Dicionário Yorubá, parte 11

 

Meus caros, este material foi retirado do site http://vidademacumbeiro.blogspot.com.br/2008/11/dicionrio-yoruba-portugues-5a-ed.html e será publicado em partes. Pode haver diferenças entre o exposto aqui e outros autores e pesquisadores. Parte 11
……………………………- d

dá – criar, fabricar, trair (vd. sofofo, pa)
da – quebrar (objetos compactos)
dà –, consultar (vd. ifa)
dáadáa – bem, despejar, bonito (vd. rere)
daapò – fazer bolsos
dába – sugerir, atrever-se
dàbò – até a volta
dabòbò – defender, proteger
dábu – atravessar, cruzar
dáda – bonito (ter beleza) (vd. ewá, osó, didára)
dada – deus dos legumes e dos bebês recém-nascidos (filho de yiemonja)
da-duko, dá-dúro, dúro – descansar, parar, ficar (vd. kasé, simi, sinmi)
dá-dúro – interromper
dàgalágbà – tornar-se um homem adulto
dagan – titulo sacerdotal
dàgbà – crescer, envelhecer
dagbére – despedir-se, dar adeus
dagó – dê licença.
dáhùn – responder, falar (vd. fèsi, fún-lési, èsì)
dá isé dúrò – greve
daiyàfò – aterrar
daiyàja – amedrontar
dajade – expulsar, mandar embora (vd. lejade)
dájó – julgar
dáju, dájudáju – certeza, certamente
dake – emudecer, silêncio (e dáke! – silêncio!)
dako – da + oko – da = oferecer em sacrifício e oko = o prepúcio)
dà-kò – dirigir-se para
dá-kója – atravessar, passar por cima
dákú – desmaiar
dakun – por favor, licença, dá-me licença por favor (vd. àgò, yagò)
dà-lamu – chatear
dalasá, danwo – tentar
dàle – quebrar uma promessa
da-lekun – conter
da-lóhùn – atender, responder
dá-lu – furar (vd. gún, lu)
dámòràn – sugerir, propor
dán – brilhar, lustrar, polir
dan – serpente sagrada (daomé – benin) representando a eternidade e a mobilidade
sob a figura de uma cobra que engole a própria cauda. genericamente designa os filhos-de-santo da nação jeje; encontrando-se sincretizada com òsùmàrè e bessen.
dána – assaltar, fazer fogo, preparar fogo, pagar um dote
dana-dana – òsóòsì com fundamento com exu, ossanhe, oxumarê e oyá. ele entra na mata da morte e sai sem temer egun e a própria morte.
dánàdánà – assaltante
dandalunda – vd. iemonja.
dà owó eyo – jogar búzios, fazer jogo através de ifá (vd. d’ifá)
dá-pádà – devolver algo
dàpò – juntar, unir (sentido de misturar) (vd. àsolú, asomó)
dapomó – juntar (vd. winrin, ko po papó)
dárà – fazer proezas
dara – justo, ser ou estar bem, boa, bom (vd. jojú)
dára – belo (vd. lewà, arewà, rewà)
dáradára – muito bem, muito bom(a)
dárajú – melhor
dáràn – fazer coisa ruim
darandaran – vaqueiro
darí – governar (vd. joba)
dariji – absolver, perdoar
dariji mi – desculpe-me (vd. má binú, foriji mi)
dáró – lamentar, pensar em alguém ausente, refletir (vd. imiedún)
darugbó – envelhecer (vd. gbò)
darúko – mencionar nome
dáse – fazer algo sozinho
dásilè – derramar no chão
da-silè – fundar (vd. olupilese, fibalé)
dáto – babar (vd. játo)
dáwà – viver por si só, viver sózinho
dawó – adivinhar
dáwó – cortar o cordão umbilical
dawópò – juntar as mãos
dáya – bala (doce)
dè – amarrar
dé – para (verbo), acontecer, chega, tampar, cobrir com coroa (vd. bó, fí, ní, si)
de – atrair, caçar, ser lerdo, atingir (vd. bá)
déédéé – normalmentedéhin – até depois
deiyi – chegou agora
dejá – pescar (vd. peja)
dejú – macio
délade – coroar um rei
dele – chegar em casa
dèna – bloquear
*dendê – palmeira africana aclimatada no brasil (elaeis guineensis; jacq.) de ampla utilização na liturgia dos candomblés. o óleo obtido dos seus frutos (azeite-de-dendê) é considerado indispensável para a elaboração de grande parte das comidas-de-santo. suas folhas servem para guarnecer entradas e saídas das casas-de-santo (vd. màrìwò).
dengé – caldo
derù – amarrar uma carga
dérùba – amedrontar, horrorizar, intimidar
desisa – esteira (vd. eni)
di – entupir
dì – amarrar
dí – tornar a ser, tornar-se
dìbò – votar
didá-ara – boa saúde
dìde – levantar-se (vd. agbesoké)

 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)