wish to say your article is as astonishing. The clarity in your post is simply cool and i could assume you are an expert on this subject. Fine with your permission let me to grab your RSS feed to keep updated with forthcoming post. Thanks a million and please continue the gratifying work.

  3. What a really great writing!!!

  4. gostaria de saber qual é meu santo de cabeça, pois acredite, eu estou cada vez mais confuso…nao sei se pela minha data de nascimento vc. consegue algo….sou nascido em 15 de março de 1961…obg e muito Axe.

    1. José Carlos, muitas vezes uma consulta ao oráculo pode não ser suficiente para revelar o seu orixa. Em muitos e muitos casos o orixa que se apresenta numa consulta está alí por um motivo específico, nem sempre será o dono da cabeça. Para saber com certeza o seu orixa o ideal é que se faça um jogo específico, de preferencia com alguém de sua inteira confiança e numa Casa de Axé que vc se sinta bem e acolhido. Data de nascimento nã revela orixa de ninguém. Eu mesmo conheço tres pessoas quenasceram no mesmo dia, mes e ano que eu e no entanto somos todos de orixas diferentes. Não procure saber seu orixa via internet, esse processo é intimo pessoal e intransferível, só sua cabeça (seu Ori) pode revelar isso. Grande axé. Tomeje.

    • DOFFONO ODE em 16 de setembro de 2012 às 22:28
    • Responder

    Mutumba Baba, gostaria de saber sobre Odé Infayn ja li algo no blog sobre qualidades mas ainda nao encontrei nada referente ao mito deste Odé, de onde surgiu este culto, quais suas particularidades e qual lenda rege o culto deste orixá. Adupé.

    1. Dofono de Odé bom dia. Nós somos um blog que respeita as diversas realidades da nossa religião, por isso publicamos o maior número possível de nomes e/ou títulos e/ou qualidades pelos quais os Orixas são conhecidos ou cultuados em diversas Casas; mesmo que nas nossas Casas, muitos destes nomes citados na lista não sejam reconhecidos como qualidades de Orixá. No seu caso específico eu nunca li ou ouvi nada referente a este nome como qualidade de Oxossi. Mas como eu sempre digo, o importante é que vc conheça Oxossi e a energia Oxossi. Quando vc se prende em buscar informações sobre qualidade, informações que nem sempre estão disponíveis ou simplesmente não existem, se perderam no tempo, vc deixa de conhecer o que realmente interessa que é o Orixa Oxossi em sua excencia. Minha sugestão é que vc estude a energia Oxossi e o que ela representa e atua na sua vida, isso, no meu entendimento, é muito mais importante neste momento para vc. Axé e volte sempre, Tomeje.

    • Luana Alves em 5 de novembro de 2012 às 13:02
    • Responder

    Me informaram através dos Búzios que sou de Iemanjá com Oxóssi.Queria saber qual é a qualidade e a cor das contas que pode ser usada .

    1. Luana Alves seja bem vinda ao blog Ori (cabeça). Há diversos motivos que levam um orixa a se manifestar num jogo de búzios. Podem ser motivos de ordem financeiro, emocional, profissional, familiares e/ou outros motivos, incluindo aí a filiação, ou seja, aquele Orixa é seu pai ou mãe (como normalmente se diz). Também pode haver a necessidade da pessoa ser iniciada. Mas neste caso isso é dito no jogo e confirmado em outros jogos no decorrer da vida religiosa da pessoa. Portanto há de fato inúmeros motivos para alguém conhecer um Orixa. O que eu recorrentemente vejo são pessoas se aproximando do orixa pelos motivos que deveriam ser apenas as consequencias desta busca pelo autoconhecimento (conhecer a sí mesmo). Quando recorremos a religião em busca de nós mesmo, tudo que vem depois é bem vindo e é recompensado com a alegria de nos reconhecer enquanto religiosos. Busque conhecer no orixa a energia, os atributos e as possibilidades que aquele Orixa oferece a vc enquanto pessoa capaz de aproveitar estes atibutos de forma positiva em sua vida. A busca pelo Orixa é uma busca pela sua (vc) ancestralidade. Portanto conhecer qualidades é totalmente secundário, o importante é vc conhecer o orixa. Sugiro que vc leia, neste blog, o texto “Longo Caminho do Aparendizado”. e no blog ocandomblé o texto “Eu escolhi ficar”. Espero ter te ajudado, Axé, Tomeje.

  5. boa noite gostaria de saber qual oxossi é meta-meta com exú obrigado .

    1. Yawo seja bem vindo. Todo Orixa e todas as qualidades de Orixa tem ligação com Exú, sem distinção.Não conheço isso de orixá metá-metá, inclusive este termo não é yorubá, é invenção, mas este termo designa um orixa metade isso e metade aquilo, o que definitivamente não existe, a energia orixá é únicva e indivisível. Infelismente não consigo te explicar em poucas linhas o que é isso de dizerem que um orixa é metá metá com Exú. Mas posso afirmar que este conceito está ligado a uma tentativa de dar ares de superioridade ou de impor medo às pessoas, com a idéia de que este orixa ligado a Exú seria um tipo de feiticeiro ou “do mau” ou algum orixa do qual deveríamos ter medo. É uma clara demonstração de desconhecimento do que é Exú e do seu papel no mundo. Meu conselho é que vc estude o orixa Oxossi sem preocupações com qualidades ou ligações, estude muito o candomblé em boas referencias e vc vai ver que Exú é maravilhoso e que candomblé é muito mais que estas supostas “metámetá”. Me perdoe se fui rude, mas é inadimissível ver um Yawo sendo conduzido pelo caminho da ignorancia e do mau aprendizado. Axé e mais uma vez desculpe as palavras secas de duras. Por favor procure aqui o texto “o candomblé realmente se libertou do sincretismo?”. Tomeje.

    • Flávio Gomes em 9 de dezembro de 2012 às 18:49
    • Responder

    olá,sou de odé e estou para ser feito em janeiro.
    gostaria de saber se é normal quando estou incorporado,escutar tudo e se na feitura eu vou realmente “apagar”na incorporação?

    axé

    1. Flavio eu sou a favor da desmistificação de certos assuntos, um deles é o transe. A incorporação acontece em diversos graus de conciencia e na maioria das pessoas estes sintomas que vc sente são normais, ou seja as pessoas ouvem e sentem. Mas há um certo moralismo ou medo de conversar sobre isso e muitos fingem que tem um apagão para não lidar com este assunto ou fugir dele e das responsabilidades. Penso que esta situação de “sentir as coisas” é uma das diversas facetas que precisamos aprender a lidar no sacerdócio de cada pessoa, ou seja, os filhos de santo precisam ser educados para compreender que naquele momento de incorporação ele é um veículo entre o Deus e os fiéis, o filho não é o Deus, ele é um veículo e como tal deve saber o seu lugar e guardar suas sensações para sí e não para se beneficiar delas e tirar proveito pessoal, entende? É bem comun vermos pessoas manifestadas de orixa ou entidades que falam besteiras, estas são pessoas que tomam para sí a voz das entidades e orixas e acham que são os próprios orixas e entidades, quando na verdade eles deveriam saber que esta manifestação é um dom divino de trazer a terra estas energias, e deveriam dar o devido valor e respeito a esta ligação divina. É pena que ainda tenhamos Casas de Axé que tratam a incorporação com tabús e que não expliquem aos filhos a verdade. Mas como eu disse no início, também há incorporações que as pessoas “apagam”, mas isso é bem raro. Por favor leia aqui no blog o texto, “Sou filho de orixa”, acho que vai te ajudar um pouco mais. Axé, Tomeje.

    • peter em 19 de julho de 2013 às 16:16
    • Responder

    oi,,eu gostaria de saber se todas as qualidades de oxossi tem ligamento c/ iansã ,,e se tem alguma qualidade de oxossi q come c/ iansã

    1. Peter, apesar do que muitos dizem, eu sou do tempo em que o realmente importante era que a pessoa conhecesse o Orixa, suas lendas, seus mitos, sua função na terra e principalmente a sua influencia na vida daquela pessoa. Essas questões de “ter ligação” ou “comer com que Orixa” é pura perda de tempo. Resumindo. Não é verdade que todo Oxossi tem ligação litúrgica com Oyá. E mesmo aqueles que por ventura tenham ligação litúrgica com Oyá, na sua cabeça (Peter), este Oxossi, pode não necessitar desta ligação com Oyá e optar por ter ligação com outro Orixa. Isso é que realmente importa, o Orixa vai se ligar ao Orixa que melhor seja para a SUA cabeça (Peter). Peter não se guie por receitas de bolos, sua cabeça é exclusiva e o seu Orixa vai fazer as ligações que são melhores para dar equilíbrio para a SUA cabeça. Isso é o que eu aprendi sobre qualidades. Axé, Tomeje.

  6. Olá pessoal. Eu fiz um jogo com uma mãe de Santo. Na verdade fiquei um pouco decepcionado pois não teve jogo de búzios. Ela usou uma jóia, tipo um cristal e anumerologia para ver meus orixás. Filho de oxóssi e alguma coisa com Obaluaê.

    Como disse fiquei de decepcionado com o jogo, esperava que não fosse uma coisa tão simplória e o que foi pior. A consulta acabou com uma receita de resultava em quase mil reais de obrigações, banhos e oferendas. Achei um péssimo começo e uma sensação de ser tratado como idiota. Eu respeito o Candomblé, inclusive essa casa e essa mãe, mas sinceramente esperava algo mais profundo e fraterno da casa. Não teria problema em pagar pela obrigações, se claro não tivesse me sentido tão mal.

    Fiquei com muitas dúvidas desde que passei por essa casa. Quais são as caraterísticas de filho de oxóssi e Obaluaê?

    Como manter uma boa relação com meus orixás sem necessariamente se envolver tanto com um terreiro?

    Obrigado! Abraços!

    1. Douglas seja bem vindo. O primeiro passo é vc conhecer de fato o candomblé, por que esta pessoa é uma das muitas que se dizem pais e mães de santo e que na realidade não nos representam (Pais e Mães, Sacerdotes), só servem para prejudicar a imagem da nossa religião. O jogo de búzios é um oráculo sagrado manipulado por aqueles que tem permissão deste uso. Não descarto a possibilidade de alguém ver ou intuir ou seja lá o que for através de pedras, runas, chapinha de garrafa, ou o que for, mas quando se intitulam “olhadores do oráculo” (aqueles que consultam o jogo de búzios), ao menos deveriam ter a decência de fazer a coisa da maneira correta e tradicional. Procure uma Casa de Axé tradicional, se for preciso eu te indico alguém, ou alguma Casa. Só depois de vc ter este contato com a religiosidade é que vc poderá saber como cuidar. Mas tem uma coisa importante. O candomblé não faz pactos definitivos de servidão a Orixa, a qualquer momento vc poderá deixar a religião, mas o candomblé se propõe ser uma família (com todos os benefícios e problemas da família) e o culto a Orixa é familiar, por isso, essa coisa de cuidar sem se ligar a religião é um tanto complexo por que a relação com Orixa é íntima e se dá no dia dia da Casa de Axé, no contato e aprendizado com seus mais velhos. Por isso é preciso que se frequente a Casa de Axé e a família de Orixa. Axé, Tomeje.

      • Romulo em 16 de abril de 2014 às 21:01
      • Responder

      Boa Noite,kolofé,tenho muitas duvidas em relação ao que fazer para cuidar dos meus orixas e meus guias e povo de rua,ja fui há mais de 10 jogos de buzios e sempre me dão de Oxossí ou Ogum e Oxum e Iansã mas dizem que minha mãe é do catimbó e fez um tipo de trabalho quando estava gravida e por isso não posso raspar nem abrir cura e etc..Será verdade?Detalhe não paro em casa de santo nenhuma,tenho fé,respeito e sou fiel aos meus orixas e a casa de santo mas sempre passa algo no lugar que estou e não fico na casa de santo há sempre interesses pessoais dos pais de santo ou mães de santo de alguma forma em mim e me atrapalham me tiram do caminho que eu estou e fico quase sem nada o q faço?
      axé

      1. Romulo seja bem vindo. Para início de conversa, eu penso que isso de ficar indo a vários jogos é prejuízo para sua cabeça e seu bolso. escolha uma boa Casa e fique nela, siga aquela Casa e ponto final, este é o caminho seguro para cuidar dos Orixás. Sobre sua mãe ser do catimbó não tem nada a ver contigo, não existe isso. O que te falaram é besteira pura e simples ou falta de conhecimento religioso e falta de respeito a vc. Sobre vc não parar em nenhuma Casa, a experiência já devia ter te ensinado a se comportar meu irmão, se vc é assediado pelos pais e mães é porque vc deixa isso acontecer e porque vc está procurando os lugares errados. Antes de frequentar uma Casa é preciso conhecer o lugar e ver se lá é um lugar sério ou se é apenas uma casa sem caráter. Procure Casa de Axé meu irmão, pare de ir a qualquer lugar. Axé, Tomeje.

    • douglas em 22 de outubro de 2013 às 13:46
    • Responder

    Caro Tomeje, Muito Obrigado! Eu busquei uma casa tradicional, que pensei fosse muito séria. Aliás, essa casa é reconhecida no meio. Por iso fui até lá, para fugir de uma coisa reducionista e que acaba tendo um caráter comercial. Mas infelizmente, isso aconteceu. Acredito que nesse caso a fraternidade e família está mais para as pessoas próximas, de dentro. Quem é de fora, pelo que vi lá,tem de pagar e caro.

    Havia outras pessoas enquanto consultava e vi que todos estavam depositando muita fé nos trabalhos e claro, gastando. Havia até fila para os trabalhos. Tudo bem, isso faz parte. Mas não é pra mim. Como você disse o correto seria se aproximar, conhecer a religião. Agora recomendar diretamente um trabalho e cobrar altíssimo por ele, soa estranho pra quem é de fora.

    Espero que um dia possa ter uma consulta de verdade. Não vou desistir. Quando achar a casa correta vou recorrer novamente ao jogo de búzios. Qual casa você me recomenda em São Paulo ou em Goiania?

    Mas, já que esse texto acima é sobre qualidades de Oxóssi. Você poderia me explicar como funciona essa relação de um orixá com o outro e nesse meu caso, Oxóssi com Obaluaê?

    Grande abraço!.

    1. Douglas eu verificar a possibilidade de um irmão e Axé em Goiânia te atender com jogo, ok? Assim que eu tiver a resposta eu vou postar aqui no blog para vc. Sobre a sua pergunta. Em primeiro lugar é preciso saber se se pode dar crédito ao que foi dito a vc, isso é o fundamental. Qualquer um destes Orixás pode ter se manifestar num jogo por inúmeras razões que só aquele jogo pode afirmar ou decifrar. Muitos dizem que as qualidades de Orixa são uma mescla de um Orixa com um outro, ex.: Oxum e Oyá + Oyá Onira. Ou que determinado Orixa vem acompanhado de um outro, ex.: Ogun Já (Ogun Jé Ajá) sempre vem acompanhado de Yemonjá Yá Ogunté. Ou que cetos Orixás “comem juntos”, ex.: Ayrá e Oxalálufan. Para mim isso tudo e uma tentativa de reduzir o conceito e conhecimento a uma receitinha de bolo muito da sem graça. Precisamos entender muito mais que estas “ligações”, precisamos compreender o Orixa e o filho como únicos, precisamos compreender a necessidade DAQUELE Orixa NAQUELA cabeça. Por isso eu entendo que nem toda filha de Oyá Onira, necessariamente, precisará manter ligação e assentamento de Oxum. Nem todo filho de Ogunjá terá como segundo Orixa Yaogunté e nem todo filho de Ayrá precisará dar de “comer” a Oxalufan. É claro que há particularidades e liturgias específicas que devem se obedecidas, mas não podemos ver isso como regra geral e imutável. N seu caso o que te aconselho é que vc entenda o Orixa individualmente, antes desta compreensão tudo é falso e desnecessário. As ligações, laços afetivos, liturgias e tudo mais sobre Oxossi e Omolu/Obaluaie (se é que vc é destes Orixás ou que estes fazem de fato parte dos seus Orixás), tudo isso é secundário. Primeiro o Orixa depois os enfeites. Axé, Tomeje.

    • douglas em 22 de outubro de 2013 às 23:07
    • Responder

    Oi Tomeje, obrigado mais uma vez. Sim, ok, por favor me indique a casa de seu irmão e irei visitá-lo com prazer. Um grande abraço!

    • maria do socorro albino silva em 16 de dezembro de 2013 às 20:05
    • Responder

    Olá, Boa noite ..
    Gostaria que me esclarecesse uma dúvida. Fui à um Pai da nação Gejo, para confirmar meus orixás de cabeça, e então ele me disse que sou filha de Oxosí e Ewa e também disse que já nasci feita no santo e que os meus santos de cabeça não cobram feitura, apenas comida seca … A dúvida é, nascida feita no santo é preciso traalhar espiritualmente ou não ? A data do meu nascimento caso precise é 26/05/1969. Desde já, Obrigada !

    1. Maria do Socorro bom dia e seja bem vinda. Vamos com calma. Se fossemos seguir a risca as Divindades que cada segmento do candomblé cultua, poderíamos dizer que no Jeje, cultua-se Voduns e não Orixa e que no Angola cultua-se Inkisses, mas isso não é bem assim, e na realidade há uma grande mistura entre os segmentos. Há sim pessoas que nascem numa condição especial, são os abiaxé (aqueles que nasceram no ou do axé) e é uma condição muito restrita porque, para ser classificada como abiaxé, estas pessoas dependem de uma série de fatores litúrgicos. E o mais importante fator é que sua mãe biológica tenha sido iniciada durante o período de SUA gravidez. Entendeu mais ou menos? Pois bem, mesmo estas pessoas, os abiaxé, eles devem cumprir suas liturgias pessoais e devem ser iniciadas, também devem trabalhar sua espiritualidade e desenvolver seus laços com a religião, como qualquer outra pessoa. Mas se vc não se encaixa neste perfil, acho improvável que vc tenha algum tipo de especificidade.
      Maria do Socorro eu não jogo por internet e nem consulto sem a presença da pessoa, por tanto a sua data nascimento não é útil, o que eu estou te falando é de experiência e conhecimento pessoal, nada além disso.
      Veja muito bem onde vc está colhendo informações e peça sempre esclarecimentos sobre o que foi dito no jogo e tente retirar todas as dúvidas com quem jogou para vc. Só não aceite explicações mirabolantes e sem pé nem cabeça. Não precisa ser um grande conhecedor da religião para sacar as explicações confusas, certo? Por tanto vamos com calma! Espero ter ajudado, axé, Tomeje.

    • Romulo em 17 de abril de 2014 às 23:49
    • Responder

    Boa Noite,Kolofé,gostaria de agradecer pelo concelho realmente eu deveria frequentar mas antes de fazer parte mas por gostar,respeitar e querer estar em uma casa de santo eu ja saio da mesa de jogo dizendo q sou filho da casa e depois fico como estou agora cheio de duvidas e sem saber o q fazer mas agradeço.

    1. Romulo, aqui no blog tem uns textos que podem te ajudar, que podem te dar uma noção de certos assuntos, vá lendo com calma e reflita sobre o que o texto está dizendo meu irmão e veja se eles te ajudam. No blog ocandomble.word eu recomendo os textos da Dayane, são ótimos conselhos e orientações. Axé, Tomeje.

  7. Asé motumba meu oxossi é arolé só nunca entendi todos que jogam fala que ele é de frente carrega no colo ??? porque será colo?

    1. Klewerson eu não entendi a sua pergunta. Tomeje.

      1. Asé bom dia desculpe formulei mal a pergunta me falaram que tenho oxossi de frente e que ele me carrega no colo não sei se é correto pois deveria responder pelo ori se não tiver fundamento poder deletar as peguntas asé um bom dia ,

        1. Klewerson acho que o ponto central é entender a filosofia religiosa africana, e me parece que a pessoa que te informou não conhece. Antes de se cultuar qualquer Orixa, devemos cultuar Ori. Ori é o fundamento da nossa religião, nada se faz para vc ou para mim sem que o nosso ori permita, não adianta Ogun ou Oxóssi querer nos ajudar, nos dar fartura, nos dar felicidade e outras boas coisas se nosso ori não estiver pleno e cuidado. Para nós, de matriz africana, olhando pelo lado da religião, o corpo humano é comporto apenas de Ori, tudo que importa é Ori. Por isso eu não entendo quando falam que alguém tem orixá tal de frente´. Orixa é sempre o dono do corpo todo, portanto não entendo isso de te carregar no colo, isso para mim é assunto de quem não tem fundamento suficiente para explicar o assunto e fica arrumando coisinhas bonitinhas para falar e acaba falando coisas que não tem sentido religioso. Meu irmão, independente de vc estar no Sul do Brasil ou no Norte, os costumes podem mudar, o jeito de tocar também muda, mas o conhecimento religioso deve ser igual. Se vc é de Oxóssi, ele não te carrega no colo, é dono do seu ori e ponto final. Leia mais sobre a religião em bons livros meu irmão, leia sobre Oxóssi (sem se preocupar com qualidade) e aprenda a origem deste caçador, de onde ele veio e oque ele faz para a humanidade. Perder tempo com coisinhas bonitinhas e sem fundamento não leva ninguém alugar nenhum. Axé. Tomeje.

        2. Axé obrigado por responder concordo com tudo axé tomoje!

    • josue freire dos santos em 4 de maio de 2014 às 14:50
    • Responder

    ola meu irmão, nasci em 027\1972 sou iniciado no axe sou de odé e gostaria de saber a qualidade do meu orixa?

    1. Josué seja bem vindo. Meu irmão quem deve ou devia ter dado a vc a qualidade do seu Ode é seu pai ou mãe de santo, é impossível que alguém te diga isso pela internet. Procure um bom jogo ou seu pai ou mãe de santo para saber disso. Axé, Tomeje.

    • Dofono D´xossi em 2 de junho de 2014 às 19:12
    • Responder

    Ola ! queria saber qual a qualidade de Odé com Obaluaê

    1. Dofono de Oxóssi, seja bem vindo. Eu aprendi que não existe isso de “Oxóssi com Obaluaye” vai ser a qualidade tal e isso vale para a combinação de oxossi com qualquer outro orixá. Não existem receitas de bolo, entende? qualquer Oxóssi pode vir acompanhado de Obaluaye ou Ogun ou Yemonjá etc etc. Quando as pessoa começam a criar estas receitas de bolo, Oxóssi com Obaluaye é igual a Oxóssi tal das contas, isso só demonstra que estas pessoa não conhecem a religião. Deus (Olodumare) quando criou o seu Ori Dofono, Ele determinou que para vc crescer e ser feliz a melhor combinação de orixás seria Oxóssi com fulano (seu segundo Orixa) e que no SEU CASO, o SEU OXOSSI teria alguma ligação com Obaluaye, mas quem determinou o caminho do SEU Oxóssi foi Olodumare, portanto oque o sacerdote deve fazer é descobrir com jogos e oros qual é este Oxóssi, qual é este caminho. E isso não se faz com receitas de bolo.
      Dofono eu sempre respondo que antes de conhecer qualidades a pessoa tem que conhecer o orixá e se conhecer, sem isso nada adianta conhecer qualidades, comidas, cantigas, oros e fundamentos. Além disso meu irmão, se seu sacerdote não te disso a qualidade do seu orixá, o mais correto é vc procurar saber disso com ele/a e nunca por outras pessoas, muito menos na internet, isso é perigoso pra vc porque podem te dizer vários nomes e nenhum deles ser o seu. Axé, espero ter ajudado na sua busca. Tomeje.

    • paulo em 7 de novembro de 2014 às 10:12
    • Responder

    qual e a qualidade de Oxossi que come com Ogum??????

    1. Paulo seja bem vindo. Vou tentar te explicar isso de outra forma porque não aprendi que isso de “comer com” seja realidade.

      Alguns Orixas tem uma ligação litúrgica com outros Orixas, isso é fato. Por exemplo, Ogunjá com Oxaguian, Oyá Onira com Oxum Opara e assim existem outros. Mas veja que eu falei de ligação litúrgica, e não de “comer com”. Estes Orixas, ou estas energias, precisam das outras para se complementar ou simplesmente pra compor sua história. Por isso a tal “ligação litúrgica”. Mas para por ai, não aprendi que seja uma necessidade ou uma obrigatoriedade. Sou de Ogunjá e nem por isso tenho que dar de comer a Oxaguian toda vez que Ogun come. Tem pessoas de Oyá Onira que não tem em seu carrego Oxum Opara. Por tanto, no meu entendimento, o que acontece é que muitos pais e mães de santo criam receitas de bolo e empurram isso nos filhos como se fosse a verdade absoluta. E além disso é muito mais fácil criar receitas de bolo do que procurar saber o porque aquele orixa que “na teoria” viria acompanhado de um outro, naquela cabeça veio sozinho ou acompanhado de um orixa bem distante da energia dele. Compreendeu ate aqui?? Muito bem, sabemos que quem nos dá a vida é Olodumare (Deus supremo no Ketu), é Ele também que determina a melhor combinação de Orixas para que nossa vida seja plena e feliz. Vc consegue imaginar Olodumare sendo preguiçoso e fazendo receita de bolo meu irmão???
      E se no seu caso a receita falhar???? Por isso eu aprendi que o Orixa é livre para comer com quem Ele quiser, a comida e a cabeça são Dele. Então minha resposta (longa, mas necessária) é que não existe isso de Orixa que “come com”. Por que na cabeça de 20 pessoas este mesmo Oxossi pode vir acompanhado e comer com o Ogun X. Mas na sua cabeça o Oxossi pode não comer com Ogun X, Oxossi pode comer com Xangô e estar tudo muito bem para vc meu irmão, por que para VC esta é a melhor configuração de Orixas. Espero ter ajudado. Tomeje.

    • Ofarolemin em 14 de novembro de 2014 às 20:52
    • Responder

    Tomeje quais sao os tipos de gargos que podem ser dados amim
    sou de akueran

    1. Ofarolemim, seja bem vindo. Isso vai depender do seu caminho no Axé (na Casa de Axé) algumas são mais inclinadas a cuidar de assuntos internos/burocrático, outros de quarto de orixa, outros de assuntos da sala, outras cuidam da cozinha, das crianças e por ai vai. A única restrição é que um homem ocupe cargo feminino e vice versa, o restante, qualquer cargo pode ser dado a qualquer pessoa independente do Orixa dela, desde que a pessoa tenha competência e o respeito dos demais pra exercer este cargo. A competência vem com o tempo no Axé e com a vontade de aprender, o respeito a pessoa conquista sendo humilde obediente aos seus mais velhos e a hierarquia do candomblé, só assim ela vi se impor diante dos filhos do Axé meu irmão. Axé e que Odé te ampare sempre meu irmão, Tomeje.

    • André em 3 de fevereiro de 2015 às 19:15
    • Responder

    Boa noite,

    Gostaria que tirassem um duvida.
    Qual o Oxossi. Que tem relaçao com o joao de barro, ou aeja que em seu assentamento remos que colocar uma casa de joao de barro.

    Obrigado:

    André

    1. Andre, seja bem vindo. Que eu conheça, isso não existe, é invenção pura e simples. Vou te contar uma pequena história que demonstra como alguns dos fundamentos de nossa religião foram destruídos por pessoas que inventam coisas. Antigamente, os assentamentos de Omolu/Obaluaie e as vezes de Exú, eram feitos num cupinzeiro. O cupinzeiro representa o afloramento da terra, as coisas que brotam da terra. Há outros entendimentos sobre o uso do cupinzeiros,mas basicamente é isso. Hoje se faz com um tipo de barro cozido que lembra o formato do cupinzeiro. Poucas pessoas fazem esta relação, do formato do assentamento de hoje com os de antigamente, como citado, mas é verdade, a forma dos de hoje são pra lembrar os antigos cupinzeiros. Pois bem, Omulu/Obaluaie tem forte ligação com a terra e se justifica o uso deste elemento em seu assentamento. Além disso estamos falando de um elemento da terra, ok? Como então justificar o uso de um ninho de pássaro para Oxossi? Meu irmão veja muito bem onde e de quem vc está recebendo informações. Seja questionador sim e pergunte o motivo sempre. Achoq ue vc está num bom caminho, não aceitando qualquer resposta para suas dúvida. Grande axé, Tomeje.

    • reginaldo cavalcante em 4 de fevereiro de 2015 às 19:29
    • Responder

    sou inciado a 17 anos e gostaria de mais informações sobre ode dandana poderia me informar

    1. Reginaldo, uma informação que poucos divulgam sobre este Odé: Este foi o 1o Oxossi assentado no Brasil, seu assentamento, segundo Roge Bastide no livro Os Candombles da Bahia, foi feito por uma das grandes Yás que fundaram a Casa Branca. Hoje fala-se muito que este Ode ” entra na mata da morte etc etc “”””””” Mas pouco falam da sua importância como “diplomata” na formação daquela candomblé. Meu irmão, quando da fundação da Casa Branca, um grande número de pessoas se reuniu e se cotizou pra comprar o terreno da roça, logo, todos tiveram direito a um pedaço de chão pra cultuar suas divindades. Como as sacerdotisas, yá nasso, deta e akalá, vieram da cidade de ketu, elas determinaram que Oxossi seria o dono daquele chão. Para este acordo funcionar, toda vez que Ode recebia oferendas, todos os Exú das demais “Casas” instaladas no terreno recebiam também uma parte desta oferenda. Isso gerou um equívoco de interpretação. Danadana, assim como qualquer outro orixa, tem 01 Exú ligado a Ele. Mas naquele caso específico, como eu falei Ele fez o papel de mediador “diplomata” na relação entre todos os interesses envolvidos na compra do terreno, suas oferendas eram dividas entre todos os Exú das demais comunidades (Casa instaladas), desta forma havia uma ligação entre Danadana e os demais orixas através de seus Exús, ok? Para compreender melhor leia o livro citado meu irmão. Axé, Tomeje.

    • ivani jorge em 5 de fevereiro de 2015 às 16:50
    • Responder

    Gostaria de saber a qualidade do meu oxossi sou ode oya e ogun

    1. Ivani Jorge, seja bem-vindo. Antes de qualquer resposta ser dada a você, preciso fazer uma pergunta: você é iniciado na religião? Axé!

    2. Ivani seja bem vindo. Só quem pode te responder isso é seu sacerdote, mesmo assim, se vc for iniciado, caso contrário vc correrá o risco de saber coisa errada. Procure seu sacerdote e veja isso com ele. É muito mais seguro pra vc meu irmão. Tomeje.

    • Simone em 6 de fevereiro de 2015 às 13:43
    • Responder

    Boa Tarde !!

    Preciso de um esclarecimento, fui me consultar e me informaram que sou filha de Oxossi com Yansã, porem como minha vida espiritual está uma bagunça precisarei colocar a casa em ordem fazendo um assentamento para Yansã !! Isto realmente existe ? Me desculpe não entendo muito bem destes assuntos. Obrigada

    1. Simone seja bem vinda. Isso não verdade no seu caso. Vc foi se consultar, só isso, e isso não quer dizer que vc tenha que ter assentamento nenhum. Se há a necessidade de vc fazer alguma cerimonia para Oyá (Yansã) isso pode e deve ser feito utilizando uma Oyá já assentada ou mesmo na natureza. Para que assentar algum orixa se vc não é da religião. Depois vc faz o que com aquele objeto? Isso é coisa de quem deseja ter filhos na marra. Fuja disso. Tomeje.

    • Raphael em 17 de fevereiro de 2015 às 01:59
    • Responder

    Olá boa noite estou pela primeira vez aqui e amei as informações aqui contidas… Sou iniciado no Candomblé e queria aumentar mais ainda meus conhecimentos. Meu zelador jogou pra mim e deu Iansa com Oxossi. Queria saber como são os filhos que tem Iansã como cabeça e Oxóssi como juntó…. e nessa combinação quais os possíveis orixás que vão ser assentados também ou que andam juntos!!!??

    Gostaria muito de um resposta!!!

    Desde Ja agradeço!

    1. Raphael, seja bem vindo. Em primeiro lugar o seu comentário me deixou uma dúvida. Se vc é iniciado, por que seu Pai jogou e te disse destes orixas? Não entendi isso. Meu caro, quando alguém fala que é iniciado, automaticamente esta pessoa está afirmando que passou por todo processo de raspar a cabeça, os resguardos, e todos os ritos litúrgicos que envolvem a iniciação. Consequentemente, na iniciação, são assentados e informados os orixas da pessoa. Meu irmão, por favor, me esclareça isso e vamos conversando. Ok? Tomeje.

    • Raphael em 18 de fevereiro de 2015 às 19:46
    • Responder

    Usei esse termo iniciado porquê já fiz o Ibauri mais não raspei ainda não. sou bem novo mesmo na religião. … e em relação aos orixás sei sobre eles só que segundo meu Zelador tava uma briga muito grande dos orixas pela minha cabeça…. toda vida que ia jogar o jogo mostrava varios orixás incluindo os que eu citei no post anterior. Desde o primeiro jogo sempre deu Oyá mais o junto que aparecia sempre lutava pra ser o da cabeça. então deu Obaluae, Iemonja, Exu , Oxóssi e segundo ele não dava pra definir, ter certeza de que santo eu era. Depois do ibauri firmou Oyá mas Obaluae tava brigando pela minha cabeça direto. Agora ele jogou novamente e segundo meu baba, Obaluae saiu e Oxóssi ficou como junto. Ai queria saber o arquétipo das pessoas com esses orixas.

    1. Raphael, bom dia, vamos colocar as coisas e os nomes nos seus lugares corretos. O certo é Ibá Ori, e para isso eu peço que vc leia neste blog ou no blog ocandomble.wordpress os textos que falam sobre Ori, uma Divindade importante da nossa religião. Não deixe de ler sobre isso, ok? Quando alguém diz que os orixas estão “brigando” isso significa que ela não sabe definir qual é o orixa dono da cabeça. Orixa não briga por cabeça de ninguém, o que está faltando é competência para definir e ver qual orixa é o dono. Muitas vezes um ou outro orixa se posiciona num jogo para informar que o filho precisa de seu auxílio numa determinada área, seja financeira ou de saúde ou amorosa, mas para interpretar isso é preciso conhecer o jogo e os orixas. Portanto nem sempre que um orixa se apresenta significa que Ele seja o dono da cabeça, muito menos quer dizer que Ele esteja “brigando pela cabeça do filho”.
      Meu irmão veja muito bem onde vc está indo e quem está cuidando da sua cabeça. Veja se esta pessoa é de fato feita (iniciada), veja se ela é competente mesmo, veja quando ela foi iniciada e por quem, veja se é mesmo uma casa de candomblé, se não se trata de uma casa cheia de misturas. Te garanto que saber de tudo isso que eu citei é muito mais importante para vc. As suas dúvidas são pertinentes sim, mas elas só serão bem respondidas se vc estiver bem amparado e com alguém sério que conheça a religião. Vá com calma e seja mais seletivo meu irmão, não dê sua cabeça a qualquer um. axé, espero não ter sido grosso contigo, boa sorte. Tomeje.

    • Raphael em 19 de fevereiro de 2015 às 21:47
    • Responder

    Olá Boa Noite mais uma vez venho aqui. você com sua paciência tem me esclarescido muito. Meditei no que o Sr. falou. Fiquei preocupado mesmo com receio de deixar alguém que não tem compromisso d verdade com a religião mexer na minha cabeça. então baba, tenho uma amiga que ê Ekedy a 10 anos em uma casa de Candomblé aqui da Cidade. somos muito amigos. tudo que eu falei pro Senhor, falei pra ela. Ela me aconselhou a ii na roça onde ela esta e pedir o Pai de santo dela pra jogar pra mim pra ver o que o jogo dizia. eu não tinha ido lá antes porquê confiava no meu baba mais a i depois que você me esclaresceu, eu resolvi ir lá. hoje pela tarde ele jogou pra mim e no jogo de búzios por incrível que pareça deu os mesmos orixás. Iansã com Oxóssi. só aue ele disse que esses orixas estão firmados já. Sou filho de Iansã e ela está próxima. e então baba o que o Senhor me diz!!?

    1. Raphael,bom dia. A minha posição ainda é a mesma, vc deve sempre procurar casas sérias e comprometidas. Nesta casa vc deve ter visto uma grande diferença entre os jogos e as respostas obtidas, por isso, eu creio que vc deve dar mais atenção a este jogo e ir frequentando a casa pra ver como vc se sente nela. Axé e seja feliz meu irmão. Estamos aqui pra ajudar, sempre. Tomeje.

    • Wellington em 26 de fevereiro de 2015 às 07:48
    • Responder

    Bom dia, desejo um esclarecimento.
    É possível a pessoa ser iniciada num orisa, mas ao passar de um tempo descobrir que terá que chamar outro Orisa, pois o Dono do ori na verdade era outro. Não vai deixar de dar os agrados ao mesmo iniciado, mas pra sala será trago outro Orisa. Isso existe? Acontece ou simplesmente é incorreto?
    Motumba!

    1. Wellington, seja bem vindo. É possível que ao longo do tempo o segundo orixa se manifeste com mais frequencia e que chegue a ficar tão presente que só Ele tome a cabeça do filho. O que não existe, segundo o que eu aprendi, é isso de orixa errado. Afinal, onde estria o “verdadeiro dono” na hora da iniciação? Tomando cerveja no bar? Meu irmão nós até podemos errar, mas orixa não erra. Existem milhares de motivos pra dizerem que o orixa está errado, desde o desejo íntimo do filho de ser de outro orixa, passando pela vontade do sacerdote se mostrar mais conhecedor e melhor que o sacerdote anterior. Se alguém foi iniciado de um orixa, Ele será sempre o seu orixa meu irmão. Axé e vamos conversando. Tomeje.

    • Anderson em 10 de junho de 2015 às 22:16
    • Responder

    boua noite muito bom seu blog, mais gostaria de saber um pouco da seita egungun assentamentos

    1. Anderson seja bem vindo ao blog. Meu amigo, eu costumo ser repetitivo ao dizer que candomblé se aprende na sua Casa de Axé, ao longo do tempo e de acordo com o seu merecimento. Candomblé é complexo, complicado e tem um código de conduta rígido e muito hierarquizado. Que candomblé não aprende em net. Podemos esclarecer muitas dúvidas pela net em alguns poucos sites sérios e comprometidos.
      Mas quando o assunto é Babá Egun, a coisa é muito mais complexa e muito mais difícil de aprender. Este é um culto familiar onde apenas alguns poucos são convidados a participar, é uma escolha do grupo de sacerdotes de Babá Egun.
      Meu caro irmão, existem sites e livros que falam tudo sobre tudo, inclusive que falam sobre Babá, ms eu posso te garantir por experiência própria, não é todo sacerdote de Candomblé ou todo iniciado para orixa ou pesquisador da religião ou curioso, que sabe o que está fazendo ou cultuando. Portanto, com toda sinceridade, nunca procure estes assuntos na net. A única pista que posso te dar com segurança é que em Itaparica, Bahia, tem uma ótima Casa de Babá Egun.
      Outro ensinamento que posso te passar é que Babá Egun é uma ancestralidade que nos ajuda, que nos guia, que nos chama atença quando erramos, que nos mostra sempre o bom caminho da verdade e honestidade. Egun não é nem de longe o que hoje te sido mostrado por alguns desonestos que dizem egun é punidor e que faz o mau para as pessoas.
      Itaparica meu irmão, este é um dos melhores caminhos para aprender. Axé, Tomeje.

    • ana cristina ribeiro em 12 de junho de 2015 às 17:19
    • Responder

    Boa tde :

    Tenho uma duvida, qdo nasci tive um problema de saúde muito sério que quase me levou a óbito, minha mãe era de Umbanda e por isso me levou para o terreiro o qual o Babalorixá fez um Bori ou algo parecido em mim, hoje estou com 42 anos de idade e nunca consegui descobrir se eu teria que fazer outro Bori ou outra coisa mais complexa, enfim até hj não consegui encontrar uma casa ou alguém que cuidasse da minha espiritualidade. Gostaria de saber se vc conhece alguém de Candomblé na cidade de campinas para me indicar, pois já estou desistindo de procurar !

    Agradeço desde já, aguardo um retorno breve

    CRISTINA

    1. Ana Cristina, desculpe a demora mas este é o endereço de um irmão meu, alguém em quem confio e que vc poderá procurar. Vc pode falar que eu te indiquei.
      Mário D’Ogum, Babalorixá (Mário Fernandes Filho) / Ilê Axé Ifé Ogum Oraminan – candomblé queto / Rua Vitorino Ferrari, 100 – Barão Geraldo – CEP 13084-030 – Campinas – SP telefone: (19) 3289-5717, e-mail: babatonican@hotmail.com
      Axé, Tomeje.

    • ode kissile em 30 de junho de 2015 às 13:24
    • Responder

    Bom dia eu sou do oxossse il
    e gostaria de saber mas desse inkisse

    1. Ode kissile, seja bem-vindo. Eu penso que, em primeiro lugar, é preciso conhecer e muito quem é Oxóssi. no livro “Mitologia dos Orixás”, do Reginaldo Prandi, existe um capítulo exclusivo para falar de Erinlé, que é um caçador jovem. Inlé ou Erinlé tratam do mesmo assunto, a caça, o rio, mas se não conhecermos as histórias de Oxóssi, sem qualidades, não adianta buscar informações específicas, até porque em cada Casa, em cada segmento, podem haver diferenças entre as qualidades. Quando eu fui iniciado, eu só soube que eu era de Ogun e Yemonjá, nunca soube de qualidades, isso foi muito bom porque me obrigou a estudar sobre o Orixá, sem preocupações de detalhes como qualidades. Meu irmão, busque conhecer o Orixá que, neste caminho, você vai conhecer o Erinlé. Espero ter ajudado. Axé, Tomeje.

    • Ana Paula em 4 de julho de 2015 às 05:47
    • Responder

    Bom dia! uma duvida fui iniciada na umbanda com nanã sai depois de uns dois anos e iniciei no candomblé com Odé ( Akueran) sai e depois de 10 anos retornei a primeira casa na umbanda para dar obrigações nenhuma das duas feituras tem obrigação so feitura, e nao consigo sentir nenhuma vibração da mãe nanã, tendi cobranças so de ode, como poderei resolve-lo meus pais de santo estão estudando o caso já que está me causando mal.

    1. Ana Paula, seja muito bem-vinda. Ana Paula, me chama a atenção você dizer que foi iniciada em Umbanda e que agora vai dar obrigações na Umbanda. Umbanda não inicia ninguém e nem dá obrigação. Pode acontecer de haver mudanças do Orixá da Umbanda para o Candomblé, mas a sua mudança foi grande demais, de Nanã para Odé a distância é muito grande. Para tentar te ajudar eu gostaria de entender um pouco melhor essa história toda. Se puder e quiser, me dê mais informações. Axé, Tomeje.

  8. Ola boa noite! Gostaria de saber mais sobre a qualidade, De Ode Ibualama . Sou de Ode Ibualama gostaria mto de saber sobre ele. Obg. A Bênção.

    1. Mikael, seja bem-vindo. A coisa mais importante a saber é que Ibo é a parte profunda do rio, iboalama é a parte rasa, é a beira do rio. Nesse sentido, esses dois nomes estão ligados a uma questão filosófica de entender Odé. Odé pode ser o caçador obstinado que nunca desiste, ou seja, vai fundo nos seus objetivos ou o contrário disso. Mikael, procure entender esse texto filosoficamente. Axé, Tomeje.

    • Débora em 24 de julho de 2015 às 04:41
    • Responder

    Prezado Tomeje,

    Gosto muito de ler seus artigos e todo conteúdo aqui apresentado. Visto que sua vivência e sabedoria nesse anos de religião, é de fato muito bonita e agregadora, gostaria de saber sobre o Nkisse Bandalekongo? Não vejo quase nada ligado a este Kabila. Sendo assim, agradeceria suas palavras e comentário a respeito. Um forte abraços e obrigado pela atenção!

    1. Débora, seja bem-vinda ao blog. A indicação mais confiável que eu posso te dar é que você procure o blog “ocandomble.wordpress”, e lá procurar por Euandilu e perguntar a ele. Ele é kambondo do Bate Folha do Rio de Janeiro. Espero ter ajudado. Axé, Tomeje.

    • Débora em 27 de julho de 2015 às 14:42
    • Responder

    Obrigado Tomeje,

    vou procura-lo, super abraço e axé!

    att, débora

    • gabriel em 12 de agosto de 2015 às 14:45
    • Responder

    Olá.
    primeiro gostaria de saber se o senhor tem alguma indicação quanto alguma casa no estado de Pernambuco.
    Outra gostaria de saber o que fazer se o meu orixá de cabeça saiu diferente em cada casa que eu que eu me consultei em salvador. Apesar do exu que confio muito de minha esposa ja ter me dito eu nunca vi a confirmação no jogo.

    1. Gabriel eu tenho uma indicação no Recife, serve? É a Casa da Dayane de Oyá, ela atua no blog ocandomble.wordpress e é uma pessoa maravilhosa e total confiança.

    • Pedro em 1 de fevereiro de 2016 às 19:53
    • Responder

    Olá!

    Gostaria de saber um pouco mais sobre Oxossi Otyn. Ao buscar 3 bàbás diferente, após jogarem pra mim, os 3 disseram que sou filho de Oxossi Otyn, porém, não consegui quase nenhum informação sobre o mesmo na internet. Encontro muito sobre Iyá Otyn, mas não sobre Oxossi Otyn. Poderia ajudar com algumas informações?

    Obrigado.

    1. Pedro, vc é iniciado? Creio que não, certo? Portanto, e com todo respeito aos Babás, eu, e isso é muito particular do meu aprendizado, eu acho que não adianta nada ficar falando de qualidade de orixa se vc ainda nem foi iniciado. “Abian não tem dono” Já vimos diversos abian entrarem para raspar o orixa A e sair feito do orixa B. Antes de conversar sobre a qualidade, podemos conversar sobre Oxossi? Otim e tantos outros nomes são títulos que Oxossi recebeu e o liga a outros orixas ou a determinados fatos de sua vida. Mas se vc não conhecer Oxossi, saber de qualidade não adianta nada. É como querem construir a casa começando pelo teto sem colocar as clunas, as paredes e as fundações. Além disso, me desculpe, mas hoje está havendo um modismo de Odé Otim e todos querem falar deste Odé, vamos conversando e caminhando devagar meu irmão, teu garanto que se conhecer mais Oxossi vc não ter necessidade de saber qualidades agora. Axéé, Tomeje

    • Ricardo santos em 14 de março de 2016 às 12:48
    • Responder

    Ola gostaria de saber se esta correto consultei o jogo de búzios e mr diseram que sou de oxum kare com ode kare mas fiquei meio assim pelo fato de ser do sexo masculino obrigado

    1. Ricardo, pelo que entendi este foi seu primeiro jogo, ok? Se for isso, é um absurdo que num único jogo alguém consiga te informar qualidades de orixas. Então antes de discutir se o jogo está certo ou errado, vc deveria saber se quem te falou é de fato alguém confiável. Mas respondendo sua dúvida principal. Não há que impeça que um homem tenha um orixa feminino como primeiro orixa. E isso não afeta a masculinidade dele.

    • maria em 18 de março de 2016 às 17:43
    • Responder

    boa tarde,

    Por favor, sou iniciada e desejo muito saber a qualidade do meu Santo, porém, na casa que fui feita me falaram que é uma qualidade rara e não me deram a mesma… Sou de Oxum com Xangô… Se puderem me orientar e por favor, não me interpretem mal… Desejo saber para conhecer mesmo… Gratidão axé

    1. Matria, seja bem vinda. É natural e compreensível que desejemos saber mais sobre o nosso Orixa. Mas te garanto que o único lugar onde vc pode encontrar essas respostas é na sua Casa de Axé. Porém esse assunto de que é uma qualidade rara, isso é papo furado de quem não sabe bem o que diz. Toda qualidade é rara, toda qualidade é única e toda qualidade é diferenciada. Porque digo? Porque toda e qualquer qualidade de Orixa é única e exclusiva na sua cabeça, mesmo que existam milhões de filhos com o mesmo nome da sua Oxum, essa que habita sua cabeça é única, pois habita o seu corpo, tem o seu DNA, tem as suas angústias e alegrias, entende? O simples fato de vc ser de Oxum com Xangô não define uma qualidade. Qualquer uma Oxum pode vir acompanhada de Xangô, não existe regras.
      O mais importante que eu posso te dizer é que, antes de conhecer qualquer coisa sobre qualidade, vc precisa compreender o que é Oxum, o que é Oxum e o que Ela faz na sua vida. Por exemplo. Oxum é a agua do rio, ok? Porém, a mesma agua de rio que refresca o corpo e fertiliza o solo, pode, sem aviso algum, se transformar numa enchente devastadora que destrói tudo a sua frente, não é verdade? Assim é Oxum e suas qualidades, podem ser maternais e amorosas e podem ser a violência da corredeira. Entende? Tudo isso está dentro de vc Maria, basta que seja necessário usar. Então, conhecer Oxum é mais importante que conhecer qualidades. Espero ter ajudado, axé, Tomeje.

    • RCG em 21 de março de 2016 às 20:49
    • Responder

    Tomeje saudações!

    Obrigado por sua boa vinda!

    Hoje, com o pouco conhecimento que tenho digo que se conhecer é conhecer orixá. Queria saber se você compartilha deste entendimento?

    Eu, em um estudo mais aprofundado, cheguei a conclusão que sou filho de Oxossi ou de Exu. As nossas conclusões embasadas em estudos podem ser elevadas a um grau de confirmação equivalente ao jogo de búzios? Já li vários relatos de pessoas que foram raspadas e não reconhecem em si nada que lembre o orixá “dono” da cabeça. Não consigo compreender estes relatos. Aliás, este relatos apenas deixam os que vão se iniciar com um pé atrás, se o senhor me entende.

    E mudando de assunto, mas aproveitando o ensejo, qual significado o senhor dá aos sonhos de pessoas que não são do candomblé, mas sonham com entidades, orixas e falanges, que eram desconhecidos, mas que ao se estudar e pesquisar(após o sonho) é descoberto que existem?

    Joguei “búzios” para saber, mas a consulente não me respondeu nada. Em face deste silêncio, comecei a estudar muito e vejo a possibilidade dos sonhos serem um “chamado”. Um convite a iniciação. Inclusive sonhei várias vezes com a mãe de santo que jogou “búzios”.

    Um abraço!

    1. RCG, sej abem vindo ao blog. Eu compartilho da ideia que conhecer orixa é se conhecer. Sim categórico. Ms eu discordo terminantemente doq ue vc está fazendo para tentar descobrir o seu orixa, isso é perigoso e errado. O candomblé é vivencial e hierarquico meu irmão, vc sempre precisará de um mais velho para te guiar. E em se tratando de orixa p assunto é aind amais complexo porque, se vc colocar na cabeça que vc é deste ou daquele orixa baseado em nos estudos, ninguém nunca mais poderá te convencer do contrário, entende? O perigo é vc não ser do tal orixa e não aceitar. Tem também a possibilidade de acertar e ficar acreditando que os sonho e intuições são a forma certa de se comunicar com o seu orixa e desta forma o jogo ou o seu sacerdote nunca poderá te ajudar, pois tudo ficará restrito a sonhos, os seus sonhos, entendeu a minha posição? Quanto a sonhos, acho que devem sempre estar apoiados no jogo e no contexto da religião. Já vi gente sonhando com ET e querendo encaixar isso no candomblé através de questionamentos sem é nem cabeça. Meu irmão o melhor caminho pra o candomblé é sempre uma casa de tradição e de gente séria. os estudo, vem muito depois. Primeiro seja abian durante alguns anos, compreenda o candomblé e o funcionamento dele e só depois pense em iniciação. Grande axé, espero ter ajudado, Tomeje.

        • RCG em 22 de março de 2016 às 21:09
        • Responder

        Entendo Tomeje. Compreendo sua posição.

        Como vc mesmo disse: “Porém este nova possibilidade não deve ser pressuposto para descuidarmos do aprendizado com nossos mais velhos nas roças, no seu dia a dia. Ainda que por vezes seja difícil, eu aprendi que é na roça que se vive a realidade da religião.”

        Entretanto, como passei por diversas “escolas”, tenho uma tendência a fazer perguntas mais abrangentes, que nem sempre são do conhecimento dos mais velhos. E na ausência de respostas procuro outro caminho para saciar minha sede. Talvez seja uma “qualidade intrínseca” minha. 🙂

        Obrigado por ter dedicado um tempo para me responder.

        E que o Axé seja compartilhado por todos que leem.

        1. RCG hoje em dia para ocupar um cargo de sacerdote é preciso muito mais que “autoridade” é fundamental ter conhecimento e discernimento para explicar o que for possível a cada filho. Não tenha medo de ser assim questionadora. Axé Tomeje.

    • jan071421 em 25 de março de 2016 às 11:49
    • Responder

    bom dia, boa tarde ou boa noite babá Tomege! parabéns pelo espaço, já te acompanhava no o candomblewordpress, babá sou abian e no meu jogo deu Ogum. Sei que o senhor diz que quem guarda o Abian é Oxalá e Iyá Yemonja mas tendo Ogum olhando por mim como eu um não iniciado posso cuidar dessa energia e “mergulhar” na essência do orixá? Sei também que o senhor fala que um orixá pode responder por questões na vida do consulente e Ogum me acompanha desde a infância, através de sonhos, do entendimento de quem sou (arquétipo) e na umbanda Ogum falou que sou filho dele! *Só pra não deixar dúvidas, sou do candomblé mas minha mãe trabalha na umbanda com Ogum Yara, por isso comentei sobre a Umbanda! Toda sorte do mundo Babá, que Ogum sempre te guie pela mão nas horas incertas!

    1. Jan 071421, seja bem vindo, obrigado pelo carinho. Eu acho que é sempre precipitado o abian criar muitas raízes com orixas antes da iniciação. Porém se o jogo for de alguém que conhece o assunto e que vc confia, aí está tudo bem. Olha, eu li os seus comentários e fiquei bem preocupado com tudo que li. Alguém que é iniciado e já recebe deká é algo no mínimo “novo” para não dizer complicado e cheirando a marmotagem, né? O seu relato me deixa em dúvida sobre esta casa ser de fato um lugar sério. O Nago é uma raíz séria e comprometida, lá não faz estas misturas. Acho que sua mãe está entrando numa furada meu irmão. Talvez seja melhor ela rever isso antes de fazer besteira. Vamos ocnversando sobre isso?

    • jan071421 em 25 de março de 2016 às 18:51
    • Responder

    Minha mãe é de uma casa que
    se intitula nagó, eu sou de Ketu e
    estranho muito algumas coisas, lá
    dizem que minha mãe é de Yansã balé
    e Ogum Yara, mas esse não é um
    falangeiro? lá não se bola de santo,
    oxumarê é uma qualidade de Oxum e
    se assentam catiços junto do santo ex:
    “Exú caveira é o guardião do meu
    santo”, eles cantam em nação, fazem
    bori e recebem o orixá (antes da
    feitura, ele da rum e tudo mais), minha
    mãe vai fazer o santo agora e um tal
    aborijenan no qual vai ganhar o Deká!
    O que acha babá! Lá não raspa o ori e nos Boris tem bebidas tipo champagne, cachaça que eles colocam sobre as frutas que vão oferecer e minha mãe nunca fez santo mas recebe yansã, ogum, odé, obaluwaye e até Xangô, a zeladora dela é de xangô mas recebe omulu também e nas saídas de santo os filhos tem que receber o eledá e o adjuntó, não se faz cura e só faz se o santo ou entidade pedir, que tipo de casa é essa?

    • jan071421 em 25 de março de 2016 às 18:54
    • Responder

    esqueci de dizer que minha vai fazer um tal “Aborijenan” e ganhar cargo de santo

    1. De que Estado é esta suposta casa?

    • jan071421 em 5 de abril de 2016 às 17:27
    • Responder

    Do Rio Grande do Norte pai

    1. Jan eu conheci uma ramificação da umbanda que agora não me lembro o nome, mas que era uma misturada muito confusa. No seu Estado, mas, mesmo nesta misturada toda, as informações que consegui não tem nada do que vc relatou amigo. Acho que sua mãe deve rever esta situação e ter certeza se é isso que ela quer pra ela. Acho uma temeridade dar a cabeça numa casa dessas. Axé. Tomeje.

    • maria em 5 de abril de 2016 às 17:39
    • Responder

    Boa tarde… Uma dúvida… Joguei com meu Pai e ele me deu no primeiro jogo um enredo de santo…
    No segundo jogo mudou o terceiro e o último santo…
    Já sou feita e estou prestes a dar minha obrigação de três anos…
    Fiquei confusa…
    É possível mudar enredo de santo?

    1. Maria, seja bem vinda. Me perdoe, não quero ser grosso nem ofender, mas……. Que pai de santo é esse que fica mudando o que ele deveria saber de cor e salteado? Vc é feita querida, não há a menor possibilidade de mudar enredo algum. Todas os Orixas já deveriam ter sido devidamente identificados e te informado. Sinto muito, mas tem algo muito errado nisso. Axé, desculpe a franqueza e dureza do comentário, mas que tem algo errado, tem. Axé, Tomeje

    • jan071421 em 6 de abril de 2016 às 18:00
    • Responder

    babá Nelson qual é a ligação entre o nome no batismo (ikomojadê) e o orixá que rege o ori, existe diferença no porquê do nome entre iniciados e Abiyans? Obrigado por esclarecer sobre o caso de minha mãe!

    1. Jan, tradicionalmente a pessoa só recebe um novo nome na iniciação. Essa novidade que se alastrou pelo Brasil é coisa de quem não conhece a religião. P Ikomojade deveria ser feito apenas em casos específicos e em crianças. Hoje que está acontecendo é que muitos pai e mães dão nomes para com isso, prender o filho na casa pois as pessoas ficam medo de sairem de algum lugar que inclusive já receberam nome. Entende? Isso não é correto. Axé, Tomeje

    • clarice em 7 de abril de 2016 às 15:51
    • Responder

    boa tarde, sei que esse texto não se refere a isso mas, vocês podem falar se existe Oxum Aziri? Minha mãe falou que sou de Aziri mas, nunca ouvi falar, obrigada

    1. Clarice, seja bem vinda. Aziri é um Vodun, ou seja, pertence a outro segmento de candomblé chamado Jeje. Oxum é um Orixa e pertence ao segmento de candomblé Ketu. Não existe Oxum Aziri, a pessoa está equivocada e mau informada. Se vc está se referindo a Mãe de Santo, acho melhor vc procurar saber direitinho se a pessoa realmente é mãe santo, onde ela foi feita, quando foi feita, por quem ela foi feita antes de dar sua cabeça a esta pessoa e chama-la de mãe, ok? Vá por mim, tem muita gente por ai se dizendo sacerdote mas que no fundo não são nada. Espero ter ajudado. Axé, Tomeje.

    • Mila em 11 de abril de 2016 às 10:16
    • Responder

    Bom dia,

    Eu gostaria de saber um pouco sobre a qualidade de oxóssi Mutalambo. Das pesquisas que fiz, só consigo achar dizendo que ele tem fundamento com Exu, mas gostaria de saber um pouco mais sobre ele. O senhor sabe dizer ? Ter fundamento com Exu, o que isso quer dizeR?

    Obrigada pela atenção e parabéns pelo blog.

    1. Mila, seja bem vinda. Em primeiro ligar é preciso que entenda que Mutalambô é um dos nomes dos Inkisses de Angola. Angola é um dos segmentos do candomblé. Temo vários segmentos no candomblé, como Ketu, Jeje, Angola e outros. É importante que vc compreenda que um segmento não se mistura com outra, não devemos fazer entre os segmentos pra não perder o que é mais precioso, a cultura de cada segmento, sua origem. Então, respondendo a sua pergunta. Não existe Oxossi mutalambô. O que vc viu foi o texto de alguém que não leva muito a sério a nossa cultura. Ou é Oxossi ou é o inkisse Mutalambô. Sobre ter ligação com Exú. Isso não é informação que seja relevante neste momento. Primeiro conheça o que é oxossi ou mutalambô. Ok? Axé, espero ter ajudado. Tomeje

    • suzana em 14 de abril de 2016 às 13:46
    • Responder

    boa tarde,

    após a iniciação não seria correto o yawo conhecer a qualidade do seu santo? meu pai disse que meu orixá não quer que eu saiba quem ele é mesmo após a iniciação… isso me pareceu tão estranho…

    1. Suzana, seja bem vinda. Sobre seu questionamento, não há uma regra sobre saber ou deixar de saber a qualidade do Orixa. Algumas Casas mais tradicionais não informam mesmo, outras, não guardam segredo sobre isso. Mas eu acho que antes de conhecer a qualidade vc deve se preocupar em se conhecer e conhecer o seu Orixa a fundo, qualidade é detalhe. Eu mesmo, só fui conhecer a qualidade do meu Orixa aos 21 anos de iniciado e nunca me fez falta alguma rsrsrsrs Então, não nada de estranho no seu sacerdote não informar a qualidade, talvez seja um carinho dele para com vc, pense assim. Axé, Tomeje

    • helena em 14 de abril de 2016 às 16:28
    • Responder

    boa tarde, alguém pode indicar casa de candomble em Mogi das Cruzes, estou procurando uma casa séria nessa cidade, axe

    1. Helena, seja bem vinda. Procure n net pelo seguinte endereço. Pagina pessoal de reginaldo prandi, lá vc encontra-ra uma lista com diversas Casas em São Paulo e região. Eu só conheço a Casa do meu irmão em Campinas,mas acho que é muito distante de Mogi. Axé, Tomeje

    • Eduardo em 27 de junho de 2016 às 05:20
    • Responder

    Bom dia …gostei muito do seu blog….uma pergunta sou de ode e não sou iniciado mas sei a qualidade do meu santo…..a questão posso me iniciar na obrigação e fazendo fundamentos apenas para ode e não fazer do junto meu segundo santo …..akuerãn

    1. Eduardo, seja bem vindo ao blog. Tecncamente vc é de Odé apenas, e mesmo assim tem muitas Casas onde vc nem mesmo seria “efetivamente” de Ode. Isso porque não se deve criar laços entre o abian e um orixa que pode ser ou não ser. O que determina e afirma que alguém é realmente de um determinado orixá é a feitura/iniciação. Portanto, eu em particular não sou a favor de informar qualidades de orixa para o não iniciado, m as isso é um assunto questionável. mas o certo é que vc não pode ser iniciado ser ser recolhido por um tempo definido que varia de 15 dias até 30 dias, mas isso varia de Casa pra Casa. Também não é possivel iniciar-se sem cumprir as obrigações do segundo orixa. Asé e felicidades meu irmão, Tomeje

    • rose em 28 de junho de 2016 às 09:02
    • Responder

    Bom dia,

    uma dúvida, o correto após a iniciação é o yawo saber a qualidade do seu santo ou continuar não sabendo ? estou numa casa onde todos os iniciados sabem a qualidade do seu orixa menos eu…

    1. Rose seja bem vinda. Esse assunto depende da boa vontade do sacerdote ou da Matriz que a Casa segue. Mas de toda forma eu sempre respondo a mesma coisa sobre isso de qualidades. Qualidade é detalhe, importante mesmo é vc conhecer o orixa, a energia orixa, a origem cultural do orixa. Mas se todos sabem vc também tem o direito de saber, mesmo que,na minha opinião, isso não acrescente nada na sua religiosa neste momento. Se dedique a conhecer-se, conhecer e criar laços com seu orixa. Isos sim vai te dar alegrias. Asé, Tomeje.

    • helena em 28 de junho de 2016 às 09:40
    • Responder

    ola bom dia, fui visitar a casa onde uma parente minha ainda nao iniciada frequenta e vi que ela rodou de oxossi, porem, ela saiu dessa casa… foi para outra e raspou de iemanja… fiquei confusa.. isso pode acontecer?

    1. Helena seja bem vinda ao blog. Isso é comum, muito mais comum que se pode imaginar. Não há nada de errado com o fato de alguém virar/rodar com um determinado orixa e na iniciação outro orixa se apresentar como dono da cabeça. Em muitas Casas os abians nunca sabem seu orixa até a feitura, justamente para não haver casos deste tipo. Mas fique tranquila, isso pode acontecer sim. Asé e felicidades pra sua amiga e pra vc. Tomeje

    • Rosa em 17 de agosto de 2016 às 09:53
    • Responder

    Senhor Tomeje que esse mensagem o encontre bem. Li os posts e acredito que somente o senhor me será sincero. Iniciei ainda criança em uma casa de Angola e Ketu feita de Oxum Acare com Oxóssi Akueran, seguido de Obaluaê Azoani e Ossain Ossa Quando se é criança não se pensa direito e quando cogitaram a possibilidade de eu ser Ekedje fingi um bolonā. Tomei obrigação de 1 ano e não sentia nada até começar a sentir muito mais a vibração de Oxóssi do que de Oxum o que era raro como nunca chamaram meu erê por mais um bom tempo deu pra levar a situação. Nessa casa por tocar umbanda eu sentia vibração mas só de pombogira. Depois de alguns anos passei a incorporar o erê mas era mto raro no final das contas sai da casa e fui procurar um outro zelador e passei por um bori nessa casa de Vodun. Foi me dito que oxum não respondia no jogo somente Oxóssi estava trazendo as respostas no bori até então oxum foi confirmada e que lá não se cultuava dois orixás e o assentamento de Oxóssi foi deixado em uma mata. Até que dado um tempo precisei passar por obrigação, não sentia nem brisa como irradiação, nada e no último dia fui feita Ekedje de Dan. Eu questionei mto mas foi dito que eu era de Dan e que Dan não iria pegar meu Ori por não aceitar ori onde outro Orixá já havia sido feito. Na minha primeira iniciação dizem que o pombo de Kare é solto e li que ela carrega dois queles o que não houve. Se teve mesa de bori eu não vi sempre éramos levados na casa de Tempo algumas vezes eu sozinha porque a minha tinha fundamento com Tempo. O ibá não era de louça, os pratos eram de vidro e continham os chifres da cabra que me foi dito que era contra-asé além de faltar o ofá que é de agrado dessa oxum. Minha vida sempre foi muito complicada que inícios e términos de projetos e retomadas, saúde não muito boa e no amor dá até desânimo. Depois da segunda obrigação não minto deu uma melhora financeira, saúde mas não permaneci na casa devido a desentendimento, essa posição de Ekedje constrangedora e por fim também depois que eu saí a casa fechou. É muita coisa para quem raspou aos 10 e hoje tem 30. O que mais me deixou chateada é que sempre deixei claro as radiações nos toques de Exu, com Oxóssi e em giras de caboclo. Não sei o que aconteceu mas enquanto eu estava lá na casa de Vodun não sentia nada. Tem mais coisas que andaram acontecendo depois que eu saí mas vou contar depois para evitar confundi-lo nos entremeios dessas situações. Obrigada pela atenção e que seus dias sejam sempre abençoados.

    1. Rosa obrigado pelo carinho, ficamos felizes em poder ajudar. Eu acho muito complicado uma Casa tocar ketu e angola, mesmo que alternadamente. Não há regras que impeçam que isso aconteça, é como alguém que é bilingue, por exemplo, entende? Podemos até falar duas linguas, mas a compreensão da cultura destas duas linguas é para poucos. E no caso religioso o assunto é ainda mais complexo pois trata-se de culturas muito distintas. O que vc relatou sobre a confirmação de ekedje de Dan é totalmente absurdo, inverídico e fantasioso. Dan ou Oxumare não pode nem faz distinções deste tipo. É lamentável ver que temos pessoas com tão pouca compreensão da religião. Além disso, se vc manifesta entidades, sejam elas quais forem, vc nunca pode ser confirmada ekedje. Quanto aso detalhes que vc citou (de certa forma questionando) isso varia de Casa para Casa, mas o fundamental é que seja feito de acordo com o que é feito na Casa matriz, isso é que vale de fato. Então, se o pombo é solto, se as louças são de vidro, isso só tem fundamento e só pode ser questionado quando se sabe como a Matriz da Casa que te iniciou faz e assegura ser o correto, entendeu?
      Acho e sempre repito que o correto é buscar o caminho onde vc e seus guias ou orixas estejam felizes e satisfeitos, no seu caso, se for umbanda, esqueça o candomblé e tudo que foi feito e recomece numa boa Casa, reaprenda e se dedique a esta única Casa. Isso vale da mesma forma para o candomblé. É importante demais que vc tenha uma única referência, uma única fonte e siga este fonte. Mas como eu já disse, procure saber a origem da fonte pra não beber novamente “água suja”. Vamos conversar mais???? Tomeje.

    • carlos em 24 de agosto de 2016 às 21:38
    • Responder

    Fui feito no santo a 14 anos. Abandonei na minha primeira obrigação. Tenho a seguinte dúvida: Caso eu queira voltar novamente ao Candomblé posso recuperar esses 14 anos?

    1. Carlos, seja bem vindo ao blog. Que bom que vc está voltando ao axé. Que seu caminho seja suave e te leve a uma boa Casa. Mas…… no meu axé, meu irmão, vc seria tratado como yawo com 01 ano de obrigação, passaria por todas as obrigações de 03, 05, 07 e 14 anos aos poucos, de acordo com o seu aprendizado dentro do axé. Axé não é questão de tempo e sim de aprendizado, compreende? Sobre o nome que vc citou Ode Arole, eu nunca ouvi falar e nunca li este nome em nenhuma lista de nenhum pesquisador sério. Tem certeza de que esta qualidade existe mesmo??? Um ponto importante é que não existe isso de um único animal que represente uma determinada qualidade. Oxossi tem seus bichos e eles são ofertados a todos os Oxossi, sem distinção. Asé e felicidade. Tomeje

    • carlos em 24 de agosto de 2016 às 21:41
    • Responder

    Qual o animal que representa mais OXOSSI na qualidade Arolé?

    • Paulo em 12 de outubro de 2016 às 23:50
    • Responder

    Boa noite!

    Espero que o senhor esteja bem. Fui nunca casa e o pai de santo disse que sou de Oxossi Coia Coia, Oxossi com xango. Foi a primeira vez que joguei os búzios. Fui procurar na internet e não achei nada sobre essa qualidade. O senhor poderia me ajudar?

    Agradeço desde ja.

    Abraços!

    1. Paulo seja bem vindo ao blog. Não somos os donos da candomblé e nem da verdade, ok? Mas vc não encontrou porque não existe. Certa vez eu informei a uma das minhas filhas sobre um determinada qualidade de Odé e uma outra pessoa questionou que aquele nome não existe. Eu abri o livro Awô, da Yá Gisele omindarewa e mostrei na lista de qualidades de Odé o tal nome. Mas no meu caso eu estava embasado em uma pesquisador e antropóloga e mãe de santo que sabe o que fala. Mas no seu caso, este nome não consta em nenhuma lista confiável e séria de nenhum pesquisador. Asé, Tomeje.

    • Paulo em 14 de outubro de 2016 às 00:21
    • Responder

    Boa noite! Obrigado pela resposta ao meu questionamento. Agora fiquei perdido….rs. Mais no meu caso deu no jogo de búzios Oxossi com Xango e o terceiro orixá foi Oxum. E normal essa caida? Qual seria a qualidade de meu Oxossi? Pergunto pq não sei com quem tirar essas duvidas. Uma sexta-feira abençoada. Abraços!

    1. Paulo qualquer Odé pode vir acompanhado de qualquer outro orixa, não há regras. E por consequência a qualidade deste Ode tb pode ser qualquer uma. tb não há regras. Mas sinceramente, se a pessoa que jogou pra vc disse que vc é de uma qualidade que não existe, vale mesmo apena vc ficar procurando mais informações de um jogo deste???? Procure uma Casa séria e que seja realmente de candomblé e que possa te ajudar na sua caminhada meu irmão. Asé e felicidades, Tomeje.

      • jeferson em 20 de junho de 2017 às 16:41
      • Responder

      Paulo, boa tarde.
      Fui feito de oxossi com Xango e minha junto oxum e o que foi me passado é que a qualidade desse ode é oxossi obacule.

      1. Jeferson, seja bem vindo ao blog. Eu tenho quase certeza que respondi a sua pergunta, mas vamos lá. Eu nunca ouvi falar desta qualidade. Consultei várias referencias em livros de autores importantes e não achei nada. Outra questão interessante que vc citou é que é feito de Oxossi com Xangô e seu adjunto ou juntó é oxum. O normal é que o junto seja o segundo orixa e não o terceiro como vc colocou.
        Bem, desculpe a intromissão. É que assim como vc não achou nada sobre o seu orixa. Essa combinação que vc falou também é estranha. Amigo, vc tem absoluta certeza de que a pessoa que te iniciou é de fato de candomblé? Ele/a sabe mesmo o que estava fazendo? Mais uma vez me perdoe julgar ou querer orientar ou me arvorar a apontar possíveis equívocos lendo tão poucas palavras suas. Mas a experiência me provou que quando alguém chega aqui procurando nomes que não existem, e com informações tão díspares quanto as que vc escreveu, pode haver por traz disso duas coisas, uma falta de informação da sua parte, que é normal. Ou então, o que é mais comum. Essa falta de informação é devido ao despreparo de quem iniciou a pessoa que está buscando informação.
        Nas Casas sérias e tradicionais só existem duas possibilidades, ou a Casa não informa qualidades de orixas antes dos sete anos da iniciação, ou informa qualidades que de fato existem, que são fundamentadas, não deixam dúvidas ou “pontas soltas” e muito menos informam qualidades que não são reconhecidas ou que ninguém sério e tradicional reconhece ou conhece. Entendeu? Me desculpe colocar estas dúvidas para vc, ok? Ma achei que deveria falar.
        Asé, Baba Tomeje.

    • Paulo em 14 de outubro de 2016 às 22:42
    • Responder

    Obrigado pelo esclarecimento e isso que irei fazer. buscar uma outra casa. 🙂

    1. Paulo, que vc seja feliz e que encontre uma boa Casa de asé. Tomeje

    • RCG em 18 de outubro de 2016 às 16:56
    • Responder

    Tomeje,

    Olha eu de volta ao seu blog.

    Neste intervalo eu descobri que que sou rodante meu amigo.

    Frequentei por um bom tempo um terreiro, mas em sonho o guia ou orixá falou que la não entraria. Fiquei anos pensando que não incorporava, mesmo todos os sonhos dizendo que eu era médium de incorporação. Fui a um outro terreiro e senti a vibração do orixá na primeira festa. Sair carregado (não bolei).

    A pergunta que te faço no momento é:

    -Como vou saber o local que o orixá quer ficar? O local em que as entidades querem trabalhar? Minha escolha conta de alguma forma? Tipo eu querer frequentar uma umbanda ao invés do candomblé ou escolher uma outro casa que não agrade os guias.

    1. RCG, que boas notícias!!!! rsrsrsr Gostei da novidade, de coração, gostei muito. Olha, não há uma Casa “certa” isso só o tempo vai te mostrar. É claro que se vc procurar uma Casa tradicional onde vc saiba exatamente de onde ela descende, quais os caminhos que esta Casa percorreu e que o sacerdote é um apessoa respeitada e que segue fielmente a sua tradição, isso vai te dar muito mais tranquilidade do que ficar descobrindo “erros de conduta” numa Casa pouco confiável e sem raiz, certo? Então, seja umbanda ou candomblé, de prioridade a Casas tradicionais meu irmão, não vá em lugares duvidosos, seu Orixa não merece isso, ok? Volte mais vezes. Asé e felicidades, Tomeje.

        • RCG em 18 de outubro de 2016 às 20:39
        • Responder

        O problema é que eu estava em uma casa tradicional com uma sacerdote respeitada e famosa. Mas uma vez que lá eu não estava sentindo uma vibração e tive sonhos preocupantes com a casa decidi frequentar outra.

        Por isso que te fiz a pergunta.

        Obrigado por sua atenção.

        Vou pedir orientação aos guias.

        Abraço!!!

        1. Se vc está na umbanda, procure os guias sim. Mas se vc está no candomblé, procure um bom jogo meu irmão. Este é o caminho mais correto no seu caso. Asé e tenha fé sempre. Tomeje.

    • Thiago em 8 de dezembro de 2016 às 23:15
    • Responder

    Olá você já ouviu falar em Oxossi Sasi Taquara ?? Poderia me dar alguma informação ??

    1. Thiago seja bem vindo ao blog. Não somos os maiores conhecedores de candomblé, mas eu procurei este nome em todas as listas dos pesquisadores sérios da nossa religião, perguntei a alguns mais velhos respeitáveis, e todos foram unânimes em dizer que isso é invenção, que em 50 anos de iniciados nunca ouviram esse nome. Eu te aconselho a fazer o seguinte. Pergunte a quem te falou isso onde foi que ele(a) viu esta qualidade ou quem ensinou que esse nome é qualidade de Oxossi.
      Não faz muito tempo eu confirmei um nome de oxossi para uma filha da minha Casa. Algumas pessoas disseram que não existia este nome. Eu lhes pedi que procurassem no livro Awô da Yá Gisele Omindarewa, que o nome estaria lá. É isso meu irmão, sinto muito, mas se alguém te falou isso está equivocando. Asé, Tomeje.

    • Roberto Felix em 12 de janeiro de 2017 às 11:57
    • Responder

    Baba, preciso de uma luz. Meus búzios deram que sou de Osun Kare e meu ajuntó seria de Ogun Já e Yemonja Malelewo. Por um tempo acreditei que fosse possível, mas meus estudos estão levando a outra conclusão. Poderia me dizer com sinceridade a sua opinião sobre? Ase

    1. Roberto seja bem vindo ao blog. A primeira pergunta que preciso te fazer é: Vc é feito????? Irmão, toda combinação é possível, quem nos dá as combinações de orixa é Olodumare (Deus), portanto não devemos contestar a vontade Dele, certo? Mas isso tudo só será confirmado quando vc for feito. Mas se vc é feito (raspado), não há o que duvidar, desde que vc confie na sua Casa e no seu sacerdote. Estudos são válidos pra certificarmos alguns pequenos detalhes de ESTUDOS, fundamentos não são aprendidos em livros, net ou na Casa de amigos. Ok? Me responda a vamos conversando??? Asé, Tomeje.

    2. Roberto, já te respondi, ok? Asé, Tomeje.

    3. Roberto, já te respondi, ok? Asé, Tomeje

    • luciana em 21 de março de 2017 às 15:40
    • Responder

    Gostaria de saber mais sobre a qualidade de Oxossi Fibô.
    Não consigo achar nada ha respeito dessa qualidade

    1. Luciana, seja bem vinda ao blog. Eu já ouvi muita gente tentando explicar o inexplicável, coisas do tipo: “Esta qualidade é feita só em determinado Asè”. “poucas pessoas conhecem esta qualidade”. É que esta qualidade é rara”. E por ai vai as desculpas ou tentativas de explicar. Não existe esta qualidade de Oxossi. O mais próximo a este nome é Ibô. Não é uma questão de grafia ou de ortografia ou de falar errado, é invenção mesmo. Desculpe a dureza do comentário, mas é preciso falar claro. Asé e felicidades, Baba Tomeje.

    • Babalorixá em 22 de março de 2017 às 10:26
    • Responder

    E kaaro o! Kolofe Babá!

    Cai aqui no seu blog por acidente e li muita coisa aqui que me deixou feliz. Pela primeira vez entro em uma pagina da internet onde percebo que há respeito pela ancestralidade! Gostei de ler “não faço jogo pela internt… sem a presença da pessoa… fundamentos não se aprende em livros” !

    A nossa religião agradece!

    Sou iniciado há dez anos, recebi odu eje há dois. Abri casa mas ainda me sinto um peixe fora d´’agua. Meu babalorixá foi ao orun há seis anos e hoje me sinto sem rumo muitas vezes.

    Não conheço quase nada no que se trata de qualidades de orixá. Sou iniciado de osaefurù e odè (ori meje).
    Meu babá era semi-analfabeto. Na época de iniciação dele e sua condução dentro do ariaxe, fazia-se a essência do orisa. Não se sabiam qualidades e fundamentos não eram conversados ou propagados.

    Percebo que as informações aqui compartilhadas seguem isso à risca.

    A minha dúvida maior é em relação à qualidade de meu pai odé. Os antigos diziam Onilè, já vi em algumas listas tratar dele como Ikunilè, mas pelo que percebo ou me corrija, na minha tamanha igonrância, é que trata-se de Inlè ou Erinlè.

    Quem me falou sobre a qualidade de meu pai odè foi um outro babalorisá muito respeitado aqui na Bahia, ele já foi ao orun também. Ao questionar o meu babá ele confirmou sim que existia essa qualidade de odè “ONILÈ”, mas não me confirmou ao certo se era realmente essa a qualidade de meu pai.

    Ao longo da minha vida venho descobrir que Onilé é um orisá distinto e isso deu nó em meu ori.

    Como somos irmãos pergunto ao senhor, que detém uma sabedoria (conhecimento) além do meu até que ponto isso é verdadeiro.

    Adupé

    1. Babalorixa, Kolofé Olorun, sua benção. Que bom que o sr tenha gostado do nosso trabalho, ficamos agradecidos. Sou descendente do Asé Osumare Salvador. O que eu conheço, e cultuo em minha Casa de Axé, é Onile (Orixa feminino que habita o interior da terra). Não conheço Onile como qualidade de Odé. Para mim, segundo o que aprendi com meus mais velhos é que exitem Ode Inle e Erinlè. Irmão esteja sempre a vontade aqui no blog para expor suas ideias, seu conhecimento e suas vivências na religião. Grande asé, saúde e paz. Volte sempre. Baba Tomeje

    • Babalorixa em 23 de março de 2017 às 12:11
    • Responder

    Osalá o abençõe!

    Adupe pelas explicações. Acredito realmente nessa possibilidade de ser Inlè ou Erinlè mesmo (que se não estiver enganado é o mesmo orisa). O babá que na época me falou sobre essa qualidade foi um homem de osumarè, que jogava muitíssimo bem. Acredito que naquela época as pesquisas que desvendaram os nomes (qualidades) de orixas ainda não eram tão conhecidas e por isso deve ter me dado esse nome.

    Quanto ao meu babá, a explicação maior é o fato de ele ser semi analfabeto e cultuar a essência do orixa, como era feito antigamente. Já vi em umas listas o odé Ikunilè mas, de qualquer sorte vou continuar visitando o seu blog, uma vez que senti confiança, uma vez que pensamos muito parecidos.

    Somente corrigindo uma coisa que coloquei no post anterior, eu tenho 17 anos de santo e não dez como escrevi.

    Vou procurar mais e mais sabedoria, beber um pouco mais de sua fonte e ver com pessoas antigas e me fartar do conhecimento infinito do orisá

    Asé

    Muito obrigado mesmo!

    1. Babalorixa, que Ogun te abençoe e te dê bons filhos e bons caminhos. Esteja sempre a vontade aqui no blog. Asé e felicidades, Baba Tomeje.

    • jeferson em 20 de junho de 2017 às 16:34
    • Responder

    Boa tarde.
    Mandei uma mensagem para o senhor, querendo tirar dúvidas e até então não obtive a resposta. Teria como me responder se souber por favor. Fui feito a pouco tempo no candomblé de oxossi obacule, sendo que toda pesquisa que faço sobre o mesmo não co sigo achar. Sabe algo sobre esse meu pai ode? . Poderia me passar informações sobre ele. Desde ja obrigado.

    • cristiane fuhro em 30 de junho de 2017 às 01:58
    • Responder

    Boa noite, ase este blog é maravilhoso, sou umbandista há trinta anos já tenho um pessoal que cuido junto do meu marido, amo igualdade e respeito amar por amar, sou filha de oxossi na umbanda, porém o que é meu ancestral pede ode, foi confirmado como ode akuerã, porém também saiu que sou uma ABIKU, gostaria de saber se um abiku pode ser raspado, e porque tudo o que leio sobre o akuerã diz que ele não gosta de sacrifício, desculpe-me pela ignorância, alguns pais de santo que procurei disseram-me que eu era muito complicada pra ser feita, ja tenho 46 anos. o que devo fazer?????

    1. Cristiane seja bem vinda e sua benção. Cristiane sou da antiga, apesar de não ser velho rsrsrsrsrs No meu tempo a qualidade do orixa da pessoa só era visto na iniciação, ou em casos raros, se levava a pessoa a outros jogos pra confirmar a qualidade. Hoje as pessoas já saem da primeira consulta de búzios com a qualidade, o Odu, o juntó, o nome de todos os orixas etc etc etc.
      Ser abiku não é uma condição que impede a iniciação de ninguém. Mas ser abikú é raro!!!!!! Akueran recebe oferendas como todo e qualquer orixa, não tem isso de que Este Oxossi não gosta de sacrifício. Me perdoe, sinceramente, mas em geral quem fala isso está tentando um dos dois caminhos: Ou não sabe fazer sacrificio litúrgico. Ou se o cliente não gosta de sacrifício está tentando adequar o candomblé ao cliente. Como vc é de Umbanda me ocorreu que poderia ser o segunda opção.
      Mas Cristiane, vc disse que cuida de algumas pessoas junto com seu marido. Vc fez todas a camarinhas? Seu ou sua Babá de Umbanda te deu autorização para cuidar de outras pessoas? Vc tem as camarinhas que te consagraram Baba de Umbanda?
      Outra coisa. Vc está há 30 anos no segmento da umbanda, já conhece o suficiente. Por que mudar agora? Para ser inciada e reconhecida no candomblé vc vai precisar raspar, dar as obrigações de tempo e só depois da obrigação de 07 anos poderá abrir sua Casa. Falo isso por experiência própria, tenho uma irmã nessa condição e está cumprindo seu tempo de Yawo.
      Por que mudar agora? Por que procurar candomblé a esta altura da vida religiosa? Está disposta a ser abian, raspar etc etc etc???
      Pense bem minha irmã.
      O seu comentário me faz pensar que vc conversou com pessoa que não conhecem o suficiente de candomblé. Não existem pessoas complicadas pra ser feitas. Existem pessoas que “criam dificuldades para venderem facilidades”. Pense bem onde e com quem vc está indo procurar ajuda. Asé e felicidades. Que Oxossi seja próspero na sua vida. Baba Tomeje.

    • ialy em 19 de julho de 2017 às 01:56
    • Responder

    Existe a qualidade de odé:Goronija?

    1. Ialy, seja bem vinda ao blog. Hoje em dia existe uma simplificação e tentativa de fazer do candomblé uma “receita de bolo”. Com isso, perdemos a oportunidade de conhecer mais profundamente a nossa religião. Por outro lado tem havido uma invenção de nomes, por exemplo. Oxum Miwa (que era a digina de Mãe Senhora, uma antiga Yalorixa do Opo Afonjá. Tem gente sendo feito de ogun mariwo, ogun aladameji, e até de ogun ye. Isso para não citar outros nomes inventados. Mas no caso de Goronijá, Este Oxossi existe sim e é cultuado no Opo Afonjá e consta da lista de qualidades de Oxossi do livro da saudosa Yalorixa Gisele Omindarewa (Livro Awo). Inclusive eu tive aqui em Casa uma filha deste Oxossi. Eu posso afirmar sua existência com base no citado anteriormente, ok? Mas quanto as outras citações? Podemos encontrar referências delas onde? Infelizmente não existem referências sobre estas invenções.
      Então o grande segredo é estar numa Casa de tradição reconhecida e fazer o que vc aprender com seus mais velhos, sempre.
      Asé e felicidades. Babá Tomeje.

    • Yawo em 25 de julho de 2017 às 05:49
    • Responder

    Bom dia… queria saber um pouco de Ode Ajainpapo e suas história… Qual é o junto que dá essa qualidade ?

    1. Yawo seja bem vinda ao blog. Antes de saber sobre a qualidade de oxossi, vc deve estudar sobre Oxossi, sobre a energia Oxossi, sobre o que Oxossi representa em sua vida e oq ue Oxossi representa para o mundo. Te garanto que quando vc souber isso vc saber muito mais do Ajainpapo do que se vc ficar procurando coisas específicas sobre a qualidade.
      Qualquer outro orixa pode vir como juntó de Oxossi. Não existe uma receita que diga que Orixa tal com Orixa fulano é igual a Oxossi Onipapo. Entendeu? Volte sempre vamos conversando. Que Ogun te abençoe e te de vida longa e próspera. Que o Candomblé seja uma fonte de inspiração para vc vida toda. Baba Tomeje.

    • Yawo em 26 de julho de 2017 às 03:43
    • Responder

    Boa noite motumba Bença baba tomeje … Sou iniciado no santo sou de Oxossi só bastante grato por ele tá em minha vida…sei tudo que ele vem representa em minha vida. Procuro saber dessa qualidade pois dessa qualidade de ode sou iniciado e não conheço muitas histórias…sou de ode com ogunja. E também procuro saber cada vez mais.
    Obrigado pela sua resposta…Aguardo resposta. Asee

    1. Vamos brincar de perguntas e respostas? Por que Oxossi tem respeito/kizila com jaqueira/abelha?. Porque Oxossi veste azul turquesa? Asé, Baba Tomeje.

    • dofono de Onira em 30 de julho de 2017 às 13:59
    • Responder

    Boa tarde bença pai tomeje?motumba,colofe,mokuiu…Bom eu tenho 27 anos des dos 16 q frequento centro espuruta e condomble,inclusive hj estou em uma casa que a 13 15 anos atras eu dei uma grande oferenda pra minha pomba gira a Rainha da praia.jovem e sem saber muito dei com muita vontafe um akico branco pois era a unica q tinha e s yalorixa n questionou foi minha primeira oferenda lindo o prato..como fiz na espectativa de conseguir namorados conseguir de inicio depois ela me tirou tudo,pois n conhecia minha lebara e fiz muita coisa errada como ficar invocando em bares,oferecendo bebidas em lugares impropios q ela n se agradave e sempre acontecia bagunça fui na mesma casa tentar fazer os oltros procedimentos mas achei caro sem entender ela ja tomando a frente e apanhei durantes anos dando cortes e sambas em algumss casas depois de quase me tornaralcollico,dependente de muutas coisas..conseguir um trabalho e la as surras almentaram.pois depois d mmuito tempo apanhando d exu e d meu santo como ja tinha me dado um empregoo começouu a me mostrar caminhos em sonhos ,eu chogando yfa e n saio mais d minha cabeça isso tentei ir na casa d muitos babas e yas mais so conseguir ir na casa em que minha pomba gira comeu..depois de 14 anos a ya ja falecida to sendo filho da filha dela d sangue de azoani abaluae um orixa que sou muito grato eternamente.depois de uns sacudimentos,ebos…la ano passado dia 10 d agosto dei uma lobaça pra minha mae onira pois em toda casa q andava era oxum q respondia..eu tentei no começo da um bori com oxum em uma casa de oxum opara e no 7 dia de camarinha dia do ato me deu um desespero pra sair do runco,pra vim pra casa ver minha mae biologica como se foce acontecer alguma coisa com ela sabe..pedir em lagrimas a o babalorixa q queria em bora nao estava me sentindo bem.enfim ele deixou fui sem nem pensar tinha um amigo q me acompanhou concerteza tudo q estava sendo feito foi pra as aguas e a casa como era de oxum ela recebeu e sabia que minha mae era iansa onira companheirae ela companheira de opara dona da casa e o babalorixa ate hoje n tira da cabeça q sou d oxum disse q eu iria cofa e muito mais e gracas a olorum estou firme e forte e muitos q ele meteu a mao ja morreram,ouse tornaram travestis,traficantes,ladroes…eu tive um livramento onira recebeu um pomba e seu ibá d louca…ano passado em agosto e esse ano acentei meu pai odé goronija foi dia 14 agora d junho estarei d rssguardo ate dia 6 de agosto..ta tudo indo bem gracas a olorum tava tudo meio ajitado apaziguou bastante..maid eu quero saber qual a minha dificuldade de imcorporar..eu ja tou com meu orixa ori e o junto acentado e alimentados tudo como manda o figurino minha mae comeu em meu ori.o que vc me diz? Eu ja sinto fortes radiacoes sera q depois do meu resgurdo vai vim mais forte.a casa d minha ya no momento ta d reforma e so ta tendo reza ai eu sinto mais dificil,minha mae ela cutua angola ketu é pouco isso influencia pois meu santo d ori é ketu onira é ketu meu pai odé goronija ela disse q tem raizes angola o que vc me diz???

    1. Dofono de Onira. Seja bem vindo ao blog. Mas vamos colocar as coisas nos seus lugares ok? Vc não é iniciado no candomblé, estou certo? Então vc não pode se denominar Dofono, pois Dofono é um título dado ao primeiro filho de um barco. Dizer que vc é de Onira também é complicado por que se vc não é iniciado, não há certeza de que vc seja de verdade deste ou daquele orixa, entende?
      Tem muitas misturas no seu comentário, acho que vc está ainda muito perdido e precisa se encontrar. Não existe isso de Goronijá ter ligação com Angola, isso é mentira. Reveja se vc está de verdade numa boa Casa, me parece que vc está se deixando levar por pessoas pouco conhecedoras de candomblé. Vamos conversar mais? Baba Tomeje.

    • Yawo em 8 de agosto de 2017 às 21:56
    • Responder

    Aprendi com meu baba que ode tem quizila com a folha da jaqueira pq lá mora a sua mãe e etc… A quizila do mel pra ter o mel tem que fazer Oq ? Oxossi não acredita no espírito da morte tanto que ele eo caçador imortal… É o azul turquesa e por causa do cel

    1. Yawo, desculpe a demora estava com outros compromissos religiosos na minha Casa de Asé. As quizilas do Oxossi são várias e até onde eu sei estão ligadas ao respeito a Apaoká. Mas sinceramente eu sempre falo que o importante é conhecer Oxossi e não as qualidades ou quizilas. Todo Orixa sabe que existe a morte (Ikú) e a respeita sempre e também sabe que nenhum Orixa é imortal, todo Orixa depende de Olodumare para “viver”. A questão do azul turquesa não tem nada a ver com o azul do céu. O corante azul turquesa era obtido pela trituração de um crustáceo muito raro e difícil de ser encontrado, por isso, por ser raro e caro, foi dado ao Rei de Ketu o direito de usar esta raridade. Expliquei direito??? Asé e felicidades, Baba Tomeje.

    • Mastrângelo Santana em 14 de agosto de 2017 às 17:28
    • Responder

    Pai TOMEJE, fiz o meu primeiro bori em uma casa de candomblé na minha cidade, escute que confusão. No jogo de búzio o meu orixá de cabeça era OBALUAÊ , então o bori foi feito para ele; mas na hora da cerimônia quem me tomou foi OGUM, a confusão estava formada porque eu não entendi nada não possuía as características do mesmo, minha vida ficou mais conturbada que antes. Não contente e cheio de dúvidas fui convidado para ir em outra casa de Candomblé e lá o Babalorixá fez o jogo e me disse que “o bori foi feito para o santo errado e que eu deveria consertar o quanto antes, falou que o meu Orixá era Oxossi”. Então fiz a obrigação e consertei a minha cabeça o meu Orixá é OXOSSI INLE. Pois bem a minha pergunta é não frequento mais esse centro pois o babalorixá é deveras sem ética e cobra muito caro lá na casa não tem Ossé nem Gira pois o pai dele faleceu e ele esta fazendo o AXEXE do mesmo essa é desculpa dele; esse babalorixá que cito é de LOGUNEDÈ e como ele herdou essa casa e não fez todas as obrigações do seu pai não pode ter candomblé. Eu estou querendo buscar a minha quartinha e meu otá pra leva-lo para outra casa onde tem gira como devo proceder? o Sr. pode me orientar?

    1. Mastrângelo, seja bem vindo. Realmente tem muito coisa complicada, né??? A primeira delas é que Bori NUNCA é feito pra orixa nenhum que não seja Ori. Bori é feito para o seu Ori, orixa pessoal que nasce e morre contigo (sua cabeça). Dizer que foi feito pra Obaluwaye ou Oxossi ou Ogun é errado e denota falta de conhecimento religioso. Portanto, eu não me preocuparia de buscar quartinha alguma. Por favor, leia o post sobre Bori e vc vai entednder melhor esta cerimonia espe´cífica. Outro ponto importante é que lhe foi dito que vc é de oxossi Inle. Como assim?????? Num bori?, num jogo? Qualidade não se apura desta forma. Meu caro reveja com cuidado onde vc tem ido e procure Casas tradicionais, vc está sendo enganado. Asé e felicidades. Baba Tomeje

    • Yawo em 15 de agosto de 2017 às 05:03
    • Responder

    Como pergunta e resposta aguardo a minha né
    Um pequeno Itã sobre Ode Ajainpabo

      • RCG em 15 de agosto de 2017 às 10:13
      • Responder

      Yawo,

      Tomeje informou-me em outro post que está com uma Yawo recolhida. Creio eu que seja este um dos motivos dele não ter te respondido antes. Mas eu tenho uma dúvida. O zelador quando diz a qualidade ao seu filho, não explica?

      Eu não compreendo como tem tantas pessoas aqui no blog perguntando de uma qualidade que lhe foi informada, pelo que tudo indica, pelo seu pai ou mãe de santo.

      Se alguém me falar que eu sou de Oxala nãoseiládasquantas eu vou perguntar a pessoa que me disse isso o que significa para minha vida esta qualidade nãoseiládasquantas. Se a pessoa me disser que eu ainda não devo saber, porque ela me falou? Para confundir meu juízo? Ou nem ela mesmo não sabe?

      Se for em um jogo, tem que ter utilidade para a minha vida. Um nome sem significado é apenas um nome.

      Este desabafo aqui não esta diretamente ligado a você Yawo e sim as inúmeras coisas que eu tenho presenciado na vida, quanto aqui no blog.

      Em relação a esta qualidade que você mencionou, eu pesquisei um pouco e somente o que eu achei me deixou bastante curioso! hahahaha! Mas como Tomeje ainda não se pronunciou, vou aguarda-lo. Até porque poderei estar falando “bobagens”.

      1. RCG obrigado por responder. Estava mesmo ocupado com as Yawos aqui em Casa. Post o que vc conseguiu sobre esta qualidade. Obrigado.

    1. Yawo seja bem vindo novamente. desculpe a demora estava com outros compromissos religiosos na minha Casa de Asé. Que eu saiba não existe um itá específico de Ajainpabo. Como lhe disse antes, o importante é conhecer Oxossi e não as qualidades. Estude Oxossi meu irmão, vc vai aprender muito mais sobre vc mesmo. Asé.

        • RCG em 18 de agosto de 2017 às 11:48
        • Responder

        Foi pouca coisa. Só foi isso:

        Ajénìpapò ou Ajaiynpabo: Odé ligado às Iyamis Osorongá.

        Mas fiquei curioso com relação a esta ligação. Oxossi não matou o pássaro enviado pelas feiticeiras?

        Enfim. Não tenho segurança desta fonte sobre a qualidade. Mas como esta na internet para todo mundo ver, decidir trazer.

    • Blue em 25 de agosto de 2017 às 03:42
    • Responder

    motumba,Eu fui iniciada para orixa oxum no ketu,a cor do kele era dourado e do delogum so que o igba era rosa tinha coisas que não deveria esta no igba de oxum,e era estranho não tinha coisa relacionada a ela ex abebe etc (não gostaria de expôr na internet) enfim a minha pergunta e se e possível que eu não seja iniciada de oxum?por causa da cor igba?

    1. Blue seja bem vinda ao blog. O Ibá (Idiorixá) é uma representação física do Orixa, um ponto de apoio, um local físico onde nos curvamos para celebrar o Orixa. Mas Orixa não está contido num ibá e sim na sua cabeça. Antigamente se iniciava as pessoas e os ibás eram de cabaça e os objetos eram: Uma pedra e alguns búzios e alguns poucos adornos. A cor era a última coisa com a qual se preocupavam, o importante era a pedra estar viva, ou seja, conter a força do Orixa. Acho que o ideal é vc perguntar ao seu sacerdote o motivo do iba se desta e cor e motivo de não ter os objeto que vc julga necessários. Talvez o sacerdote não julgue necessário tais objetos. ou o seu próprio orixa tenha pedido que o iba fosse deste modo e com esses objetos. Acho mais prudente perguntar a quem fez. Ase e felicidades. Baba Tomeje

    • Luana em 28 de agosto de 2017 às 12:55
    • Responder

    boa tarde… è possivel ter o primeiro orixa dana dana com adjunto oxum?
    obrigada

    1. Luana seja bem vinda. É extremamente comum ter Oxossi e juntó Oxum. Veja que eu falo de Oxossi e não de danadana, já que danadana é uma das tantas qualidades de Oxossi. Asé e felicidades. Baba Tomeje.

    • Ju em 26 de setembro de 2017 às 18:00
    • Responder

    Boa tarde, tenho uma duvida , por que é tão raro filhos de oxossi com iansa nos terreiros ?

    1. Jú, seja bem vinda. Eu vejo com frequência esta combinação de orixas. Deve ser só uma coincidência no seu olhar; Mas temos muitos filhos de Oxossi com Oyá. Sim. Que Yemonjá te abençoe e te proteja. Baba Tomeje.

    • KAROLINE VIANNA LOPES em 14 de dezembro de 2017 às 09:52
    • Responder

    Bom dia, Tomeje!
    Gostaria de saber obre Oxossi Wawá e suas comidas específicas?

    1. Karoline desculpe a demora, nosso blog ficou desativado por causa de um ataque sibernético. Que eu saiba não se faz nem há culto a esta qualidade de Ode que se perdeu no tempo. Quando da vinda dos escravos para o Brasil e posterior formação do candomblé, os nossos mais velhos já não tinham mais informação alguma sobre este Ode e como diz no texto Ele não recebe culto no Brasil. Tem uma onde modernista que está “Inventando e redescobrindo qualidades raras de Orixas”, eu na minha humilde ignorância acho isso um absurdo e um desrespeito aos mais velhos que tiveram tanto cuidado na formação da nossa religião, que é a reunião de várias formas de culto a Orixas. Eu acho que vc deveria questionar quem te falou esta qualidade. Em nenhuma das Casas sérias e respeitadas esta qualidade é feita, vá com calma. Asé e felicidade. Baba Tomeje.

    • alexandre em 4 de janeiro de 2018 às 10:12
    • Responder

    bom dia irmão e sua benção, gostaria de saber se puder me informar, sobre a qualidade, odé jamirô, desde já agradeço pela atenção. kolofé

    1. Alexandre, seja bem vindo ao blog. Nenhuma das listas que eu consultei apresentam este nome. O que me parece é que houve um engano no nome visto que Já mi ro é referência a uma frase de uma cantiga que fala que Ode fez uma boa caça. Infelizmente não posso te ajudar além disso. Penso que o melhor esclarecimento que vc pode ter é perguntar a quem te falou esse nome, em que axé este oxossi é feito, quem foi feito deste Orixa????? Não se contente com explicações vazias como: “”””””É uma qualidade rara e que poucos conhecem, ou que está sendo resgatado seu culto agora”””” Vamos conversar mais. Axé e felicidades, Baba Tomeje.
      Para que eu também não dê informações sem fundamento, coloco aqui o trecho da cantiga que fala em “ja mirô”
      Ode Ba nì là

      Dja (já) Omì orò

      Odé bainlá

      Djá (já) omirô

    • Silvana Martinho em 6 de janeiro de 2018 às 21:59
    • Responder

    Sua benção!
    Faz 6 anos que fui iniciada para Odé Akueran. Por várias questões me afastei do culto, mas sempre pesquisei sobre o orixá para o qual fui iniciada, mas pouco encontro. O senhor poderia falar sobre Akueran?

    Desde já agradeço.

    1. À todos os leitores do blog, pedimos desculpas pela longa ausência, mas nosso blog este com problemas técnicos.

      Silvana seja bem vinda ao blog. eu procuro ser bem claro nestes assuntos. Não adianta nada vc aprender sobre seu Orixa pela internet por que o que eu, ou outro, poderia te dizer é referente ao meu axé e a minha vivência, e com certeza não são as mesmas, só traria mais confusão para sua cabeça. Estude sobre Oxossi, é muito mais interessante e muito mais rico pra vc. Qualidade é detalhe que vc só vai aprender quando voltar pra uma Casa. Axé e felicidades, Baba Tomeje

    • Thais em 25 de abril de 2018 às 23:55
    • Responder

    Olá boa noite!!! baba tomeje,
    Tenho uma duvida sobre o ode karere essa qualidade de oxossi caso seja feito logunede esta errado

    1. Thais, seja bem vinda ao blog. Eu não conheço este nome como qualidade de Oxossi. Em todos os livros de pesquisadores sérios eu nunca li este nome. Me parece que é mais uma invenção. Tem muita gente que para se mostrar muito conhecedor de candomblé tem inventado nomes e qualidades. Muito cuidado com isso, tá? Quem te disse esse nome tem a obrigação de provar que existe. E eu duvido que ele consiga provar o que não existe.
      Karere é uma expressão que fala aproximadamente ” trás a felicidade”, não é qualidade.
      Se alguém é de Oxossi, por que seria feito de Logun? Não existe isso.
      O mais provável é que esteja sendo iludida, cuidado.
      Espero ter ajudado. Axé e felicidade. Baba Tomeje.

    • mariana em 30 de abril de 2018 às 17:14
    • Responder

    boa tarde

    mudei de casa e me adaptei porem, não me sinto como filha de verdade.. sinto uma diferença no tratamento mesmo após ter dado obrigação… como lido com isso?

    1. Mariana, se vc se adaptou a Casa, por que não se sente parte dela? Então não houve, de verdade, uma boa adaptação. Há muita gente na religião que acha que só os feitos naquela Casa são feitos de verdade, eles acham que só existe Orixa naquela Casa e que todos os que chegam na Casa devem “pagar” o preço de estar “na verdadeira Casa de axé”, entendeu? São pessoas que não aceitam os outros e não querem dividir “tudo” que sabem. Veja que coloquei várias palavras entre aspas para dar ênfase no quanto esses entendimentos são equivocados por parte de quem não aceita alguém que chega novo na Casa. É uma pena que tenhamos isso na religião. E tenha certeza que isso é uma constante na maioria das Casas. Então meu conselho é que não desista e vá aos poucos ganhando a confiança dos outros. Mas NUNCA deixe que te humilhem ou que te digam que vc é inferior a eles, ok? Tomara que o Pai ou Mãe não seja conivente com estes comportamentos. Axe e felicidades. Baba Tomeje.

    • Flora em 4 de maio de 2018 às 01:18
    • Responder

    Motumba baba tomeje!ainda bem que o blog voltou fiquei muito contente pois sempre acompanho seu blog já faz alguns anos,aqui eu aprendi como ser uma yawo,pois na minha anterior casa tive problemas e entristecida descobri o blog ori,aqui pude tirar minhas dúvidas, aprendo aos poucos como dizem “a pressa e inimiga da perfeição”.Depois de tantas leituras fiquei sabendo que o blog estava com problemas,foram dias difícil porque com seu blog muitas vezes fez eu viajar ..com a sabedoria dos orixas deixando os problemas da vida um pouco mais doce,aprendi que orixá e amor e respeito,enfim com o blog eu me sinto de volta as aulas,porém aulas dos orixás.Uma noite tentei ler o os ensinamentos do blog ori e como não conseguia fui durmi,uma coisa aconteceu alguns dias passou e eu tive um sonho,sonhei que caminhava pela rua,de repente entrei em um ile de ase,não conhecia ninguém,senti enjôos e caminhei mais no interior do ile,foi quando eu olhei e Ali estava,o senhor no final da sala,nesse momento eu perdi o controle do meu corpo eu bati a cabeça para o senhor no sonho,não conseguia me mexer,nao era eu,era e nao era dificil explica,eu tremia e meu corpo estava ja deitando no chao,só sentia que algo fazia por mim,eu nunca virei no santo,mais sempre sinto nos sonhos e alguns momentos.Quando eu acordei eu sabia que de alguma forma o blog voltaria,coincidência ou não ele voltou e estou muito feliz como as outras pessoas que sentia saudades.Mais tenho uma dúvida:o porque de quase não ter muitos filhos do orixá otin,nem muitas cantigas na internet,também não entendo muito porque sao rara Como orixas yewa,gostaria aprender mais dessa orixa otin.Ase!!!

    1. Flora, ficamos muito agradecidos pelo seu comentário. Eu, em particular fiquei emocionado mesmo. Muito obrigado. Temos muito cuidado com o que postamos aqui e principalmente com o que respondemos por que sabemos o quanto isso é importante. Mas nunca tinha sentido com tanta emoção o quanto nosso trabalho seria capaz de ajudar. Realmente obrigado.
      Quanto a suas questões. Eu tenho um irmão de Odé Otim. Fico sempre muito feliz quando Otim está na sala, é lindo. Mas existe também uma divindade feminina, não muito bem identificada, que alguns chamam de Otim. Esta divindade feminina não tem culto. Foi, meio que, absorvida pelo culto de Oxossi (Odé). Quanto a Yewá. O próprio nome Yewa é uma frase “Mãe do bom carater” e esta frase está ligada ao comportamento que este Orixa teve quando Xangô tentou seduzi-la e Yewa recusou. Tenho imenso orgulho de ter aqui em Casa uma filha de Yewa, minha mãe ekedji. Procure os textos do axe oxumare salvador. Lá vc vai ver textos sobre Mãe cotinha de Yewa. Axé e felicidades. Obrigado pelo carinho, vc me fez muito feliz hoje.

    • sueli em 4 de maio de 2018 às 10:45
    • Responder

    me ajudem.. sei que religião não é troca nem barganha mas estou em dia com minhas obrigações e minha vida esta estagnada e nada anda… estou com problemas de saúde, dinheiro, amor, enfim.. nada anda e me sinto com uma coisa pesada … o que devo fazer? me iniciei em 2012

    1. Sueli seja bem vinda ao blog. Há pouco tempo eu ouvi o seguinte: “Eu me iniciei para ter caminhos, Tomeje. Se não tenho caminho estando numa Casa de axé, eu procuro outra. Peço desculpas a quem me iniciou mas em busca do melhor caminho e da melhor mão que me dê caminhos”.
      Eu, Tomeje, me iniciei há 30 anos, sou Babalorixa, estou passando por problemas financeiros e amorosos, como todo ser humano tem seus problemas. Tenho Pai de Santo e família de axé, e mesmo assim tenho problemas. Não estou brincando com vc Sueli, estou me expondo, sendo honesto. Mas será que todos os problemas que tenho são responsabilidade da religião? Com toda certeza não são. Não digo que um bori e bom aconselhamento não ajudem. Ajudam muito e foi isso que procurei há pouco tempo, ajuda e aconselhamento com meu Pai. Em paralelo eu estou buscando novos horizontes profissionais e estou empenhado em me fazer um homem melhor para a minha minha mulher, menos briguento e menos exigente. Estou fazendo minha parte para que o Orixa possa me ajudar.
      Sueli, tudo que escrevi é verdade. Ifá ( o Sr do jogo de búzios fala por parábolas), as vezes é preciso decifrar as nossas próprias parábolas para ver o caminho.
      Que Baba Exú te dê bons caminhos. Axe e felicidades, Baba Tomeje.

        • sueli em 4 de maio de 2018 às 15:35
        • Responder

        Baba gratidão por responder
        concordo plenamente com o Senhor, penso em procurar meu Pai para aconselhamento, tenho medo dele achar que estou o criticando … Achar que estou dizendo que ele fez algo de errado e eu sei que ele não fez… Esse é meu único receio… O que o Senhor acha?
        Axe

        1. Sueli, não vejo nenhum motivo para um sacerdote se irritar com o pedido de ajuda de um filho. Se abra e seja sincera, ele não tem a obrigação de saber o que está acontecendo na vida de cada filho. Ele só vai saber se vc disser a ele que está com problemas. Nunca interligue seus problemas à religião, apenas diga que precisa de ajuda e deixe que ele decida que tipo de ajuda vai poder te dar. Seja com jogo ou consultando o seu Orixa diretamente. Vá com serenidade e verdade nas suas palavras. Mas não deixe de pedir ajuda.
          Certa vez, logo no começo da minha Casa eu fui reclamar com Yemonjá (Dona da Casa) que as coisas não andavam na Casa, que ninguém colaborava, etc etc. Yemonjá foi curta e grossa. ” Orixa nenhum está aqui pra resolver o seu assunto, vc precisa aprender a pedir ajuda e deixar que os outros te ajudem” E eu aprendi a pedir a ajuda dos filhos na Casa. Simples assim.
          Axe e felicidades.

  9. bomdia
    podem me orientar?
    mudei de casa e tomei minhas obrigações porém, vejo uma nítida diferença de tratamento entre eu e os filhos “originais” da casa… tomei minha obrigação e continuei na mesma ocorre que uma irmã minha tomara a mesma obrigação e já poderá aprender a jogar búzios… me sinto excluído porque na verdade tenho ate mais idade que ela… os direitos nao deveriam ser os mesmos? estou decepcionado

    1. João, seja bem vindo ao blog. Esta foi a resposta que dei sobre este assunto.
      Mas quero discutir mais sobre o tema, vc topa?
      Maria Célia, seja bem vinda ao blog. O tempo de dar obrigações nada tem haver com tempo cronológico. Muitos acham que ao completar 01, 03 ou 07 de iniciados é o tempo de renovar seus votos com o sagrado. Não é! O tempo é do Orixa, é o Orixa quem determina isso, é o seu aprendizado e o seu envolvimento com a Casa que determina isso (renovação dos votos).
      Muitas Casas e muitos sacerdotes se acham uma ilha, só ali existe orixa feito de verdade, só ali existe a ‘verdade”, só ele conhece os “segredos”. Em geral são pessoas egocêntricas e mimadas, bajuladas pelos filhos. Isso gera uma distorção grave na relação com os filhos feitos no axé e os que chegaram feitos. Já ou chamarem os que chegam de “enxertos” , o que denota uma falta de educação imensa e falta de respeito com a pessoa e com o sacerdote que iniciou a pessoa. Casas que vivem exclusivamente da religião tendem a se comportar assim, deixando de lado os que chegam feitos e os tratando de forma diferente sim. É uma pena que isso aconteça.
      Se o Orixa do sacerdote te aceitou na Casa dele, vc é tão filha quanto qualquer outro, o problema é que as pessoas não entendem assim e querem se mostrar maior que os chegados.
      Penso que vc deveria perguntar ao seu Orixa (Oxossi) se Ele quer e precisa que vc faça sua obrigação nesta Casa já que vc está se sentindo desprestigiada. Converse com seu Orixa, Ele vai te responder com toda certeza.
      Vamos conversar mais. Axé e felicidades e que Oxossi te guie sempre. Baba Tomeje.

      João uma cois me chamou atenção no seu comentário, vc diz que: ocorre que uma irmã minha tomara a mesma obrigação e já poderá aprender a jogar búzios… me sinto excluído porque na verdade tenho ate mais idade que ela… os direitos nao deveriam ser os mesmos? estou decepcionado.
      João cada um tem seu caminho e deve seguir em frente nele sem olhar pro caminho outro. Quando olhamos pro caminho do outro, perdemos a nossa trilha!
      Sempre parto do princípio que as pessoas estão em Casas de Axé sérias e respeitadas e que os sacerdotes são confiáveis. portanto, não fique decepcionado, entenda que, de acordo com seu Pai, ela tem esta necessidade e vc não tem. Isso não é demérito algum, é apenas uma questão de obediência ao caminho que Orixa dela traçou e que o Pai como responsável, viu e está cumprindo.
      Ser mais velho não é assim tão importante quando o assunto é o caminho da pessoa. Vou citar 03 casos de Casas que foram herdadas por pessoas mais novas mesmo tendo vários mais velhos no terreiro. 01 A Casa de Oxumare (Salvador), 02 O Opo Afonjá (Rio de Janeiro) e o Bate Folha (Rio de Janeiro). Em todos os casos um mais novo herdou a Casa e os mais velhos os ajudaram a seguir com a Casa e manter a tradição. Como te disse não é questão de ficar decepcionado, é caminho de cada um.
      Axé e felicidade meu irmão, se quiser podemos conversar mais. Babá Tomeje

    • viviane em 9 de maio de 2018 às 13:22
    • Responder

    Boa tarde
    trocar de casa/pai é contra axe?

    gratidao

    1. Seja bem vinda “Viviane”, “joão”, “Suely” ou “Mariana”. Compreendo que muitas vezes as pessoas usam codinomes para fugir do patrulhamento dos “irmãos” ou do pai de santo que pode ver e reconhecer o filho aqui perguntando coisas. Entendo, mas não aceito. O mundo mudou há muito tempo e os sacerdotes deveriam saber disso. Ficar escondendo assuntos que deveriam ser tratados dentro dos terreiros só faz os filhos buscarem informações fora do terreiro. Por isso tantas pessoas usam codinomes para buscar informações que não receberam no terreiro e fugir do terrorismo psicológico que muitas fazem em seus filhos.
      Mas…… vamos a sua questão. Ser filho de santo de uma Casa é algo que deveria ser prazeroso e te dar orgulho. Eu tenho orgulho, respeito e carinho pelo meu Pai. Estou com ele há bastante tempo e não me passa pela cabeça trocar de Axé. Todas as minhas dúvidas são sanadas dentro do meu Axé, e isso faz toda diferença. Então, se vc não está sendo tratada/o com o respeito devido, se vc se sente desmerecido/a, se está sendo tratado como alguém “de fora” e não como filho/a. Não há motivo algum para permanecer neste local. Candomblé é família, se sua família não te ampara, busque uma família que faça isso. Contra o seu axé (seu axé pessoal) é ficar onde vc não se sente completa/o.
      Grande axé e felicidades. Babá Tomeje.

    • Sherlene em 2 de junho de 2018 às 16:10
    • Responder

    Boa tarde,gostaria de saber se existe Oxossi que come com Ogum,

    1. Sherlene, seja bem vinda ao blog. Essa coisa de “Orixa que come com outro Orixa” é compleeeeeeeeeeeexa…….. Vou tentar explicar de forma simples e da minha maneira kkkkkk. Em primeiro lugar eu aprendi que não existe isso de Orixa que come com outro Orixa, ou pelo menos não existe a obrigatoriedade ou a imposição de um Orixa só come (receber suas oferendas) na presença de um outro. O que aprendi é que existem Orixas que necessitam da energia de um outro Orixa para que se complemente a sua história.
      Vamos a exemplos. Ogunjá e Oxaguian tem uma ligação litúrgica muito forte. Oyá Onira e Oxum Opará também tem ligação litúrgica forte, e assim como Ogunjá e Oxaguian, uma completa a energia e a história da outra. Mas isso não significa que TODOS OS FILHOS DE OGUNJÁ OU DE ONIRA tem a obrigação de cuidar de Oxaguian ou de Opará. Até que eu consegui explicar?????
      Portanto a ligação litúrgica será necessária em alguns poucos casos e dependendo do jogo feito para aquela pessoa especifica, será visto a necessidade daquela pessoa cultuar o Orixa que complementa o seu, Ok? Entendeu?
      Mas é importante ressaltar que não existe receita de bolo do tipo. TODOS OS FILHO DE OGUNJÁ E/OU ONIRA TEM QUE CULTUAR OXAGUIAN E/OU OPARÁ. Somos seres individuais e o que vale para um filho destes Orixas pode não valer para o outro. Por isso não existe receita de bolo que vale para TODOS osa filhos.
      Respondendo a sua dúvida. Ogun e Oxossi são irmãos, Ogun ensinou Oxossi a arte da caça, os dois são muito ligados sim e temos sim na relação de qualidades de Ogun 1 ou mais que convidam Oxossi para dividir a sua oferenda. Mas isso n]ao significa que TODAS AS VEZES que este Ogun vai receber algum agrado Oxossi tenha que receber também. Entendeu? Acho que estou complicando o assunto, né?? kkkkk.
      Eu prefiro não citar nomes de qualidades por que pode ser diferente do entendimento de quem te informou sobre esta ligação entre Ogun e Oxossi e acabar criando informações divergentes. Ok? Espero ter ajudado mais que complicado rsrsrsrsrsrs, Axé e felicidades, Babá Tomeje.

    • Carmelita Ferreira em 4 de outubro de 2018 às 12:57
    • Responder

    Boa tarde, vc poderia falar sobre a qualidade de Ode Loni!?

    1. Carmelita, seja bem vinda ao blog. Eu fui pesquisar antes de te responder e nenhuma das listas de pesquisadores renomados eu encontrei qualquer referência a este nome. Tenho visto ao longo dos anos uma grande onda de invenção de nomes de qualidades, isso denota uma falta de conhecimento e falta de respeito enormes por parte dos que agem dessa forma. A melhor maneira de saber isso é perguntando a quem te falou este nome, onde ele viu alguém ser iniciado para esta qualidade. Mas eu temo que seja mais um caso de invenção mesmo. Sinto muito. Axé e felicidades. Baba Tomeje

    • Felipe em 4 de fevereiro de 2020 às 06:07
    • Responder

    Qual é a qualidade de Oxossi que é mais comum de vir como juntó de oyá igbale?

    1. Felipe seja bem vindo ao blog. Pelo o que eu sei, não existe isso de uma qualidade que está mais predisposto a vir com esse ou qualquer outro orixá.
      Mas tem um assunto muito mais importante sobre essa questão.
      O que você sabe sobre Oyá e sobre Oxóssi?
      Saber qualidade sem conhecer o Orixá não tem função nenhuma. Aprenda sobre o orixá e você vai conhecer muito mais de qualidades.
      Axé e felicidades sempre. Babá Tomeje.

    • Marcos em 15 de fevereiro de 2020 às 15:36
    • Responder

    Boa Tarde.
    Quero saber se possível for, que me sobre ODÉ FIBÓ.
    Desde já lhe agradeço.

    1. Marcos, seja bem vinda ao blog.
      A primeira pergunta que eu te faço é: o que você conhece de Oxóssi? Conhecer o Orixá é muito mais importante do que conhecer qualidade.
      Você é iniciado? Por que de acordo com a tradição do candomblé só se apura qualidade depois de iniciado. Alguns Orixás, como Oxóssi, tem mais de 10 qualidades. Eu acho muito difícil alguém num único jogo afirmar a qualidade de alguém. Não é impossível mas em geral se faz isso durante a iniciação.
      Mas vamos lá. Fibo é uma forma de se dirigir a Oxóssi Ibô. Eu só conheço ibô (e outros da mesma família). Mas não conheço como qualidade o nome Fibô.
      Espero ter ajudado, axé e felicidades sempre. Babá Tomeje.

  10. Ouvir Pontos nunca foi tão Fácil 😳

    Plataforma que está Transformando a
    vida de Centenas de Umbandistas 🎵

    O SaravAxé é uma Plataforma Online fácil de acessar e que tem como proposta tornar acessível e mais prática a nossa conexão com a Umbanda
    Acesse a plataforma e faça sua inscrição
    https://bit.ly/PontosdeUmbanda

    1. Guilherme Santana seja bem vindo ao blog. De forma alguma eu quero criar polêmica ou ser entendido como grosseiro, ok? Mas minha opinião sincera sobre isso de modernidade na religião e essa introdução de pontos “novos” criados para festivais de cantigas na Umbanda, é uma destruição da tradição religiosa. A Umbanda é linda da forma como foi criada há mais de 100 anos, modificar, criar pontos e principalmente cobrar para as pessoas terem acesso a isso é, na minha opinião uma forma equivocada de ensinar e divulgar a cultura religiosa. Não vejo motivo algum pra ficarmos copiando o modelo de outras religiões para divulgar a nossa. Os pontos, na minha opinião, devem ser aprendidos no Terreiro, devem ser aqueles que os Guias trazem e que falam de assuntos da religião. Agora na umbanda estão cantando pra Ogunjá (Candomblé), Xoroque (Jeje), as Oxun estão usando as roupas do candomblé. Enfim a Umbanda está perdendo sua raiz e seus fundamentos. Mais uma vez me perdoe a crítica negativa, mas não vejo nada de bom nesta iniciativa. Axé e felicidades sempre. Babá Tomeje.

    • Gugu em 2 de agosto de 2020 às 10:15
    • Responder

    Motumbá Baba…..sou Feito de Ode Baira já a 25 anos e nunca mais ouvi falar sobre esse caminho

    1. Gugu, seja bem vindo ao blog. Vou começar te dizendo que o importante é que você foi feito de Oxossi/Odé. Qualidade é detalhe que, na minha opinião, na maioria dos casos, é pouco relevante.
      Já vi gente sendo feito de vários nomes(qualidades) que não constam das listas dos mais expressivos escritores do Candomblé. Mas….. será que isso vai fazer diferença na sua relação com seu Orixá?
      Eu nunca ouvi ou li nada sobre essa qualidade. Mas conheço uma cantiga de caça que tem em sua letra uma possível interpretação de que se refere à qualidade ou nome de Oxóssi.
      Odé bailá, já mi rô!!!
      Odé bailá, já mi rô!!!
      Odé bailá, já mi rô!!!

      Odé omitafá Odé
      Odé omitafá……
      Canitgas de caça. Sinto muito não poder ajudar mais. Axé e felicidades sempre, babá Tomeje.

    • VALÉRIA MONTEIRO DA SILVA em 23 de novembro de 2020 às 22:02
    • Responder

    Olá motumbá, eu sou ekedji iniciada a 4 anos e gostaria de saber mais sobre Ode Fibo

    1. Se3ja bem vinda ao blog mãe ekeji Valéria.
      O termo significa o ponto mais fundo do Rio. Outros dizem que se trata da floresta fechada. De toda forma estamos falando de um Oxóssi avesso a multidões e muito “tímido” difícil de se deixar seduzir. Alguns chamam de ibô e outros chamam de fibo, mas eu aprendi que é a mesma energia. Espero ter ajudado. Axé e felicidades sempre. Babá Tomeje

    • Marlene em 14 de fevereiro de 2021 às 11:54
    • Responder

    Kolofé babá Tomeje, venho compartilhar um acontecimento e ao mesmo tempo tirar uma dúvida. Muitos anos atrás joguei e deu Iemanjá, porém, agora estou firme de abian numa casa de confiança e me deram Oxossi. Eu me identifico com várias questões do orixá, faço mestrado em sociologia da cultura, sou pós graduada em teoria crítica e história da arte, tenho o pensamento muito ágil, amor pela arte, pela beleza e a harmonia. Sou extrovertida, mas bastante arisca, meus amigos costumam dizer que eu sou como a canela em cima do chocolate quente kkkkkk estou junto, mas nunca me misturo kkkkkkkk acontece q meu namorado tb é de odé, somos muito semelhantes, ele é musicista, temos boas trocas intelectuais, somos duas pessoas melancólicas e solitárias kkkkkk mas temos uma diferença essencial: ele é sonso demais e eu sou esquentadinha. Eu penso muito rápido, tenho sempre a resposta na ponta da língua, ODEIO que me façam esperar, não admito! Não admito que ninguém queira mandar em mim ou desperdiçar o meu tempo. Não tem nada que me irrite mais do que a pessoa achar que estou à disposição dela, eu e meu namorado brigamos muito por conta disso. Ele é descansado e eu sou ligeira. Acontece que todos me dizem que odé é “cabeça fria”, e olha, eu sou bastante racional, não faço nada por impulso, quando sou tomada por esses sentimentos de fúria, me distancio para pensar e tomar a melhor decisão, mas se a pessoa me pressiona, EU EXPLODO. Falo tudo de uma vez, falo grosserias… isso acontece muito raramente, mas quando acontece, me incomoda. E eu vejo isso completamente diferente no meu namorado. Ele guarda tudo, demora para pensar, às vezes passam 3 dias de um ocorrido e ele vem falar: não gostei daquilo que fulano disse, pensando agora, não achei correto. Eu nem sei dizer quando ele está brigado comigo, pois ele é muito silencioso (na verdade até sei, mas gosto de dar corda pra ver até onde vai kkkkkk), finge que está tudo bem e arruma vinganças mirabolantes, depois se faz de sonso, de inocente. Não diz nada na lata. Não sei… somos muito diferentes… o senhor acha que mesmo com essas características eu posso ser de odé? Mesmo sendo uma pessoa esquentada? Na minha casa só há uma filha de odé, que é uma criança pequena kkk então o único exemplo que tenho é meu namorado kk Axé babá!

    1. Marlene, seja bem vinda ao blog. Ainda esses dias estávamos conversando algo bem parecido com o seu assunto.
      Numa floresta existem várias árvores que tem parentesco, não sou biólogo pra saber o nome que se dá a isso kkkjkkk, mas existem várias famílias de árvores, algumas dão frutos macios e doces e outras nem fruto dão ou se dão, não são comestíveis. Mas não deixam de ter o valor devido, sua função e seu tempo de frutificar. E, principalmente, não deixam de ser árvores.
      Certa vez Oxóssi foi chamado a uma conversa com Olodumare ou Eledumare (Deus) que questionou por que Ele estava tão inquieto caçando sem parar, já que sua despensa estava cheia e sua família bem abastecida. Oxossi respondeu que gostava do prazer da caça, da vastidão e solidão da vida de caçador. Deus questionou: Mas…. e sua família? Seus amigos e filhos? Como ficam sem sua presença?
      Após longo diálogo, Deus proibiu que Oxóssi voltasse a caçar enquanto não houvesse de fato necessidade. E assim fez Oxóssi. Passou a ser um caçador de uma flexa certeira e única, que não desperdiça seu tempo em caçadas que sabe que não será bem sucedido.
      Mas temos uma outra face de Oxóssi que continua morando no fundo da floresta ou no alto das.montanhas, solitário e recluso. Só se apresenta em ocasiões especiais, podemos falar que seja tímido, turrão, calado, introspectivo e teimoso. Mas esse é o modelo de Oxóssi necessário a certos filhos que carregam ela energia em sua cabeça.
      E seguindo o princípio da floresta. Não deixam de ser Oxóssi.
      Espero ter ajudado. Axé e felicidades sempre. Babá Tomeje.

        • Marlene em 17 de fevereiro de 2021 às 17:44
        • Responder

        Babá, gostei muito do aforismo! Sinto a presença de odé muito forte em minha vida. O meu jeito de ser, na verdade, se assemelha muito com o das pessoas de oyá. Meu namorado acho que deve ser o típico filho de odé kkkkkk calado, sério, pensativo, no seu próprio ritmo. Mas agora vejo que somos árvores diferentes da mesma floresta ♥ Obrigada pelas palavras babá. Sua fala é muito sensível, dá pra ver na sua escrita que há muito amor pelos orixás (e pelo ensino). Estou grata demais! Que pai odé lhe dê sempre prosperidade e sabedoria. Axé! AAAAH e babá Tomeje, deixa eu aproveitar pra tirar uma dúvida, é sabido que mel é ewó de odé, entretanto, ewó não vale apenas após a iniciação? Eu sei que eu nunca havia tido problemas com mel na minha vida, mas de uns tempos pra cá, ando passando muito mal. Duas vezes comi e fiquei cheia de placas vermelhas espalhadas pelo corpo, mas não sei, imaginei que fosse só coincidência e alguma reação alérgica a um conservante do mel. Pois fui comprar o mel natural na feira, quando comi, amanheci com o pulso e o pescoço inchados, com caroços, como se estivesse saindo do meu sangue… mas n sei, como foi só de um lado do meu corpo (o esquerdo) imaginei q fosse o perfume que eu usei. Aí fui comer de novo, e senti uma dor de cabeça muito forte, me deu muita vontade de vomitar. Senti que ia desmaiar umas 3x, mas pedi muito a odé para que eu não desmaiasse. Coincidência ou não, minha colega de quarto veio me trazer um prato de milho cozido… comi e foi como se tirasse meu enjoo com a mão! Não senti mais absolutamente nada. Mas não sei, fico também pensando se isso tudo não é coisa da minha cabeça, sei lá. Enfim babá, pode uma pessoa ter quizila com um alimento sem nem ser iniciado? Ou será que tô imaginando isso?

        1. Marlene, boa tarde. Eu, em particular não digo ao Abiyan que ele é desse ou daquele Orixá pois creio que isso pode prejudicar mais do que3 ajudar nessa faze inicial da pessoa . Deixo claro meus motivos e prefiro assim. Mas, com o tempo, o orixá pode se manifestar e dessa forma haver a necessidade de se certificar de que a pessoa é de fato daquele Orixá. Dessa forma, depois de confirmado por mim, pelos mais velhos e pelo meu pai, eu informo a pessoa qual o orixá dela. Somente após esse processo pode começar a haver a manifestação de certos interditos, ewó.
          Portanto se você manifesta seu orixá, se sua casa já te confirmou Oxóssi como seu orixá, com toda certeza o mel é uma quizila doa filho de Oxóssi. Sempre que puder, se afaste do mel e até da abelha kkkjkkk.
          Que bom que eu pude te explicar a pergunta anterior. Fico feliz também pelo carinho. Axé e felicidades sempre. Babá Tomeje.

            • Marlene em 19 de fevereiro de 2021 às 20:43

            Kolofé babá, muito obrigada pela resposta! Realmente, preciso ser mais cuidadosa antes de me iniciar. Não houve uma verificação com o grau de minúcia que o senhor descreve, mas em breve darei um bori e acredito que as coisas ficarão um pouco mais claras. Antes de me iniciar, pretendo ir a pelo menos mais uma casa de confiança para ter certeza que o jogo confirma. Obrigada por abrir meus olhos em relação a isso! Mas curioso você falar das abelhas… tem algum itan por trás? Sei que uma amiga minha, que nem é de axé, sonhou que estávamos eu e ela na floresta, e ela me dizia para correr, pois as abelhas estavam vindo, e eu dizia a ela que estava tudo bem, pois as abelhas eram minhas amigas, e ficava lá floresta conversando com elas kkkkkk eu sei que há um itan em que logun é ferido por abelhas, e daí viria um certo pavor de Oxossi em relação a elas. Mas achei curioso que no sonho dela, as abelhas eram minhas amigas kkk Enfim babá, um abraço. Axé!

            • Tomeje em 20 de fevereiro de 2021 às 16:02
              Autor

            Marlene, boa tarde. Existe sim um Itan que fala de mel, da abelha e da árvore apaoká. Está tudo interligado. Mas me perdoe não escrever aqui, ele muito longo. Creio que no livro Mitologia dos Orixás do prof Reginaldo Prandi tenha esse Itan completo. Que Bom que pude ajudar. Logun merê! Logun Ede p grande caçador da cidade de Ede! Kkkkkkkkkkk axé e felicidades sempre. Babá Tomeje.

    • antonio duarte em 9 de março de 2021 às 11:49
    • Responder

    a bença meus mais velhos hoje estava dançando o aguere em meu qyarto quando duas mariposas entraram pela janela,, vkces sabem oque pode ser isso?mariposa está ligada a egungun?sou de odé mas estou afastado de minha casa……eu estava dançando e elas vieram bem encima de mim….uma voou a outra ficou mais toquei pra fora. ase

    1. Antônio Duarte, seja bem vindo ao blog. Que Oxóssi abençoe e proteja sempre sua cabeça. Arole Odé. Oke Aro!.
      Eu nunca ouvi falar nada sobre isso. E pelo que conheço não há mal algum nesse fato. Seja feliz agora meu irmão. Axé e felicidades sempre, Babá Tomeje.

    • Tatyana Patrocinio Prazeres Duarte em 15 de abril de 2021 às 02:04
    • Responder

    Não localizo se há texto falando sobre as qualidades de Oyá.
    Gostaria de ter mais conhecimento sobre cada caminho de Oyá e características, assim, como da minha Oyá Igbalé.
    🦋🌪️🔥

    1. Tatyana, essa é uma questão muito delicada por que não há um consenso sobre cada qualidade e isso varia de acordo com o entendimento de cada Casa Matriz, cada axe. Sendo assim, minha posição é sempre indicar que e mais importante aprender sobre o Orixa em sua plenitude antes de conhecer a qualidade. Até por que, estudando o Orixa, com certeza voçê vai aprender muito e terá melhores condições de compreender as qualidades. Vou te dar um exemplo. No caso de Igbale. Alguns textos e autores fazem uma subdivisão desta qualidade em diversas outras sub qualidades. Já outras Casas, Axés, autores e textos não reconhecem essa sub divisão, para esses, todas as sub divisões são qualidades independentes e outros reconhecem Igbale como única sem reconhecer as sub divisões. Complexo, né? Quando estudamos o Orixa além de mais simples é mais proveitoso. Axé e felicidades sempre. Babá Tomeje

    • Jaime em 3 de maio de 2021 às 13:58
    • Responder

    Babá Tomeje… boa tarde ao senhor, a todos deste blog e a meus irmãos de axé. Estou passando por uma situação no mínimo curiosa… anos atrás fui ao terreiro de uma namorada minha da época, joguei com a mãe de lá pois minha namorada queria saber o meu santo. Caiu oxossi. Depois disso, fiquei algum tempo ajudando nas “funções” da casa. Porém, terminamos e eu parei de frequentar. Desde então tenho procurado uma casa de confiança, mas sou muito desconfiado e morro de medo de marmotagem. E tenho vivido bem assim, mais afastado, porém prestando meu respeito e carinho sempre que possível, com oferendas simples, mas de coração. Contudo, ultimamente ando tendo sonhos estranhos… sonhei que uma mãe de santo me dava um kelê de odé, e eu então o tirava, pois não tinha interesse em fazer o santo. Quando acordei, meditei sobre isso… Sentei-me com os olhos fechados e pedi a oxossi que me enviasse um sinal de que era ele mesmo ali, se apresentando em meus sonhos… a sua vontade… então levantei-me e fui aguar as plantas… quando olho para o lado, vejo um pássaro semi morto… o segurei em minhas mãos até que morresse, e então o enterrei… acontece que não é o primeiro pássaro morto que me aparece por aqui, mas esse realmente foi mais triste pois morreu em minhas mãos, na manhã de hoje. Porém, veja, semana passada plantei algumas sementes de girassóis, e quando fui ver se haviam brotado, lá estava, junto com as mudas, um pássaro morto. O que o senhor pensa que pode ser isto? De qualquer modo, já lhe sou grato! Axé.

    1. Boa noite Jaime seja bem vindo ao blog. Vamos conversar algumas coisas? O candomblé, antes de ser uma religião iniciática, é uma religião que precisa ser sentida e apreendida, vivenciada e aprendida. São conceitos muito diferentes, são filosofias muito complexas que só com a experiência conseguimos vivê-la totalmente. isso leva tempo e requer esforço pessoal e dedicação.
      A iniciação não por sí só não te leva a nenhum lugar, na minha opinião, a iniciação é um conjunto de caminhadas que nos levam a nos encontrar com o que somos de verdade. Portanto, na minha visão, não é apropriado que alguém se inicie antes de conhecer a religião, antes de se apaixonar por ela.
      Essa questão de coincidências. Todos nós procuramos desvendar essas coincidências dando alguma ordem ou motivo “oculto”. Eu mesmo vejo com frequência números repetidos no relógio, 11:11 12:12 e muitos outros, até achei que havia um motivo especial pra isso, mas para mim, não são sinais ocultos. Os pássaros são amigos de Odé, são importantes para Odé, e sendo assim a morte de um pássaro, na minha opinião, não deve ser tratada como sinal de Odé. Mas pelo seu texto dá pra perceber que você quer aprender kkkkkk e isso é maravilhoso! O primeiro passo é encontrar uma boa Casa de Axé e ir frequentando devagar, como visitante. observe a Casa e veja se é uma boa família. Se vc se sentir acolhido, faça um jogo e veja o que o seu Orixa te diz. Depois disso???? deixe Oxossi te guiar meu irmão. Apaixone-se kkkkkkk Espero ter ajudado. Axé e felicidades Babá Tomeje..

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)